sexta-feira, 31 de julho de 2009

COLUNA DO ROQUE: O TEMPLO E EU (+ OS VIPS)

No olhar a sensação de que vai acontecer algo. O dia especial se aproximava a cada instante. Ninguém acreditava se isso mesmo podia ser verdade. Tinha que ser um domingo, pela manhã, como em muitas vezes acompanhamos pela TV e vibramos.

Estar em interlagos, entrar nos boxes, de certo modo, para quem é de São Paulo e é apaixonado por corridas é até normal. Mas faltava um algo mais, faltava andar na pista, descobrir cada detalhe, ver aquilo que as teves não mostram, ver o que víamos lá de longe do setor G. Faltava sentir o asfalto sobre os nossos pés e relembrar cada curva, cada história, cada lembrança. Era mais um sonho que muitos de nós tem (ou tinham), dar uma volta na pista.

Este sonho conseguimos realizar na F-Truck, durante as atividades promocionais da categoria, onde alguns sortudos tiveram a chance de andar em um caminhão. Mas como todo sonho que vira realidade, só fomos acreditar quando fomos efetivamente chamados para tal feito.

Os primeiros passos, ao descer o S do Senna, fizeram a perna tremer. O olhar fixo para o asfalto foram desfocados para uma breve vista das arquibancadas lotadas. O som que ecoava, fazia com que se sentíssemos na lua, na nossa lua, no nosso lar.

A fila era grande, mas não tão grande como a emoção de estar presenciando tudo, como foi presenciar a vitória de Massa em 2006 e 2008, como ver a arquibancada tremer em 1999 por Rubens Barrichello, lembrar de 1990 no GP que teve Ayrton Senna e Alain Prost. Boas lembranças que vinham a cada passo.

Ao entrarmos no caminhão, a surpresa, nosso percurso seria feito no sentido horário, ou seja, no sentido contrário ao que estamos acostumados. Dificil estava conter a animação...a ansiedade estava a mil, o coração disparado.

Logo nos primeiros metros, a única lembrança triste, a curva do café, onde presenciamos o mais terrível acidente da stok, logo em seguida o S feito para o pessoal do motociclismo (naquela época ainda eram 500cc) correr. Morro abaixo, a junção e sua curva de 90 graus.

O tempo foi passando, e, como num grande sinal, uma chuva começava a cair, como acontecera em 1991 com Ayrton Senna. Da descida para uma mini subida, "entramos pela saída" do bico de pato. Dentro do caminhão não sabíamos se falávamos, se brincavamos, se tirávamos fotos, se filvávamos ou se apenas apreciaríamos este momento, único para muitos. O jeito foi curtir tudo, cada instante, cada detalhe e, a cada curva e reta que foram se passando, tenho a certeza, que um pouquinho de nós foi ficando a cada metro de asfalto percorrido.

Desta história, das cruvas, das marcas de freada, do cheiro de gasolina jamais esqueceremos. Um dia onde pudemos ter o nosso sonho realizado. E melhor do que isso, ter o nosso sonho realizado em conjunto com grandes amigos que não mediram esforços para estar junto neste momento (seja presencialmente e até mentalmente). Tenho certeza de quem não vivenciou a nossa emoção, poderá sentir um pouco do que passamos, através do vídeo abaixo.

O Templo, eu, os vips. Todos nós, numa só órbita.

GP BRASIL: NOVOS INGRESSOS À VENDA

Uma pequena cota final de ingressos para o GP Brasil de F1 de 2009, que acontece de 16 a 18 de outubro no autódromo de Interlagos, está à disposição do público, segundo informa o site oficial do evento.

Os ingressos podem ser adquiridos por meio do site oficial do evento, no endereço www.gpbrasil.com.br, a partir desta sexta-feira, 31 de julho.

Esses ingressos, previamente reservados por empresas, voltam ao mercado depois de vencido o prazo de confirmação. O pagamento poderá ser feito em até três vezes sem juros nos cartões Mastercard, Diners e Visa.

Veja na imagem abaixo o mapa e a tabela de preços dos setores disponíveis para o GP Brasil 2009.

ASSISTIR CORRIDA NO BRASIL, VALE A PENA?*

* Texto de Felipe Paranhos, do BLOGP, com o título: "Stock na Bahia a até R$ 120: vale a pena?"

Os ingressos da prova da Stock Car em Salvador acabaram em 48h. Abriram mais duas arquibancadas. Também rapidamente, os bilhetes se esgotaram. O mais barato custava R$ 80, com meia. O mais caro, R$ 120 — aproximadamente 1/4 do salário mínimo.

Eu não tenho R$ 120 para um ingresso de corrida. E não se engane: o baiano também não tem. Em 2004, o Estado era apenas o 16º do país em PIB per capita — este elevado por cidades extremamente desiguais como São Francisco do Conde, cheio de petróleo e de gente pobre.

Dito isso, vamos lá: o baiano é um apaixonado por automobilismo, como se pôde ver na pessimamente organizada etapa da F-Renault e Copa Clio, em 2005. Diz-se que 200 mil pessoas foram ao circuito, a maior audiência da história do esporte-motor brasileiro. Hoje, em Salvador, só se fala da corrida, muitíssimo bem promovida e assessorada por estas bandas. Por isso o público máximo. Mas eu me pergunto: o baiano fez bom negócio ao pagar R$ 120 por dois dias da categoria?

Pesquisei, pois. E fiquei um tanto surpreso. Neste final de semana, a F-Superliga corre em Donington Park. Os ingressos custam € 20 — R$ 53 — para os dias 31 e 1º. Menores de 16 anos, sim, 16, não pagam — na Stock, são as crianças até oito. Além dos carros de clubes de futebol, quem for ao tradicional autódromo inglês verá também a F1 Histórica (lembra dela?) e mais cinco categorias menores.

Continuemos: a F2 correrá também em Donington, duas semanas depois. R$ 56 pelo final de semana — no regime de “pague um, leve dois”. Novamente, quem tem até 16 anos entra de graça e pode ver ainda a F2 Histórica, a GT Cup e o Lotus Elise Trophy. Os pilotos da categoria de acesso à F1 da FIA até participam de uma tarde de autógrafos com o público. No sábado (15), será feita uma homenagem a Henry Surtees, falecido após acidente em Brands Hatch.

Não quero cansar o caro leitor: peço paciência. Quatro dias de automobilismo: F3000 Europeia + 24h de Zolder + Copa Clio Inglesa + GT4? R$ 66. DTM — veja bem, o DTM — e F3 Europeia em Nürburgring, amanhã e domingo, da reta dos boxes? R$ 87.

A Indy, agora. Juro que é a última. Em Kentucky, KY, o famoso oval de duplo sentido. Domingo, pra ver as corridas da Indy e da Lights, o menor ingresso custa R$ 75 e o maior R$ 131, ambos com direito a show de rock. Nossa, R$ 131? Um absurdo. Que sacana, essa IRL.


Ainda bem que não somos só nós que reclamamos das condições oferecidas ao público pagantes (eu disse público pagante). Infelizmente, no Brasil, há uma cultura de valorização aos VIPs com coxinhas, sanchiches, churros (alguém viu por aí???) e mulheres bonitas, relegando o resto, do resto, do resto aos que pagaram caro pelo seu ingresso.

Por que as chances não são as mesmas?

Que todos estão anciosos pela volta do Schummy todos sabem. Porém, uma coisa passou a me intrigar: A fota irá liberar um dia de testes para o heptacampeão mundial se adaptar ao Kers, aos pneus Slicks e às asas móveis.

Segundo constatado no site do Speed Channel, é para que ele não chegue "cru" na prova de Valência.

Aí que vem minha dúvida: Por que o jovem Alguersuari não teve a mesma chance?

A VOLTA DE SCHUMACHER



Michael Schumacher não vai disputar o GP da Europa sem nunca ter conhecido o atual carro da Ferrari. Em ação nesta sexta-feira (31) com a F2007, bólido utilizado pela equipe há dois anos, o alemão recebeu a confirmação de que poderá andar por um dia com a F60, atual carro de Felipe Massa e Kimi Raikkonen. A Fota atendeu o pedido feito pela Ferrari e permitiu o treino com o carro durante o período anterior à prova em Valência.

A decisão da associação de equipes veio após uma consulta da Ferrari, que citou a ausência do heptacampeão de competições desde 2006 e o fato de ele nunca ter guiado o novo carro — que, convém lembrar, é completamente diferente dos carros de temporadas anteriores devido à menor pressão aerodinâmica, o retorno dos pneus slicks e a presença do KERS e das asas dianteiras móveis.

Schumacher está em Mugello trabalhando com a F2007, em uma maneira encontrada pela escuderia italiana para dar ao ex-ex-piloto a chance de guiar um carro de F1 por algum período. Com a liberação para testar a F60, o alemão deve voltar à pista nos próximos dias, antes das férias coletivas de verão no hemisfério norte.

O vice-presidente da Fota, John Howett — presidente do time da Toyota —, explicou a decisão ao site do canal Speed. "Acredito que todos os times da Fota aceitaram o pedido. A situação com Felipe foi algo de muito azar, e este é um gesto esportivo. Estamos confiantes de que a Ferrari o respeitará", disse o dirigente.

Para poder realizar o teste, contudo, a Ferrari precisa também receber a aprovação da Williams e Force India, membros atualmente suspensos da associação de times. Não se sabe se as duas escuderias aceitaram o acordo.

Fonte: Grande Premio

NOTÍCIAS DE MASSA: É SEGUNDA!

De acordo com a Ferrari, "se tudo ocorrer da melhor maneira possível, Felipe pode deixar Budapeste na segunda-feira para ser levado a São Paulo, onde começará o processo de reabilitação". O médico particular do brasileiro, Dino Altmann, confirmou que ele será liberado no dia 3. "Ele está muito bem, e já decidimos que vamos retornar ao Brasil na segunda. Ele vai voar até São Paulo", declarou médico.

Fonte: Grande Premio

FÓRMULA INDY: RIO DE JANEIRO ABRE A TEMPORADA 2010

A notícia vem do Speed Channell, através do Jornalista Robin Miller que teve acesso ao calendário 2010 da categoria. Estão programadas 17 corridas, sendo 09 delas em ovais.

E a cidade do Rio de Janeiro vence a disputa interna pela etapa brasileira. Com um circuito de rua que será montado na região do aterro do Flamengo, sediará a etapa de abertura da Fórmula Indy, no mês de março de 2010.

GGOOproRJ???

NOTÍCIAS DE MASSA: A VOLTA PROGRAMADA

Felipe Massa deve voltar ao Brasil no domingo, apenas oito dias depois de sofrer grave acidente no treino classificatório para o GP da Hungria. A informação foi dada pelo neurologista Attila Toth no canal húngaro de televisão, M1.

"Seu estado já é bom para isso. Ele não apresenta nenhum sintoma de algum dano cerebral grave, até agora. Acredito que os primeiros estágios da reabilitação já podem ter início", declarou o médico.

Dino Altmann, médico oficial do GP do Brasil e que acompanha de perto a recuperação do brasileiro, concordou. "Se tudo correr bem como até agora, Felipe poderá voltar para casa no domingo", disse ao jornal "La Gazzeta dello Sport.

Istvan Szilvassy, diretor médico do hospital AEK, de Budapeste, onde Massa está desde sábado, revelou também que o piloto será levado de helicóptero até o aeroporto da cidade, e de lá deve ser transferido a um avião-ambulância para vir ao Brasil.


Fonte: Grande Prêmio

NOTÍCIAS DE MASSA: O INCENTIVO DO SÃO PAULO

O time de futebol do São Paulo prestou um incentivo à Felipe Massa, deste jeito:



Apesar de não ser São Paulino, muito bacana à atitude.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

NOTÍCIAS DE MASSA: A LIGAÇÃO PARA BARRICHELLO

Cinco dias depois de acidente no circuito de Hungaroring, Felipe Massa e Rubens Barrichello conversaram pela primeira vez nesta quinta-feira.

Do seu quarto no Hospital Militar de Budapeste, na Hungria, onde está internado desde sábado passado, Massa ligou para o celular de Barrichello. A princípio, o piloto da Brawn não atendeu ao telefonema, mas logo em seguida retornou a chamada.

"Pô, mas você tinha que jogar as coisas logo na minha cabeça?", brincou Felipe, cuja recuperação favorável continua surpreendendo os médicos. Durante a bem-humorada conversa de cerca de cinco minutos, da qual participaram também as esposas Raffaela e Silvana, Barrichello perguntou pelas condições do amigo e desejou a ele uma pronta recuperação.

O descontraído bate-papo com Barrichello resumiu o dia de Felipe. Bem-humorado ao longo de toda a quinta-feira, brincou bastante com familiares, o amigo Popó Bueno e o empresário Nicolas Todt.

Recebeu ainda ligações de Jean Todt, ex-diretor esportivo da Ferrari, e do seu engenheiro Rob Smedley, que lhe prometeu aparecer no hospital na sexta-feira.

Fonte: Tazio

HÁ NOVE ANOS ATRÁS...

O Brasil parava em frente a TV. Era um domingo, dia de corrida. Poucas expectativas com os pilotos brasileiros. A maior esperança, Barrichello, largava apenas em 18º. Como em todas as corridas, repetimos o ritual, faltando 10 minutos pra largada, era a hora de acordar e ir direto para a frente da TV.

Este dia, uma grande surpresa aconteceu logo na largada. Schumacher é atingido por Fisichella e lá de trás Barrichello dava show. Ultrapassava a todos, sem tomar conhecimento, até que em pouco tempo estava em quarto lugar.

A corrida, emocionante até então, ficou ainda mais empolgante assim que um louco invadiu a pista. Safety-car. Todos nos boxes e Barrichello tem a chance de alinhar a sua estratégia.

Parecia que era o seu dia. Mas faltava muita corrida já emocionados, vimos a chuva cair. A apreensão ficou no ar. Trocar ou não trocar os pneus. As Mclarens trocaram, Rubens não.

As últimas voltas, a sua primeira consagração e, com ele, assistíamos emocionados. Víamos a história ser contada. As lágrimas escorriam pelo meu rosto. Era inacreditável.

Bandeirada de chegada, tema da vitória (o primeiro após Senna), gritos, comemoração, fogos, explosões de alegria e muito choro de felicidade. Enfim chegara o seu dia, Rubens. E este dia, certamente emocionou a todos.

Ligado na TV, na Internet, saboreei cada instante daquele momento mágico. Inesquecível, como estas imagens que insistem em não sair da minha mente:



E você, o que estava fazendo 9 anos atrás?

FOTO DO DIA


(clique para ampliar)

O carro, a pista, o piloto.

NOTÍCIAS DE MASSA: VOLTAR A CORRER

Dino Altmann, médico do GP do Brasil e em Budapeste a pedido da família de Felipe Massa, disse que o brasileiro só pensa em seu retorno às pistas após o grave acidente no treino classificatório para o GP da Hungria. O piloto quer correr já em Valência, mas o médico não sabe ainda para onde ele irá após ser liberado do Hospital Militar de Budapeste.

- Voltar a correr é uma ideia fixa para ele. Não ficou medo algum. Ele acha que vai estar na pista em Valência. Não conversamos sobre onde ele quer ir, mas há cinco dias que ele quer sair do hospital. Acho que ele vai pra casa, mas não sei se para o Brasil ou Mônaco - diz Altmann.

Fonte: Globo.com

NOTÍCIAS DE MASSA: PIADAS, ALIMENTAÇÃO E FISIOTERAPIA

A evolução de Felipe Massa, após o grave acidente no treino classificatório para o GP da Hungria, continua animadora. Dino Altmann, médico do GP do Brasil e representante da família junto ao hospital húngaro, disse que o brasileiro já se alimenta normalmente - a primeira refeição foi na quarta-feira - e já faz várias piadas.

- O Felipe continua a melhorar, está comendo normalmente, andando pelo quarto e fazendo muita piada. Ele tomou um banho de manhã, como uma pessoa normal. Ele comeu frango ontem (quarta) e hoje (quinta) tomou café da manhã normal com iogurte, suplementos nutricionais, pão com queijo e tomate, e uma banana - diz Altmann.

Altmann diz que Massa está fazendo exercícios no Hospital Militar de Budapeste. Os médicos já pensam em liberar o brasileiro. A decisão deve ser tomada nos próximos dois dias.

- Ele faz exercícios de fisioterapia, fundamentalmente respiratórios e para movimentação dos membros. Era interessante ele estar em um ambiente hospitalar, por causa de alguns cuidados, mas já pensamos em uma data de saída. Vamos decidir o momento entre amanhã e sábado.

Fonte: Globo.com

INDY...NO RIO E A VALORIZAÇÃO DO AUTOMOBILISMO BRASILEIRO

Li esta notícia no Blog Victal:

A Indy está próxima de anunciar que vai fazer sua prova no Rio. A vantagem sobre Ribeirão Preto é grande, agora. Um pica-pau valente comentou que Terry Angstadt, presidente comercial da categoria, já saiu falando para equipes e pilotos que a corrida brasileira deve ser realizada nas rual da capital fluminense.

E tem outra: a prova ainda pode acontecer em fevereiro. Tem quem defenda sua realização logo após o Carnaval, ou no dia 21 ou 28.


Dai fui um pouco mais a fundo, e verifiquei um desabafo, do pessoal do SOS Autodromo do Rio:

Tudo começou em 2007, antes do anúncio oficial da parceria com a IRL, quando Brasil e Estados Unidos assinaram um acordo de cooperação de desenvolvimento de biocombustíveis.

A APEX procurou vários empresários brasileiros do setor para representá-los no exterior, uma espécie de empresa de lobby comercial, bancada pelo governo, para promover seus produtos.

Até aí não teria nada demais se não tivessem tentado dar um passo maior que as pernas, querendo forçar os EUA a baixar suas alíquotas protecionistas para beneficiar os produtores de cana do Brasil.

Diante da negativa inicial do governo norte-americano, que ainda era o de George W. Bush, os empresários decidiram dar uma cartada alta, e iniciaram conversações com a direção da Indy Race League (IRL), para vender o combustível para a categoria. Imaginavam assim que conseguiriam dobrar a resistência do governo diante do lobby que seria feito através da publicidade do combustível brasileiro, lembrando que a crise já estava começando a fazer seus estragos e o povo norte-americano começava a sentir seus efeitos.

Em novembro de 2008, no apagar das luzes do governo Bush, a UNICA (União da Indústria de Cana de Açúcar) assinou contrato com a IRL, através da APEX, que a representa, e com isso a agência governamental virou a principal patrocinadora da IRL em 2009, aparecendo em todos os releases como "major sponsor". Dessa forma, a APEX passou a ser conhecida pelos norte-americanos como uma empresa de fornecimento de combustíveis, o que ela não é , e com isso temos o governo brasileiro bancando corrida de carro no exterior para simular que está exportando combustível, só que na verdade uma verdadeira briga de foice é travada nos bastidores para que os EUA baixem a alíquota de importação de biocombustíveis, e enquanto isso os carros da IRL vão andando com etanol norte-americano mesmo, só que pago com dinheiro brasileiro.

O governo brasileiro já enterrou nessa brincadeira uma pequena fortuna, cerca de uns 20 milhões de dólares, isso apenas na Indy, pois a mesma agência já bancou um desfile de moda de um estilista famoso e até mesmo a ida de publicitários brasileiros a Cannes. No momento, a trupe da APEX está mabembando pelos EUA com um motor-home acompanhando as etapas da IRL, mostrando aos rednecks do interior dos EUA as riquezas do Brasil. Eles chamam isso de lobby, eu chamaria de farra com o dinheiro público.

Isso é um absurdo, enquanto que no Brasil os pilotos sofrem para conseguir patrocinadores, o governo esbanja para promover uma categoria estrangeira em dificuldades financeiras, nem mesmo a lei de incentivo ao esporte nos ajuda, com suas complicações jurídicas, controlando cada centavo declarado, passando por quinhentas mãos antes do contrato ser liberado, enquanto que o governo pode gastar desbragadamente sem prestar contas a ninguém.

Engana-se quem pensa que a IRL vem investir aqui, ela quer é dinheiro. Como já coloquei no post anterior, o investimento inicial para trazer a categoria para cá começa em 40 milhões de dólares, podendo passar de 100 milhões, só para trazer carros e equipamentos, pagar hotel, alimentação, tudo. Para se ter uma idéia, uma das condições é que se pague 150 mil dólares por equipe que venha para cá, livre de quaisquer despesas, são mais de 300 mil reais POR EQUIPE, apenas de cachê para os gringos pisarem na Terra Brasilis com suas possantes máquinas. Isso sem falar da questão de preparação do local da prova, que poderia custar outro montante de dinheiro ainda sequer estimado.

Quem pagaria esse valor? O Governo? Patrocinadores amparados pela lei de incentivo ao esporte? E como ficam os pilotos brasileiros? De pires na mão atrás de patrocinadores que nunca vêm porque a desculpa que dão para não investir é que "não dá retorno", "não aparece na TV", e o que dizer a Bandeirantes que corta as corridas da Indy para transmitir jogo de futebol e mesa redonda? É assim que querem promover corrida no Brasil?

Já que o país tem esse dinheiro pra investir em promoção de esporte, porque ninguém prestigia o automobilismo brasileiro que desde 1977 anda alimentado a álcool? Porque a Petrobrás e essa tal de UNICA, não abraçam o esporte que nos deu oito títulos mundias de F1, só para citar de memória, porque se for somar todas as categorias internacionais teríamos dezenas?

Na verdade é que acabou o dinheiro do mundo para ficar esbanjando sem retorno, seja para corrida de carro, olímpiada, copa do mundo, tudo isso custa caro demais porque tem gente demais ganhando demais, as coisas poderiam ser mais simples, mas não, tudo tem que ser grandioso, megalômano, super, hiper, mega, ultra, chega uma hora que o dinheiro acaba e não há como esconder.

Eles não estão interessados no nosso etanol, eles já produzem bastante, devidamente subsidado pelo governo deles, o que eles vêm buscar aqui é dinheiro de patrocínio, e para isso não se inibem em querer confiscar o Aterro do Flamengo para fazer uma corrida, pensando assim em atrair anunciantes brasileiros para injetar recursos para que possam sobreviver mais um ano e quem sabe assim superar a crise economica.

Isso tudo pode ser letra morta daqui a uma semana, quando será anunciado o calendário de 2010 da categoria, mas ajudou a ver a ponta do iceberg de como o governo gasta o seu dinheiro, e em quais prioridades ele aplica.


Quanto mais se aproxima o anúncio, maior sente-se o cheiro da podridão...

NOTÍCIAS DE MASSA: DESTINO DE UMA DÉCADA*

* Por Victor Martins

Em 25 de julho de 1999, Mika Salo substituiu Schumacher na Ferrari, disputando o GP da Áustria, o primeiro após o acidente do alemão na Inglaterra, em que fraturou a perna.

Em 25 de julho de 2009, Massa sofreu acidente durante o treino classificatório do GP da Hungria. E será substituído por Schumi.

É.

NOTÍCIAS DE MASSA: "ISSO SE EU NÃO CORRER..."

"Falei com o irmão do Felipe. Ele o comunicou que o Schumacher correrá em seu lugar e Felipe respondeu 'Isso se eu não correr, né'?"

Esse é Pizzonia em seu Twitter, falando as últimas notícias de Felipe Massa.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

GGOO NA TRUCK

Demorou, mas finalmente saiu o vídeo oficial da GGOO, na F-Truck:



Aproveitem...

FERNANDO "PRINCÍPE DAS ASTÚRIAS" ALONSO*

Por Vanusa Firmo, da GGOO e também do FC Brasil Asturias F1:

Muita gente estranha o fato d'eu , havendo 3 pilotos nacionais no grid, escolher um espanhol para torcer. Para alguns, é só pelo rostinho e belo par de olhos que o moço tem (e não nego: Alonso é BONITÃÃO!). Mas engana-se quem pensa que é por isso. Mais que achá-lo bonito, Fernando é o piloto, que depois da era Senna, me faz vibrar.

Após Ayrton, a F1 tinha perdido totalmente a graça. E Schumacher nunca me desceu pela goela. Sete títulos que eu, sinceramente, desconheço. Barrichello? Tem seu valor, mas quando quis dar crédito, me decepcionou total. Os demais são bons pilotos, mas nada que me fizesse parar na frente da TV ou passar uma madrugada em claro.

Foram precisos 11 anos pra Fórmula 1 voltar a me encantar. E justamente num GP da Hungria, com um carrinho azul metido a besta. Depois dessa corrida, e mais precisamente às vésperas do GP Brasil de 2005, pesquisei sobre a vida, corridas, vitórias, tudo o que havia na web sobre o "tal" Fernando Alonso. O que vi foi exatamente aquilo que espanhóis costumam chamá-lo: Magic.

Para mim, nunca é exagero dizer que ele é o melhor depois do Senna. Quem mais conseguiria fazer milagre com aquele Renault? Calibrar um carro, melhorá-lo, ter um feeling de boas estratégias e fazer superlargadas (ultimamente, o R29 tá barrando essa qualidade). Que digam a Mclaren e seu pupilo.

Quem é torcedor, admirador de pilotos arrojados, naturalmente talentosos, grandes campeões, certamente compreende minha predileção. Perdendo ou ganhando, na Renault, Mclaren ou Ferrari (será?), Fernando Alonso faz o sangue esquentar nas veias.
E hoje é um dia especial: Alonso está completando 28 anos. Meu desejo é que Deus continue abençoando e cuidando para que continue cada vez melhor, seguro, saudável, no lugar que for do teu merecimento, dando alegrias, fazendo vibrar “la afición”, um verdadeiro campeão. Sem nenhuma fachada, privilégios, apenas com força do seu talento. E de um carro, minimamente, bom.

Vida longa, Fernando Alonso!! Feliz Cumpleaños!

NOTÍCIAS DE MASSA: SCHUMACHER SUBSTITUI MASSA!

A Ferrari acaba de anunciar o substituto de Massa em Valência.

Será Michael Schumacher.

Fonte: Fábio Seixas

Edit:

O Rodrigo Moconauta, avisa que esta informação também foi publicada no site de Michael Schumacher, que diz estar muito feliz por ajudar.

NOTÍCIAS DE MASSA: O SEU DIA

Em mais uma etapa de sua recuperação, Felipe Massa saiu da UTI do Hospital AEK, em Budapeste, e foi para um quarto normal, nesta quarta-feira (29). Esse é mais um sinal positivo demonstrado pelo piloto da Ferrari nesse dia. O brasileiro já deu os primeiros passos, fez sua primeira refeição com alimentos sólidos, conseguiu sentar, pediu para tomar um banho e disse à esposa Raffaela que o GP da Hungria era a "sua corrida".

Fonte: Grande Premio

O MELHOR DA BMW NA F-1

Não foi nenhuma corrida em especial. Pode-se falar que ganhou no Canadá em 2008, ou dos poucos pódiuns que a equipe conseguiu, ou ainda com o teste presente que ofereceram à Augusto Farfus.

Porém, nada foi mais grandioso do que este dia:



Divirtam-se.

NOTÍCIAS DE MASSA: POSSO CORRER?

Numa dessas conversas, com o amigo e piloto da Stock Car Popó Bueno, o brasileiro já perguntou sobre a possibilidade de correr em Valência, na Espanha, daqui a três semanas e meia.

- Os amigos e a família pensam em ver ele bem, em casa, com saúde, mas o piloto sempre quer voltar a correr logo. Só os médicos podem saber se ele vai poder voltar ainda este ano ou no ano que vem. Quando sofri meu acidente em 2001, a próxima corrida era aqui na Hungria e eu também perguntei sobre ela. Foi quando os médicos me deram um tranco, dizendo que eu quase fiquei sem andar, não podia já estar pensando em correr. Foi isso o que falei pra ele, que ele ainda tem muito que se recuperar para poder voltar - relatou Popó.

Fonte: Globo.com

NOTÍCIAS DE MASSA: A SAÍDA DA UTI

Estava certa a avaliação de Dino Altmann, diretor médico do Grande Prêmio Brasil, que está em Budapeste a pedido da família de Felipe Massa para acompanhar a recuperação do piloto. Ele dissera na terça que o brasileiro tinha condicões clínicas de deixar a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e é isso que está acontecendo nesta quarta.

Massa está sendo transferido para um quarto na enfermaria neurológica do Hospital Militar da capital húngara. Na manhã desta quarta, um exame de ressonância magnética já apontou uma diminuição do edema no cérebro e o inchaço no olho esquerdo também está menor.

Fonte: Globo.com

NOTÍCIAS DE MASSA: A RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

O piloto, passou por uma ressonância magnética que não detectou nenhum tipo de problema. "Não tenho dúvidas de que Felipe vai correr de novo", disse Dino Altmann (médico da Família).

"A situação ainda é delicada, mas acredito que sua vida não corre mais risco. Desde o começo, senti que o trauma não foi extenso, e as as melhoras nas últimas horas foram acima das melhores expectativas", continuou.

"Estimulado pelo fisioterapeuta, ele mostrou que sabe dizer os lados esquero e direito, e tem total noção de distância e profundidade. Além disso, sua falta de memória é sobre um curto período de tempo".

FONTE: Tazio

BOMBA: BMW DEIXA A F-1

A BMW Sauber vai deixar de existir ao final de 2009. A montadora da Baviera confirmou nesta quarta-feira (29) os rumores que surgiram no final da terça a respeito da sua continuídade na F1 e anunciou publicamente que vai abandonar a categoria ao final da atual temporada. A decisão foi confirmada em uma entrevista coletiva à imprensa pouco depois das 5h (de Brasília) na sede de Munique, e os maus resultados do Mundial deste ano foram o principal motivo para a saída.

A BMW alega que vai se dedicar "ao desenvolvimento de novas tecnologias e a projetos no campo da sustentabilidade".

Fonte: Grande Prêmio

Para onde, então, vão Kubica e Heidfeld?

NOTÍCIAS DE MASSA: OS PRIMEIROS PASSOS

A recuperação de Felipe Massa continua em franca evolução. Depois de falar normalmente e manifestar fome, conforme relatado por seu pai, Titônio, nesta terça-feira (28), o piloto da Ferrari já deu seus primeiros passos após ser internado no Hospital AEK, em Budapeste, por conta do grave acidente sofrido no treino de classificação para o GP da Hungria, em que foi atingido na testa por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello. A expectativa dos médicos húngaros é de que o brasileiro deixe a UTI nesta quarta-feira (29).

Fonte: Grande Prêmio

RAPIDINHAS DA ZOROPA - Massa: quem seria o substituto?

Olá!

Me diverti com o texto de Terrence Connoly - especialista em F1 (fonte: http://www.examiner.com/x-6666-Formula-One-Examiner~y2009m7d28-Massa-replacement--Bernie-wants-AlonsoFerrari-says-impossibleSchumacher-back-in-the-picture) que trago para vocês...

Esse Bernie é mais surpreendente que dirigente de futebol no Brasil...

Bernie quer Alonso - Ferrari diz que é impossível - Schumacher de volta a cena?

Provando sem sombra de dúvida mais uma vez que fala sem pensar ("que a boca pode derrotar seu cérebro" seria a tradução mais ao pé da letra), o todo poderoso da F1 Bernie Ecclestone declarou que Alonso na Ferrari em Valencia seria "a melhor coisa".

Bernie sabe melhor
"Se a Renault liberasse o Alonso, e se a Ferrari o quisesse, seria a melhor coisa para a F1, para Valencia, para todo mundo", afirma Bernie para a alemã Auto Bild.

Enquanto eu estou certo que Alonso na Ferrari faz um enorme senso econômico - e também traria fantásticas oportunidades de matérias para todos os tipos de cobertura jornalística de F1 - eu também adoraria ver a cara do Briatore quando ele ouviu que a Ferrari usar seu piloto bi-campeão é idéia de Ecclestone sobre o que é "melhor para todo mundo".

Uma vez que a Renault foi banida do GP Valencia, é ventilado que Fernando poderia ser capaz de escapar do seu acordo co, a Renault, uma vez que ele tem garantido "um lugar em todo GP". Com Massa em recuperação do acidente e oficialmente fora do próximo GP, que ainda está 4 semanas de ser realizado, a identidade do substituto de Massa é assunto das especulações de F1.

Mesmo o tri-campeão mundial Niki Lauda gosta da idéia Alonso-Ferrari, "Alonso na Ferrari (em Valência) é uma ótima idéia;" disse o piloto. "Pelo menos a Ferrari deveria tentar. Seria bom para a escuderia, para a Espanha, para Alonso e para a F1", adicionou.

Ferrari diz "Esqueçam isso"

Como Flavio, Ferrari - por ela mesma - não está falando oficialmente sobre a mudança de Alonso, pelo menos ainda não. Fernando não deve estar considerando o macacão vermelho da Ferrari tão logo, de acordo com o relatório Speed.com diz Andrea Cremonesi na Gazzetta dello Sport's: "nós perguntamos ao Colajanni (Chefe de Comunicação da Ferrari) e ele nos disse que é impossível."

Schumacher sangra vermelho Ferrari

Mas as histórias persistem que o lendário piloto da Ferrari, 7 vezes campeão do mundo Michael Schumacher, pode agora pelo menos estar aberto a possibilidade de ao menos "considerar" o retorno para o cockpit vago de Massa. Em constraste com as afirmações sobre este cenário, a assessora de Schumacher recentemente deu uma pista na direção contrária:

"Tudo isso será considerado pela Ferrari. Se eles abordarem Michael, então ele irá considerar o assunto," disse a assessora a BBC Sport. "Mas não há motivos para ele entrar nessa discussão".

Mas o gerente de Michael Willi Weber soa muito claro quando explica o porque ele pensa que as especulações sobre Schumi não tem base: "Michael não sentará em um carro em Valência, isto está fora de questão," disse ele a agência alemã de notícias SID. "O que nós esperaríamos do Schumacher se ele entrasse num carro de F1? Ganhar. As expectativas seriam muito alta dos dois lados."

Nós podemos sonhar

Minha cabeça me diz que tudo isso é apenas especulação, e que o cenário mais provável ainda é a Ferrari correr com um de seus pilotos de teste em Valência.

Contudo minhas entranhas, coração (e devaneio) adoraria ver Alonso na Ferrari, assim como os fãs (e a conta bancária de Bernie). Mas Briatori iria além se algo como isso realmente ganhasse impulso, e com razão. Schumi de volta também parece improvável, de acordo com os comentários do seu gerente, e ao fato que ele já está com 40 anos.

Ainda a especulação continua... já que Schumi mantém a boa forma, disputa corridas de moto, entre outros eventos.

O melhor caso seria ter Felipe de volta este ano. Mas acredito realisticamente que isso pode ser esperar demais de uma pessoa que acabou de sofrer um grave acidente.

Contudo, Shumacher ou Alonso pilotando uma Ferrari seria exatamente um tipo de atrativo que a F1 poderia carinhosamente usar depois de toda a novela política que já cansamos de ver em 2009.

MAIS BOAS NOVAS SOBRE O MASSA

Matéria exibida ontem no Jornal da Globo onde o Dr. Dino Altman confirma que todos os exames feitos na vista de Massa estão dentro dos resultados esperados.



Hoje ainda ele irá passar por mais uma tomografia.

GGOO MASSA!!!

terça-feira, 28 de julho de 2009

NOTÍCIAS DE MASSA: O PAPEL DA GGOO NESTA HISTÓRIA

Antes de mais nada gostaria de dizer que esta história ainda não acabou e, de acordo com as noticias recebidas, tudo leva a um final feliz. Porém, neste post em especial, não quero falar de Felipe Massa, mas sim de todos os envolvidos emocionalmente, voluntariamente ou mesmo profissionalmente nesta história e que fizeram algo que realmente me surpreendeu.

A cobertura de todos os acontecimentos, pelo Blog da GGOO, começou logo após o acidente e a constante busca por notícias. O temor era acontecer o mesmo que Ayrton Senna, havia uma apreensão no ar, apesar das notícias otimistas. No domingo, logo cedo, nossa querida Cinthia, devidamente apelidada de Mariana Becker (reporter da TV Globo que está na Hungria acompanhando tudo), nos trouxe em tempo real as principais notícias européias sobre o caso.

Ontem, o dia foi especial, as notícias pipocavam a cada instante, era preciso filtrar todos os acontecimentos, não se levar pela emoção. A cada instante, um post, um comentário, uma oração, um só pensamento: a melhora de Felipe Massa.

Neste dia, pudemos ver a solidariedade presente na GGOO e, cada um do seu modo, buscou uma forma de colaborar. O pessoal na nossa comunidade, encabeçado pelo Marcos, fez uma corrente, o Stik, conversou com médicos para entender melhor a gravidade do assunto, o Igor ficou esperto nos detalhes virtuais que aconteciam e nos trouxe, também o movimento Forza Massa! Mas, não posso deixar de falar da atenção, carinho e comprometimento que a Cinthia teve conosco, a cada instante, com novas notícias vindas da Europa, debatendo sempre os teores ufanistas de modo a levar a vocês, leitores do blog da GGOO, algo inédito e confiável. Acredito que conseguimos.

A todos, meu muito obrigado. O que vocês fizeram ontem, e continuaram fazendo nos próximos dias, foi muito especial. Aliás, vocês, todos, são especiais.

NOTÍCIAS DE MASSA: O ACIDENTE EM 3D

NOTÍCIAS DE MASSA: A FISIOTERAPIA

Informa Dino Altmann:

"Ele não tem sinal de qualquer deficiência. Durante a fisioterapia, ele faz ativamente os exercícios. Mais ainda é cedo. Essas coisas são muito dinâmicas e imprevisíveis porque dependem de tantas circunstâncias e a gente não tem controle sobre elas de uma maneira precisa. Não tem uma necessidade médica para uma transferência. Se isso acontecer, vai ser muito mais por motivos de facilidade social do que qualquer outra intenção" - explicou ele, ressaltando que, apesar da fisioterapia, Massa ainda não andou.

Fonte: Globo.com

NOTÍCIAS DE MASSA: O OLHO INCHADO

A recuperação de Felipe Massa continua a surpreender médicos e amigos nesta terça-feira. A diminuição do inchaço no olho esquerdo permitiu começar a abri-lo e constatar que ele está enxergando bem e praticamente descartar qualquer dano a sua vista. Com a volta de Stefano Dominicalli, chefe da Ferrari, a Budapeste, o brasileiro exercitou três idiomas nesta manhã: português, inglês e italiano.

- Felipe vem melhorando continuamente, está mais alerta do que antes, respondendo corretamente perguntas em três línguas diferentes, sabe exatamente o que é esquerda e o que é direita, seu olho esquerdo não tem nenhum problema e sua vista está boa. Só boas notícias hoje - relatou Dino Altmann, diretor médico do Grande Prêmio Brasil, que está na Hungria a pedido da família do piloto.

Fonte: Globo.com

NOTÍCIAS DE MASSA: RECUPERAÇÃO E RISCO DE MORTE

A constante evolução do quadro clínico de Felipe Massa pode fazer com que o brasileiro da Ferrari receba alta do Hospital Militar AEK, de Budapeste, em até uma semana. Internado desde o último sábado, quando foi atingido por uma mola durante o treino classificatório para o GP da Hungria, e após realizar uma cirurgia e de ter ficado em coma induzido por dois dias, o piloto apresentou melhoras nesta segunda-feira (27) e, de acordo com os médicos que o atendem, pode ser liberado para voltar ao Brasil no período de sete a dez dias — mesmo que, de acordo com o diretor-médico Peter Bazso, sua condição ainda seja de "risco de morte".

O diretor-médico Peter Bazso, entretanto, fez questão de ressaltar que o piloto precisa ser monitorado de perto nos próximos dias. "Apesar de ele estar se recuperando, o episódio não está se encerrando. Ele ainda segue em uma condição de risco de morte — mas é claro que o perigo está diminuindo a cada dia".

Fonte: Grande Prêmio

F-INDY É FOGO

Sequência de imagens que mostra o fogo se espalhando pelo carro de Tony Kanaan após vazamento de combustível durante seu reabastecimento na etapa da Fórmula Indy disputada em Edmonton (Canadá) nesse último domingo (19/07):
Os mecânicos das equipes Penske, Panther e Ganassi ajudaram a combater o incêndio e a retirar o piloto que sofreu queimaduras nas mãos e sombrancelhas, mas sem gravidade.
Pela imagem da câmera on-board no carro do brasileiro dá pra notar o fogo se alastrando por dentro do cockpit e capacete, foram longos segundos de apreensão.
Fotos: Indycar.com / Versus

segunda-feira, 27 de julho de 2009

NOTÍCIAS DE MASSA: O AGRADECIMENTO DA FAMÍLIA



Forza Massa!

Massa: Muito grave porem traquilizante. Como assim?

Foi essa a pergunta inicial que fiz a dois médicos de minha cidade, São José dos Campos. Um é neurologista e atua a mais de 15 anos na área. O outro é um conhecido meu e também respeitado na cidade. Seus nomes não serão divulgados por opção dos mesmos, que não querem aparecer. A entrevista foi realizada no domingo, dia do GP da Hungria, por e-mail. Respostas foram agrupadas pelo fato de serem praticamente as mesmas.


Os médicos informaram que o estado do piloto Felipe Massa é muito grave, porem estão tranquilos. Como é que alguém pode ficar "tranquilo" numa situação "muito grave"?

R: A situação do Massa é grave devido ao fato das consequências do acidente (edema, fratura na base do crânio e no osso que envolve o olho), ele foi sedado para que lesões mais graves não ocorram, é como se colocasse o cérebro para descansar, amenizando e até evitando um possível inchaço(...) O Felipe deve estar bem, só que é preciso cuidados com esse tipo de lesão, já que problemas futuros nesse tipo de acidente são muito comuns(...) É normal ele não se recordar do acidente ou perder a memória por um curto período de tempo, não só pelo acidente, mas sim pelos medicamentos que tem como efeito colateral a amnésia.


Inicialmente passaram a informação de que já na próxima corrida ele correria, depois falaram que até o final do ano ele não corre ou deve voltar. Pela experiência como médico, por quanto tempo o Massa deverá ficar fora das pistas?

R: Essa resposta apenas os médicos que estão cuidando do Massa podem dar, mas vendo casos semelhantes, eu daria de 8 meses a um ano(...) Ainda temos que saber o estado geral dele, e também existe o lado psicológico, só os médicos que estão o tratando que podem dar um prazo, e isso depois de vários exames e cirurgia que podem vir a serem realizadas(...) Nesses casos, a média é de 10 meses para quem responde bem ao tratamento, pode ser antes, depende e muito da situação, o que não sabemos.

Acredita em risco de morte?

R: Não. Mas não pode descuidar, tem que tomar muito cuidado para o quadro não piorar, acidente envolvendo a cabeça é sempre perigoso(...) Minha preocupação está no olho, mesmo que o objeto não tenha acertado diretamente a globo ocular, alguma lesão pode ser diagnosticada ainda, e pela foto, foi feio(...) Não creio em perda total da visão, mas sim em alguma sequela, torço para que não seja nada.


Daniel Macarenco - 26/07/2009

NOTÍCIAS DE MASSA: O QUE ACONTECEU?

Essas foram as primeiras palavras de Felipe Massa após sair do coma induzido.

De acordo com nossa querida Cinthia que está de plantão lá na Europa acompanhando tudo atentamente, essa notícia saiu, sem tanto alvorosso, no site autosport.com.

Ao retormar gradativamente a consciência - uma vez que os sedativos que tomou nos últimos dias ainda circulam na sua corrente sanguínea, Massa conversou com Dino Altmann, diretor médico do Grande Prêmio Brasil e que está na Hungria a pedido da família do piloto, chegando a fazer algumas perguntas. Massa perguntou a Nicolas Todt, seu empresário, sobre o horário do dia.

- Fazer algumas perguntas por iniciativa própria é um sinal fantástico. Ele quis saber o que tinha acontecido com ele, o que é uma pergunta natural. Eu disse a ele: “Você teve um acidente, está num hospital na Hungria e vai ficar bem”. Só isso. Ele quis saber também o que era o tubo na mão dele e chegou até a perguntar que horas eram - diz Altmann.

FORZA MASSA!!!

Gente, recebi um re-twitt da Lela, também integrante da GGOO, com o belíssimo trabalho do Bruno Mantovani:





Acessem http://mantovani.zip.net/ para ver o que mais esse talento tem aprontado!
Continuamos torcendo, rezando, mandando energia positiva para que o Massa se recupere totalemente o mais breve possível!

NOTÍCIAS DE MASSA: PILOTO ESTÁ FALANDO E ENXERGANDO

Os médicos do Hospital Militar de Budapeste divulgaram mais um boletim médico sobre o estado de saúde de Felipe Massa. Após passar por mais uma tomografia computadorizada, o brasileiro foi desentubado e não está mais sedado. O piloto também está enxergando, outra preocupação dos médicos.

Massa já consegue responder com coerência às perguntas que são feitas à ele, mas ainda está um pouco confuso, sem saber direito onde está, o que é normal pelo tipo de acidente que ele sofreu. De acordo com Dino Altmann, médico do GP do Brasil de Fórmula 1 e da Stock Car, que acompanha a família do piloto em Budapeste, o prognóstico para a recuperação é animador.

- A recuperação está sendo fantástica, é até uma surpresa do ponto de vista positivo. Logo depois que ele deixou a sedação, falou um pouco. Ele tem respostas para tudo, respostas coerentes. Não tem nenhuma alteração motora, mexe os quatro membros com a mesma força. Até aqui, não tem como dizer que não está evoluindo do jeito que nós queríamos - diz Altmann.
Massa ainda não passou por uma avaliação no olho do lado atingido no acidente. No entanto, Dino Altmann está muito otimista.

- Ainda não teve uma variação, mas não tem nenhuma razão para ele não enxergar. Com o olho que está aberto, que não está inchado, ele enxerga tudo. Esperamos que ele melhore cada vez mais. A cada dia, vamos ter um detalhe, alguma resposta diferente. Faz parte da evolução até que ele volte à condição normal.

Fonte: Globo.com

NOTÍCIAS DE MASSA: OS RISCOS

O neurocirurgião Robert Verez, que operou Felipe Massa no sábado (25), afirmou em entrevista coletiva que o piloto da Ferrari não corre mais risco de morte devido ao grave acidente em que foi atingido por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello durante o treino de classificação para o GP da Hungria, em Hungaroring. Porém, o médico admitiu que o brasileiro pode ser obrigado a encerrar a carreira por causa de uma lesão no olho esquerdo.

NOTÍCIAS DE MASSA: ESTABILIDADE

Na manhã desta segunda-feira, o brasileiro passou por exames clínicos e uma nova tomografia. Seu quadro de saúde permanece sem alterações e ele segue sedado. Segundo os médicos, a estabilidade é um bom sinal, informa a Mariana Becker, da TV Globo.

FRASE DO DIA

"Se Webber mantiver ritmo, será líder em 4 corridas".
Jenson Button, após o GP da Hungria

NOTÍCIAS DE MASSA: MELHORA GRADATIVA

Informa o site Grande Prêmio:

Felipe consegue mover suas mãos e pernas, que são sinais positivos de que não há danos em seu cerébro. Os médicos mantêm cautela sobre o estado do piloto, mas admitem o progresso na recuperação dele. A expectativa é que ele saia do coma induzido nesta terça (28).

Massa - primeiras notícias de hoje

Manhã calma na imprensa... sem muitas novidades por aqui.

Saiu no http://www.crash.net/f1/news/150403/1/massa_recognised_faces.html que ele já reconhece o rosto das pessoas.

"Ele tem sido acordado mais e mais frequentemente e é capaz de se comunicar ativamente - ele reage quando falam com ele (não fica claro na reportagem como ele reage...)" - disse Istvan Bocskai a TV húngara. "Nós estamos otimistas que, e esperamos, que uma lenta recuperação está começando.

Os médicos, conutdo, permanecem cautelosos sobre previsões sobre a duração da recuperação de Massa neste momento, mesmo após um ultrasom ter sido realizado nas primeiras horas dessa manhã de segunda ter mostrados "resultados promissores". O piloto ainda realizará uma tomografia esta manhã.

Assim que as noticias chegarem por aqui, posto por aqui!

Continuamos na torcida por uma breve recuperação!!!

domingo, 26 de julho de 2009

"FORZA MASSA!!!"

Já dizia nosso Dou Juanes em sua GGOOcamiseta no GP Brasil do ano passado e, mal sabia ele que sua frase viraria uma mensagem mundial nessa semana.

Não só na camisa, mas também em nossos corações essa frase está estampada, com certeza.
Nossa torcida, nossas orações e o desejo de ve-lo onde é seu verdadeiro lugar: dentro de um cockpit, nos dando alegrias e nos fazendo sentir grandes emoções, assim como as do GP Brasil passado.

"FORZA MASSA, SIAMO CON TE"

FELIPE MASSA: A MOLA

Foto: Agência Reuters

Mola semelhante à que se soltou do carro de Barrichello e atingiu o capacete de Felipe Massa. A peça que causou o acidente e pesa cerca de 800 gramas foi enviada pela equipe Brawn à FIA para investigação.

FELIPE MASSA: PILOTOS GRAVAM VÍDEO



A TV italiana SKY Sport, gravou mensagens com os pilotos da F1, desejando melhoras à Felipe Massa. O vídeo será mostrado ao piloto no hospital, assim que o mesmo sair do coma induzido, o que está previsto para acontecer em 48 horas.

GGOO BOLÃO F1 2009 - Resultados do GP HUNGRIA

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - ALONSO
Posição no Grid Aleatória (10º) - BUEMI
Volta mais rápida na corrida - WEBBER
1º colocado na corrida - HAMILTON
2º colocado na corrida - RAIKKONEN
3º colocado na corrida - WEBBER
4º colocado na corrida - ROSBERG
5º colocado na corrida - KOVALAINEN
6º colocado na corrida - GLOCK
7º colocado na corrida - BUTTON
8º colocado na corrida - TRULLI

PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
15 pontos - FABRICIO
10 pontos - WESLEY / TIO BRUNO / DR. ROQUE / MARCELÃO
09 pontos - RUDSON K9
06 pontos - CIN / S / LITTLE LUCY / RAFAEL ORLANDO / ANDRÉ ROQUE
05 pontos - JUNIOR GOMES
03 pontos - CÁSSIO / RODRIGO PIOIO
02 pontos - GUILHERME BAL
01 ponto - MAURICIO PELOSO
Os demais participantes não pontuaram
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
01º - 110 pontos - TIO BRUNO
02º - 098 pontos - IGOR DPN
03º - 094 pontos - CÁSSIO / RUI LENHARI R10 / RODRIGO PIOIO
06º - 084 pontos - DUFF
07º - 071 pontos - ANDRÉ ROQUE
08º - 070 pontos - MARCELÃO
09º - 060 pontos - JIMMY
10º - 058 pontos - MATHEUS SILVA
11º - 057 pontos - GUILHERME BAL
12º - 056 pontos - ANGELO DUI
13º - 055 pontos - BODIM / DR. ROQUE
15º - 052 pontos - CIN / A. ROQUE
17º - 051 pontos - FABRICIO / WESLEY
19º - 045 pontos - LEONARDO / LITTLE LUCY
21º - 044 pontos - ENGENHEIRO BETÃO
22º - 042 pontos - ALE / RUDSON K9
24º - 039 pontos - VANUSA / XANDÃO
26º - 037 pontos - RAFAEL ORLANDO
27º - 035 pontos - MAURICIO PELOSO
28º - 033 pontos - S
29º - 032 pontos - DIOGO / JUNIOR GOMES
31º - 031 pontos - MARCO
32º - 030 pontos - RODRIGO CABRAL
33º - 028 pontos - CARLOS CARIOCA
34º - 026 pontos - LUCAS ALONSO
35º - 023 pontos - MARCOS
36º - 019 pontos - OTÁVIO
37º - 018 pontos - ELMER
38º - 012 pontos - THE SWAN
39º - 008 pontos - TIMBÓ / DOU JUANES
41º - 004 pontos - VALÉRIA
42º - 003 pontos - STIK10
43º - 002 pontos - ROJO
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

AS APOSTAS PARA O GP DA EUROPA JÁ ESTÃO ABERTAS,

Massa - update

Segundo comunicado da Ferrari divulgado esta manhã, Massa está estável e passou a noite sem complicações.

"Ele fará uma nova tomografia hoje, que irá nos fornecer informações mais precisas."

Fontes disseram a AUTOSPORT que os médicos do hospital estão otimistas sobre a recuperação de Massa, mas não podem afimar nada até que a tomografia seja realizada. O mesmo vai servir para julgar qual será o tempo de recuperação de Felipe.

Barrichello o visitou no Hospital Militar AEK de Budapeste na noite passada para ter novidades sobre seu compatriota enquanto a familia de Massa que estava no Brasil embarcava para a europa. Somente seu irmão estava o acompanhando no GP da Hungria.

Bernie Ecclestone também foi até o hospital para ter mais notícias sobre Massa e após disse estar chocado com os eventos: " Nós pensamos já ter superado esses problemas. Eu falei com Sid Watkins (expert de segurança em F1) e ele está analisando o ocorrido.

http://www.autosport.com/news/report.php/id/77304

RAPIDINHAS DA ZOROPA - Entrevista com Barrichello

Olá!

Após o treino de ontem Barrichello deu uma entrevista à revista AutoSport. Confiram:

Perguntas e Repostas com Rubens Barrichello
By http://www.autosport.com/news/report.php/id/77281

P. Você pode nos dizer o que aconteceu com a sua suspensão traseira naquela sessão?

Rubens Barrichello: Eu perdi o amortecedor central inteiro do carro. O carro essa manhã estava cheio de combustível e estava bem. À tarde, senti (o carro) um pouco estranho, verticalmente o carro estava mexendo um pouco. E nós suspeitamos desde o começo da qualificação que começando a ir (quebra do amortecedor). O que aconteceu completamente naquela volta, porque eu tive uma volta com tráfego onde eu tive que abortar e naquela volta, tão logo eu freei na volta 1, estava muito, muito ruim. Eu ainda fiz um tempo bom no setor 1, mas quando eu entrei na volta 3 eu senti a traseira cair.
Eu não tinha controle sobre a suspensão traseira; era como se estivesse duro. Foi então que eu chamei a equipe no rádio e disse que eu estava indo para os boxes. Eu senti como se tivesse perdido um grande pedaço da altura de direção porque o carro estava tocando o Felipe. A coisa toda simplesmente fez um terrível barulho.

P. Mas a coisa quebrou ou simplesmente saiu inteira?

RB: Não, quebrou.

P. E quando você percebeu o que aconteceu você foi vê-lo?

RB: Você vê o impacto e eu olhei o impacto. Não era enorme, e eu pensei que ele estava bem. Mas então eu perguntei para alguém da Ferrari e eles me disseram que ele não estava falando direito; ele não estava falando com o time. Então eu comecei a ficar preocupado.
Foi somente mais tarde que alguém me disse que foi um pedaço do meu carro. Isso não tem nada a ver com o fato de eu ir até lá – eu fui até lá para vê-lo. Eu queria vê-lo com os meus olhos porque eu já estive em situações como essa. Nós somos brasileiros e algumas vezes nós temos a família (por perto), às vezes nós não temos, e quando nós acordamos tudo que queremos ver é alguém conhecido. Eu queria estar por lá no caso de não ter ninguém da família por perto.
Mas ele estava consciente, ele estava se mexendo e muito agitado com o fato de ter cortado sua cabeça. Por causa disso, eles (os médicos) o sedaram para acalmá-lo e o levarem para o hospital.

P. Você viu o corte dele?

RB: Eu não olhei porque eu não queria. Eu não sou muito bom com sangue!!!

P. Ele falou com você?

RB: Não.

P. Você viu o capacete dele?

RB: Não.

P. Uma semana após o incidente com Henry Surtees no Brands Hatch, nós tivemos outro piloto atingido na cabeça aqui. Isso é pura coincidência?

RB: Não. Eu, honestamente, não acredito em coincidências. As coisas acontecem por um motivo e eu penso que esta é uma segunda mensagem. Imola (1994) foi uma mensagem. Os carros foram melhorados. Infelizmente perdemos um dos nossos, o que foi muito triste. Não é uma coincidência que alguma coisa aconteceu justamente agora. Na GPDA (abreviação em inglês para Associação dos Pilotos de GPs) nós conversamos bastante sobre isso ontem – e alguma coisa precisa ser feita. Sim, absolutamente.

P. Mas o que? Fechar os cockpits?

RB: Eu não sei. Nós precisamos sentar e dar uma olhada. Eu penso que os carros são muito mais seguros hoje, realmente muito mais seguros. Mas não existe coincidência neste fato que alguma coisa precisa ser avaliada.

P. Você acha que sem o sistema HANS poderia ter sido pior?

RB: Veja, eu não posso ver o HANS prejudicando nenhuma situação. Eu penso que já foi provado várias vezes que o HANS só pode ajudar. Quando você tem um impacto na cabeça, o problema não é o cérebro ir para frente, é ir para trás. Eu penso que o HANS é muito bom nesse momento – eu não sei o que mais posso dizer. O HANS não tem nada a ver com proteção. Nós tivemos o incidente com o Wurz / Coultard no passado e poderia ter terminado muito mal, e é algo que nós já temos que pensar.

Visibilidade é algo que já está um pouco difícil e por causa do show, se eu usar o capacete que eu deveria usar, nem mesmo os mecânicos saberiam se sou eu ou o Jenson porque nós estamos muito baixos no carro. Mas do ponto de vista de proteção é muito bom.

P. Mas você pode ver a cabeça dele mexer?

RB: Eu acredito que ele tenha ficado inconsciente por um segundo, porque ele passou reto na curva.

P. Você pode nos dizer como você estava se sentindo antes do acidente?

RB: Eu estava muito confiante esta manhã. Eu não sei em que estado nós estávamos comparado com as RBs e tudo mais, mas eu estava muito mais contente com o carro que o Jenson esse final de semana. Eu estou completamente confiante que eu teria pelo menos sido capaz de separar as RBs no grid. O carro estava ótimo de manhã, mesmo pesado com bastante combustível.
A chuva em si não nos ajudou. Ela limpou a pista um pouco, mas penso que poderíamos dizer que nós chegamos mais perto deles, mas eles estão ainda um pouco a frente - especialmente na qualificação. Na corrida, temos de ver amanhã.

sábado, 25 de julho de 2009

NOTÍCIAS DE MASSA: TRANQUILIDADE E OTIMISMO

Informa Fábio Seixas,

As últimas do sábado sobre Massa: ele está repousando, em coma induzido, e apesar do diagnóstico de "pequena lesão cerebral", todos que falaram no hospital estavam tranquilos e otimistas.

Dudu Massa já deixou o hospital, assim como Galvão e Barrichello.

A Ferrari fala em "três a seis semanas" de recuperação. A próxima etapa será no dia 23 de agosto, em Valência.

Novidades, só amanhã. E que sejam alvissareiras.

O PESO NAS COSTAS DE CADA UM

F.Alonso, 637,5 kg
S.Vettel, 655 kg
M.Webber, 652 kg
L.Hamilton, 650,5 kg
N.Rosberg, 654 kg
H.Kovalainen, 655,5 kg
K.Raikkonen, 651,5 kg
J.Button, 664,5 kg
K.Nakajima, 658 kg
S.Buemi, 671,5 kg
J.Trulli, 671,3 kg
R.Barrichello, 689 kg
T.Glock, 679,2 kg
N.Piquet, 667,7 kg
N.Heidfeld, 658 kg
G.Fisichella, 680,5 kg
A.Sutil, 683,5 kg
R.Kubica, 666 kg
J.Alguersuari, 675,5 kg

NOTÍCIAS DE MASSA: RISCO DE MORTE

Após a cirurgia para retirada de fragmentos ósseos decorrentes do acidente, Felipe Massa se encontra em coma induzido.

Segundo o site Grande Prêmio, o estado de saúde de Felipe Massa é mais preocupante do que o imaginado após as primeiras notícias veiculadas depois do acidente sofrido pelo brasileiro no treino de classificação para o GP da Hungria, em Hungaroring, neste sábado (25). De acordo com Peter Bazso, diretor-médico do Hospital Militar de Budapeste, onde o piloto da Ferrari está internado, Massa corre risco de morte, mas seu estado, no momento, é estável. Felipe passará por uma tomografia neste domingo (26), às 10h, horário da Hungria (5h, de Brasília).

A BATIDA DE MASSA



Aguardemos por notícias animadoras.

A FALCATRUA ANUNCIADA*

Por André Buriti, do Blog SOS Autódromo do Rio de Janeiro e um dos grandes defensores de Jacarepaguá:

Muita gente deve estar se perguntando de onde saiu essa história de corrida no Rio de Janeiro, e de onde saiu o Helio Castro Neves, que há dois meses era quase um presidiário condenado e agora embaixador da Indy no Brasil. Quem é a APEX?

Para entendermos essa história, vamos viajar no tempo não muito longe, só um ano atrás, em 2008, pouco antes do estouro da crise e da eleição de Obama.

A APEX, que vem a ser uma agência de fomento ao comércio exterior, extensão da Casa Civil, onde Sra Dilma comanda com mão de ferro, resolveu entabular negociações com o governo Bush para exportação de etanol para colocar no mercado norte-americano.

Tudo ia bem, mas esqueceram um detalhe, Bush iria perder aquela eleição e seu sucessor, Barack, não tinha o menor interesse em tirar o pão da boca dos seus fazendeiros para entregar ao Brasil, por mais que fosse necessário. Era melhor aplicar medidas protecionistas a ficar dependendo do estrangeiro para alimentar uma área tão crucial para a economia norte-americana quanto os combustíveis.

Nesse meio tempo a APEX saiu fazendo acordos, e um deles foi o fornecimento de combustível para a IRL, que vem mal das pernas desde que ficou sendo a principal categoria de monopostos dos EUA.
Na verdade a IRL está passando por uma crise existencial-econômica, ou seja, além de ter herdado equipes e pilotos da extinta Champ Car, também herdou alguns contratos de pistas mistas, onde nunca tinha corrido antes, o que gerou divergências entre os dirigentes da categoria, pois o motivo deles terem rompido com a Cart no passado era porque a categoria estava “internacionalizada demais” para o gosto médio do norte-americano, principalmente os rednecks do interior, por onde a categoria vai viajando passando pelos autódromos de pista oval de uma milha, que existem às pencas pelos EUA e que são a base do automobilismo deles.

Com isso chegamos ao impasse que hoje reina na categoria. Com relação aos combustíveis, o contrato assinado com a APEX, em novembro de 2008, previa que a agência estatal intermediaria o fornecimento de combustível da IRL, mas tem um porém, os norte-americanos não sabem, ou não sabiam até agora, mas a estatal não é uma fornecedora de combustíveis, é apenas uma agência de fomento ao comércio exterior, um apêndice da casa civil, isso deve estar dando um rolo em Brasília, pois na verdade quem deveria estar à frente desse processo seria a Petrobrás.

Com essa confusão, entramos em 2009 com a seguinte situação:
A IRL ainda recebe o etanol fabricado pelos norte-americanos, pois o novo presidente, muito sabiamente não aceitou o acordo feito ao apagar das luzes do governo Bush, o que fez sra Dilma e o Presidente da APEX irem aos EUA agora em julho (estão lá nesse momento) tentar negociar esse contrato, porque não se trata apenas de alguns míseros milhares de litros de etanol para alimentar a IRL por um ano, mas o precedente que se abriria contra os produtores de álcool norte americanos, que se sentiriam ameaçados pela concorrência externa, e podem crer meus amigos, nesse quesito de defender a indústria local os caras são carne de pescoço.
Mas aí é que está, onde ficou o acordo da APEX com a IRL?

Não ficou, hoje a APEX compra o metanol dos produtores norte-americanos e revende para a IRL, numa manobra tão esdrúxula que seria engraçado se não fosse trágico, e que mostra o tamanho do despreparo desse bando de negociantes que foi aos EUA sem entender noções básicas de comércio exterior, se atirando em uma negociação com um governo que estava saindo, sem garantias de que seus acordos seriam aceitos pelo novo governo, que mesmo sendo em um país cujo histórico de retidão e cumprimento de regras é por demais conhecido, está à beira da falência, e que vai usar de todos os recursos para salvaguardar seus cidadãos.

Na verdade o que aconteceu é que o governo brasileiro, através da APEX, quis forçar uma barra para vender álcool e derivados no exterior, e sem a intermediação da Petrobrás, e o que é mais grave, até agora os norte-americanos pensam que a agência governamental é responsável pela comercialização de combustíveis, e o governo norte-americano não levantou a barreira fiscal de 54% sobre as importações de biocombustíveis, para preservar os produtores locais, o que obrigou a APEX a comprar combustível lá para revender para a IRL, mas mesmo assim fica anunciando que o combustível é feito aqui, o que é mentira.

O que mais choca nessa história é que milhões foram gastos por esta agência, que não prestou contas e pelo visto age na surdina, não para promover o país, mas para promover produtos de meia dúzia de empresários, incluídos aí os do setor sucro-alcoleiro do interior de São Paulo.

A situação hoje é a seguinte, foram atrás de dinheiro, querem que os usineiros de São Paulo invistam nessa prova, para mostrar para a IRL, e de quebra para o governo norte-americano, um pouco de boa vontade, já que a categoria está descendo pelo ralo, já aventaram até a hipótese de ir correr na China, o que deve estar deixando os tradicionalistas furiosos.

Como a prefeita de Ribeirão Preto disse que não tinha os 40 milhões necessários para a prova – que seriam distribuídos de várias formas, para pagar as despesas de viagem, cachê de 150 mil dólares por equipe, hospedagem, seguros, prêmios e largada e chegada, etc etc e etc, enfim, acharam tudo muito bonito, mas disseram que não dava pra eles, resolveram correr atrás daquele lindo balneário onde pode tudo. Entrou na história o nosso prefeito agogô - ou twiteiro se preferirem, que achou tudo muito bonito e saiu dizendo que “vamos fazer”, só que nesse anúncio ele atropelou um monte de coisas que têm que ser levadas em conta.

Primeiro, o Aterro do Flamengo é patrimônio Histórico e Artístico Nacional, tombado por lei federal, e fiscalizado pelo IPHAN, qualquer coisa que vá acontecer lá dentro, e que necessite de intervenções sobre os jardins do parque tem que ser aprovada antes pelo órgão, basta lembrar que a Air Race, que levou quase dois milhões de pessoas para a enseada de Botafogo, provocou danos imensos ao parque, pois a grama foi impiedosamente pisoteada, árvores danificadas e jardins foram transformados em mictórios.

Então tentem imaginar uma corrida, com arquibancadas e HC’s montados sobre os gramados, o trânsito de veículos e pessoas, imaginem a multidão que iria até o local "apenas pra ouvir o barulho" porque a maioria dos bons lugares será vendida e caro, dá pra ter uma idéia do dano que isso pode causar ao parque.

Segundo, as associações de moradores dos bairros adjacentes ao parque vão ser contra essa idéia, primeiro porque isso implicará no fechamento de vias importantes do bairro, além de um fluxo de pessoas muito maior que as ruas podem suportar. Se imaginarmos que para fazer a corrida as pistas do Aterro teriam que ser fechadas na quinta-feira pelo menos, como se faria com o trânsito? Isso para não falar do barulho ensurdecedor que os carros fariam ecoando nos prédios da orla, basta ver que se acumulam reclamações contra o Santos Dumont agora que virou rota da maioria dos vôos domésticos que antes iam para o Galeão.

E tem a pior parte: o asfalto e a inclinação das pistas, quem já andou pelo Aterro percebe que a maioria das curvas tem a inclinação errada, sem falar que a ondulação do asfalto provocada pelo peso dos ônibus vai requerer um recapeamento em boa parte do trajeto, em suma, são problemas de proporções imensas, que não vejo competência nem capacidade das pessoas envolvidas em resolvê-los.

Desde janeiro eles vêm negociando secertamente essa prova, está claro que isso é a saída encontrada para promover o sucateamento de Jacarepaguá, a coisa está tão adiantada que conseguiram até mesmo que o presidente da CBA rasgasse a resolução que proibia a realização de corridas em pistas de rua em cidades que tivessem autódromo, tudo em nome do dinheiro fácil, da especulação imobiliária, mas, segundo Cleyton Pinteiro, a realização da corrida daria visibilidade ao automobilismo e facilitaria a recuperação de Jacarepaguá.

Ledo engano, meu caro. Isso só daria mais argumentos para os que querem destruir a pista, pois dirão que o Aterro é “melhor para a realização de grandes eventos” do que Jacarepaguá, com isso eles garantem as provas importantes, mas aniquilariam com o automobilismo regional, a arrancada, os track days e a motovelocidade.

Seja lá o que prometeram para o Clayton é mentira, essas pessoas visam única e exclusivamente a destruição do autódromo, custe o que custar, porque depois do objetivo alcançado todos esquecerão o que foi feito.

A homologação de um traçado no Aterro é um gesto temerário, que não deveria ser referendado por nenhum dirigente responsável. O automobilismo continua sendo um esporte de risco, basta ver que nesse final de semana um piloto morreu em Brands Hatch por conta de uma roda solta, já tivemos históricos de acidentes em várias partes do mundo, e se considerarmos que Jacarepaguá é uma pista muito segura, com suas amplas áreas de escape, inexistentes no traçado do Aterro, chega a ser uma irresponsabilidade homologar essa prova, porque além de perigoso, o forte cheiro de falcatrua que se esconde por trás disso tudo, pelas pessoas envolvidas, pelos valores envolvidos, em suma, merecia uma investigação do MP para saber exatamente o que está acontecendo.

Nunca foi tão simples dar uma solução para este problema, basta reformar o autódromo de Jacarepaguá, por uma fração desse gasto anunciado, basta construir a ponte (ou túnel) para o acesso da Arena não interferir com o traçado do Oval, algo tão simples, mas tão complexo na cabeça dessas pessoas que teimam em querer reinventar a roda.

O momento é agora, o autódromo nunca esteve tão ameaçado, essa corrida da Indy só poderia ser levada a sério se Jacarepaguá estivesse plenamente reformada e em funcionamento, do jeito que está hoje basta uma canetada do prefeito para que tudo seja posto abaixo.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

21 ANOS ATRÁS...


24/07/1988: Rubens Barrichello - Campeão Brasileiro de Kart

FIM DE LINHA PARA PIQUET?

Piquet chutou o balde contra Flávio Briatore após o mesmo ter falado poucas e boas sobre o seu funcionário.

Piquet questionou a forma de Briatore analisar resultados de treinos e corridas em que ele tem um carro inferior ao de Fernando Alonso, o que ocorre porque a Renault não consegue muitas vezes produzir peças novas para ambos ao mesmo tempo.

"Embora em algumas corridas meu carro não fosse mais de 0s3 mais lento, com a proximidade entre todo mundo, 0s3 faz uma boa diferença", disse. "Às vezes são pequenas diferenças, mas elas, ao longo da corrida toda, viram uma bola de neve. Por ele ser apenas um empresário, ele não entende porra nenhuma do que três décimos significam."

O piloto reclamou de falta de apoio. "Flavio assinou para ser meu manager e está pisando em minha cabeça às vezes. Não sei qual é o objetivo dele: tentar me ajudar ou me atrapalhar", afirmou Piquet.

O dirigente reconheceu que Nelsinho testou pouco na pré-temporada, mas deu exemplo de Mark Webber, que quebrou a perna em novembro, para dizer que é possível ser rápido mesmo assim.

Questionado sobre isso, Nelsinho declarou que o australiano já tinha mais bagagem quando isso ocorreu: "Esse exemplo do Webber... Ele está na F-1 desde quando? 2001? 2002? É um pouco diferente. Naquele tempo [antes deste ano], treino era livre. Já eu estou em uma época difícil, em que não se pode testar".

Nelsinho afirma ter de falar o que realmente ocorre na equipe e admitir seus erros. "Todos me perguntam quinhentas vezes por dia o que está ocorrendo; você quer que eu fale o quê? Que eu fique calado? Tenho de falar o que está acontecendo. Muitas vezes eu falei que não andei bem, que precisava melhorar. Quando não classifiquei bem, eu falei."

Depois disso tudo, será que ele corre no próximo GP? Se não correr, quem corre em seu lugar?

GGOO MEMÓRIA: GP DA HUNGRIA, 1987

Ainda com mais chincanes do que hoje, mais uma vitória de Nelson Piquet em mais um dos incríveis azares que só aconteciam com Niguel Mansell. Senna foi, mais uma vez, o segundo com Prost em terceiro.

Relembre.

MOMENTO CARAS

Florence Brudenell-Bruce, que namorou com Jenson Button por dois anos, faz ensaio sensual para coleção de lingerie.

A APOSENTADORIA DE BARRICHELLO?

Quando começamos a pensar em aposentadoria, é porque o sentimento está bem presente em nossa cabeça, assim como é quando queremos mudar de emprego.

Rubens Barrichello começa a viver este dilema fomentadas pelas frustrações deste ano, pois segundo entrevista dada ao Jornal The Irish Examiner, "95% dos meus sentimentos são de permanecer. Amo tudo isso, ainda sou rápido, mas os 5% restantes me perguntam 'para que você precisa disso?'. É algo que está na minha cabeça, mesmo que em um número pequeno, mas o ano que vem ainda está longe para eu ter de decidir algo agora."

Apesar de grandes oportunidades para continuar a carreira em 2010 (fala-se, cada vez mais, na Williams), acredito que a melhor opção para era é sair de cena vencendo o GP Brasil e mandando uma banana para todos.

Realmente será que ele precisa disso para continuar a viver?

OLHA QUEM VOLTOU...

OoOoOo... O Coringão voltooou!!! Ops, er... quer dizer... não é bem esse retorno que é para falar por aqui.

Enfim, o que está de volta mesmo depois de 3 etapas desaparecidos por motivos técnicos e profissionais é ele... Assim como meu Timão foi feito para a torcida, esse é um carro que nasceu a partir da torcida. Com vocês o GGOO CAR desbravando a pista de Hungaroring, 10ª etapa do campeonato. So, Enjoy!!!

AO VIVO: TREINOS LIVRES GP DA HUNGRIA

quinta-feira, 23 de julho de 2009

RIO DE JANEIRO VAI RECEBER A INDY

Essa é a manchete do Jornal do Brasil online, que escreve a seguinte matéria:

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou por meio de seu Twitter (serviço de envio de mensagens pela internet), que a cidade receberá uma prova da Fórmula Indy.

Segundo o prefeito, a reunião com dirigentes da Indy ocorreu na última quarta-feira e ficou definido que a prova será em março do ano que vem, no Aterro do Flamengo.

- A vista vai deixar Mônaco no chinelo - escreveu.

Não é a primeira vez nesta semana que o mundo da política se envolve com a Fórmula Indy. na última segunda-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu apoio para que a prova de abertura do campeonato mundial em 2010 fosse realizada no Brasil. O objetivo é promover o uso do etanol brasileiro.

O piloto campeão das 500 milhas de Indianápolis Helio Castroneves esteve presente e ainda aproveitou para presentear Lula com um capacete.


Segundo apurou Flávio Gomes, será no Aterro do Flamengo.

Aguardemos.

RED BULL: WEBBER E VETTEL EM 2010

A Red Bull confirmou que Mark Webber renovou contrato com a equipe para a temporada 2010. O australiano continuará a correr ao lado do alemão Sebastian Vettel.

É a primeira equipe a se definir. Enquanto as outras começam a negociar agora para a temporada do ano que vem.

Os boatos agora ganharão bastante força!

FOTO DO DIA


Senna e Piquet, voltas antes da mais espetacular ultrapassagem de todos os tempos. Hungria, 1986.

FITTIPALDI FD01 EM INTERLAGOS

No último final de semana, durante a etapa da Fórmula Truck, tivemos a honra de falar com Wilsinho Fittipaldi, o criador da primeira e única equipe genuinamente brasileira de F-1.

Um dos assuntos que tratamos foi a quantidade de inovação presente naqueles carros, que, para nós, estava a alguns anos na frente dos demais.

Vasculhando pela internet, achei uma reportagem que foi exibida no próprio domingo pelo Auto esporte, contando um pouco da história do carro, e comparando por meio de Lucas di Grassi, com os carros atuais.

Aproveitem e relembrem:

quarta-feira, 22 de julho de 2009

GGOO NA TRUCK: O NOSSO DOMINGO

O despertador toca, 5:30h da manhã. Rapidamente pulo da cama. Faltavam poucos minutos para todos se reencontrarem novamente. Desta vez o time estaria completo. Ainda com sono começo a preparar as coisas para o grande dia, enfim, seríamos VIP.

Porém o pensamento maior de todos era, como vamos dar a tal volta na pista? Quem devemos procurar? Como vai funcionar? Dúvidas pairavam na cabeça quando chega a hora de pegar nossos nobres (VIPs) colegas. Mais uma vez com certo atraso por conta da velocidade dos trens e na procura do nosso tradicional manto, nos reunimos novamente no metro Barra Funda para iniciarmos a nossa jornada "à lua".

Pontualmente às 8h, sem transito e sem a correria usual, estacionamos o carro nas imediações do autódromo e partimos em direção ao portão 7. Ao contrário de sábado, o dia estava frio e uma constante ameaça de chuva e garoa formava-se. Tão logo estávamos no portão de entrada, surge, surpreendentemente pontual, nosso inestimado presidente com a familia. A torcida estava pronta e unida para festa em plena entrada do portão 7.

Credenciais no peito, adentramos no complexo já conhecendo o caminho a ser seguido: descer e passar por debaixo da reta dos boxes, e depois de passar o laranjinha, subir e caminhar até a parte de trás dos boxes.



Nesta hora, por conta das credenciais diferentes, tivemos que nos separar, Marcos, Gui e Carola ficaram na ala da Brigestone, a mesma onde fiquei no GP Brasil de F-1 de 1990 e nós fomos para o Paddock, ansiosos para chegar logo o local em que ficaríamos.

Enquanto procurávamos a entrada certa do camarote da Volkswagen Caminhões e Ônibus, passamos novamente pelos boxes improvisados da Top Race que, naquele instante, começava a ligar os motores para a primeira bateria da manhã. Mesmo sem entender o porque desta bateria com 10 carros na pista, paramos para ver a movimentação nos boxes.

Findada a curiosidade dos "novatos", descobrimos a porta de entrada do camarote e lá fomos nós subindo as escadas. Com a credencial devidamente autenticada e o braço carimbado, como controle (me lembrou os tempos em que eu ia ao Playcenter), fizemos nosso cadastro junto à organização que nos retribui com a seguinte pergunta: - De qual empresa que vocês fazem parte? - A resposta, feita rapidamente, foi Blog a GGOO, é claro. Findada a etapa cadastral era hora de receber um boné e tomar um merecido café da manhã com direito a pão de queijo, suco, café, pão recheado e tudo mais.


Após um merecido café, uma vez que o frio começava a ficar cada vez mais intenso, tivemos o prazer de reencontrar a Babi, amiga do Jimmy e que comanda o blog Velocidade e que invadiu a pista conosco na primeira etapa de São Paulo na GT3 Brasil. Fofoca colocada em dia, estava na hora de procurar pela Fernanda para conseguir a tão sonhada pulserinha que daria direito a dar uma volta de caminhão pela pista de Interlagos.

Tão logo fomos procurá-la, ela apareceu toda sorridente, com etiquetas na mão para colocar nas respectivas credenciais. O nosso sonho estava se tornando realidade. A chance de dar uma volta na pista se aproximava a cada minuto.


Como nosso "trofeu" em mãos, fomos dar um giro pelos boxes, apreciar o warm up da Formula Truck e encontrar o Marcão, que, diz as más-línguas só comia no camarote. Mais uma vez tivemos contato com alguns pilotos, reencontramos Wilsinho Fittipaldi, falamos com o Thiago Camilo, observamos Jacques Villeneuve se preparar, fizemos algumas compras de produtos oficiais e, quando deu 10:15h, voltamos ao camarote para aguardar as instruções de como deveríamos proceder para o tal do Truck Test.

O frio aumentava e com ele a necessidade de tomar um chocolate quente com creme de chocolate com avelã fazia com que a fila do café ficasse confusa. Para complicar, os videogames instalados no nosso local simplesmente apagaram. Parecia até que, com um suposto pico de energia, todos eles tivessem queimados, mas não, no final do dia ele estavam funcionando novamente.

Neste interim, ainda aproveitamos para participar do concurso Click Truck, que tinha direito a empréstimo de máquinas e coletes de identificação. As fotos extras ficaram a cargo deste que vos escreve e da Fernanda, com sua máquina cor-de-rosa choque.

Porém, um anúncio é ouvido pelos auto-falantes do camarote, era a hora do Truck Test. Todos, então, tinham que ficar em uma fila indiana e seguir o caminho estipulado. Algumas pessoas andariam de caminhão e outras andariam de ônibus, o do Santos e do Corinthians, que pelo que pudemos observar, não tiveram grande aceitação. Todos ali queriam era andar no caminhão mesmo.

A fila começava na entrada do S do Senna e chegava até o seu final, sem ninguém reclamar da fila, do trânsito e tudo mais. O clima era de felicidade total, o frio e a garoa fina não incomodavam mais.



No ônibus do Corinthians não quisemos entrar, preferimos andar no caminhão normal e, o mais legal, todos fomos juntos. Começava a nossa volta à órbita. Inesquecível passar pelas curvas tão famosas e que sabemos de cor e salteado os seus nomes, relembrar o exato local onde presenciamos uma das maiores alegrias e uma das maiores decepções dentro de Interlagos, ver como o traçado é seletivo, com subidas, descidas, curvas cegas, relembrar onde fica o setor G, tudo isso em apenas 5 minutos, que foi o tempo de duração da volta. Inesquecível. Cada instante presenciado ali, naqueles eternos minutos, deram a sensação de que, por alguns instantes, aquilo tudo fosse nosso e nós eramos parte do show.

Ainda em êxtase total, de pernas trêmulas, fomos ao encontro do nosso presidente, na entrada dos boxes. Ele ainda não havia andado. Logo chegou a sua vez. Desejamos sorte. Quando voltou, o seu sorriso ia de orelha a orelha. Todos estavam sem palavras para descrever o que acabávamos de passar.

Chegava ao fim a visitação e o passeio pela pista, era hora de assistir as corridas. Porém antes, tivemos a oportunidade de tirar a nossa foto oficial, já característica quando vemos corridas juntos.


Fomos todos aos nossos respectivos lugares. Chegando lá, aproveitamos que era hora do almoço para descansarmos e reservarmos um lugar "na grade" para vermos a Top Race e comermos o churrasco oferecido.

Logo em seguida era a vez da categoria xodó, a F-Truck, que deu um espetáculo de belas disputas no pelotão intermediário, pelo que pudemos apreciar pelos telões espalhados pelo telão.

Terminada a corrida, ficou uma pergunta a ser respondida: Alguém conseguiu comer um churros?

Um GGOO encontro estava marcado para acontecer logo em seguida, mas, cansados, exaustos e ainda maravilhados com este dia, preferimos adiar para uma nova oportunidade.

Que chegue logo outubro, e com ele, o GP Brasil.

FOTO DO DIA


Ouve-se dizer que este será Campeão Mundial de F-1.