segunda-feira, 30 de junho de 2008

RAPIDINHAS DA ZOROPA

Olásss!!!

Dessa vez não fui atrás de foto exclusivas para a GGOO.

Como disse na coluna passada o Grupo Altran é parceiro tecnológico da Equipe Renault de F-1.
Para isso foi criada em 2004 a AEA - Altran Engineering Academy. A cada ano, projetos dos 27 países onde o grupo está presente podem se inscrever. O vencedor ganha um estágio de 6 meses em Enstone (UK), no QG da Renault F-1 Team.

Vocês devem estar se perguntando... acho que agora a Cinthia enlouqueceu de vez... o que tem tudo isso a ver com a GGOO??? Com o Brasil???

Bom... nós da GGOO temos uma paixão: F-1. Mas não só na GGOO tem apaixonados... um outro brasileiro, Gustavo Brambilla, se inscreveu esse ano, passou por todas as etapas e hoje, a poucas horas atrás, após defender seu projeto para uma banca de especialistas da Renault e da Altran, é o novo colaborador da equipe!!!

Na verdade a publicação de hoje é uma homenagem!

Parabéns!!! É preciso muita determinação, coragem e paixão para correr atrás de um sonho!



Gustavo - o vencedor da AEA 2008


O júri - eles devem ter tido bastante trabalho!!!

Para mais informações sobre a AEA: http://www.altran-academy.com/

Fonte e fotos: www.altran-academy.com e www.altran.com

Quase que entrou para história


Minha paixão, como a de muitos, é certamente a F1, porém, quando um brasileiro faz algo notável ou ganha com maestria em algum outro esporte ou categoria, vibramos como se fosse o nosso esporte favorito não é verdade? E isso não se aplica a vitória apenas, recordes, fatos, ou então coisas que quase nunca acontecem ou mesmo nunca aconteceram podem ser os motivos para que naquela que seria uma noite tranquila, vire uma noite de vibração e torcida.

No último dia 28 aconteceu em Richmond, o SunTrust Indy Challenge (GP de Richmond pra mim) pela IRL, com uma bela dobradinha brasileira! Tony Kanaan em 1º com Hélinho em 2º! Mas não foi só por isso que vibrei, nem é por essa dobradinha que resolvi escrever, e sim por uma "tripladinha" brasileira que quase ocorreu! O nome do piloto é Jaime Camara e só não terminou em 3º porque bateu nas voltas finais. Uma pena, eu não parava de vibrar, ele chegou a ser 1º (largou em 24º!) e segurou muito bem o Tony, valeu Jaime, mostrou que pode ser grande.

Eu logo ao final da prova pensei: "Será que já houve uma 'tripladinha' brasileira na Indy?"

Se você sabe. Me mande um e-mail! (stik10@gmail.com) Ou responda aqui mesmo, você que sabe.

GGOO MEMÓRIA: GP DA INGLATERRA 1975

Um verdadeiro caos, marcou a última vitória de Emerson Fittipaldi na Formula 1. Vejam o resumo da corrida:

QUE FASE, HEIN?

A fase de Lewis Hamilton não é das melhores, além de querer correr mais que o carro e fazer inúmeras besteiras este ano, neste final de semana ele conseguiu uma proeza: bater um barco, na volta de apresentação de uma das mais tradicionais corridas de barco da Inglaterra.
Que fase, hein?

CONHECENDO SILVERSTONE

Uma boa dica para começar a semana do GP da Inglaterra é conhecer, curva a curva, detalhe por detalhe a pista de Silverstone.



Para entender cada pontinho verde, vermelho e amarelo e ver como Lewis Hamilton faz a tomada de cada curva, basta clicar aqui.

domingo, 29 de junho de 2008

RAPIDINHAS DA ZOROPA

Oláaaassss!!!

Em mais uma série de publicações exclusiiiivas seguem as fotos da Renault!!!

O modelo fica exposto na loja da Renault, também localizada na Champs Elysée em Paris. Quando estiverem por lá, não deixem de visitar!!!

Mas chega de blá blá blá e vamos às FOTOS!!!


Renault - modelo 2008


Outro ângulo


Detalhe do nome dos pilotos


Momento "puxando a sardinha para o meu lado": trabalho no Grupo Altran, que é parceiro tecnológico da Equipe Renault de F-1!!!

Fotos by: cinthia travalini

sexta-feira, 27 de junho de 2008

A Honda e suas asas.

Passou mais uma semana e a F1 realizou testes, as equipes visaram melhorias aerodinâmicas, principalmente a Honda:


Na 1ª foto se percebe a asa dianteira mais baixa, e as orelhas de elefantes "Ituanas". Já na 2ª, tira-se o chifre, entram hastes que se ligam a apêndices aerodinâmicos nas laterais.

Poderiam mudar o resultado também.

SAI WILLIAMS E ENTRA HONDA

O frentista de macacão amarelo vai mudar de boxes.

A partir de 2009, vai abastecer os carros da Honda. De quebra, a Petrobras também vai fornecer óleo lubrificante, um antigo projeto.

A notícia está no Tazio.

Fonte: FÁBIO SEIXAS

Edit: Pessoal, por pressa e uma falta de atenção minha, acabei esquecendo de citar a fonte da notícia. Fábio Seixas, milhões de desculpas pela nossa falha, isso não se repetirá.

COLUNA DO ROQUE: IN MY LIFE

"Há lugares dos quais vou me lembrar por toda a minha vida, embora alguns tenham mudado. Alguns para sempre, e não para melhor. Todos esses lugares tiveram seus momentos. Com amores e amigos, dos quais ainda posso me lembrar. Alguns estão mortos e outros estão vivendo. Alguns se foram e outros permanecem por aqui." (Lennon/ McCartney)

Felipe Massa ao final do GP da França, ao ser comparado com Senna, Emerson e Piquet, foi absolutamente modesto, reverente e gentil com seus predecessores. Respondeu que, perto deles, era ainda “muito pequenininho”, e que seria o cara mais feliz do mundo se, um dia, conseguisse “chegar perto deles”.

De fato, tem todas as possibilidades de começar a chegar próximo desta felicidade. A sua recuperação no campeonato até o momento, mostram que sua garra e arrojo foram alinhavadas com um foco num objetivo único: ser campeão mundial.

Das previsões e boatos surgidos após o GP da Malásia à redenção e liderança no campeonato, Massa tem, agora, a faca e o queijo na mão para trilhar seu caminho para o título. Mas para isso dar certo, é preciso além de contar com a sorte (como aconteceu na França), confiar em sua competência, respeitando os adversários e se impondo à eles.

Cabe agora à ele ser regular, ganhar corridas quando der, chegar semrpe nos pontos e correr absolutamente com a cabeça.

Dia 02/11, começa a se figurar uma festa sem fim, numa pista onde ele conhece bem e que, com certeza, contará com a ajuda da torcida para apoiar e incentivar a cada metro, a cada curva, rumo ao título.

GP DA FRANÇA: BANDEIRA QUADRICULADA

Com os pitacos de Igor, Rodrigo Pulga, Rodrigo Cabral e do Marcos, a Bandeira Quadriculada vai para:

Felipe Massa - Sorte e competência de campeão.

Jarno Trulli - Fez o que todo piloto tem que fazer, defender sua posição na pista, sem sujeira ou barbeiragem....na frente do Kova, deu lhe um baile e faturou a 3ª posição. Parabéns Trulli, Parabéns Toyota.

Nelson Piquet - fez o que se espera dele desde o começo do ano, correu pra chegar, e ainda passou Alonso.

O ESCAPAMENTO DO KIMI - Graças a ele, o Massa quebrou dois tabus (23 anos sem um brasileiro vencer o GP da França e 15 anos sem um brasileiro liderar um campeonato de F-1), mas nada que tire também seus méritos da vitória.

GP DA FRANÇA: BANDEIRA PRETA

Com um ligeiro atraso e com as brilhantes participações de Igor, Rodrigo Cabral e Marcos, já temos as Bandeiras Pretas do GP da França:

Lewis Hamilton - Mais um erro, mais uma besteira e o título vai ficando cada vez mais longe.

HONDA - o circuito da França a princípio favorecia a eles, porém o que se viu foi um atraso na pista....digo: carroça motorizadas, salva apenas pelo Rubinho.

HEIDFELD - alguém me confirma se ele foi mesmo pra frança??? invisível...

Jason Button - está vivendo e um inferno astral total, acho que a Honda deve pensar seriamente em não renovar o contrato com ele.

Os dois primeiros, por sinal, estão quase com cadeira cativa aqui na Bandeira Preta....

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Rapidinhas da Zoropa

Olá queridos leitores da GGOO!!!

Após um longo inverno estou de volta! Como bem disse nosso querido Roque a vida anda meio corrida por aqui... Mas o que importa agora são algumas novidades!!!

No último final de semana pude conferir na loja conceito da Peugeot (Champs Elysée 136 - Paris) alguns carros que disputaram as 24 horas de Le Mans, realizado no último dia 14 (França).

Direeeeeto da europa, seguem algumas fotos exclusivas!








Fotos by: Cinthia Travalini

Espero que tenham gostado!!!

Até breve!

QUEM SÃO?

É o que pergunta Vagner Duffman aos leitores deste blog:

MASSA X BARRICHELLO

A coluna que Carlos Miquel, do jornal "AS", intitulada "Massa devolve ao Brasil a ilusão pelo título mundial", fala da volta que o brasileiro deu para assumir a liderança do campeonato depois de um começo de ano dos piores. No fim, diz Miquel o seguinte:

"(...) É excessivamente agressivo, mas se sai, sai, e às vezes surpreende com uma classificação como a de Mônaco. (...) Os carros ajudam bastante com os aparatos eletrônicos que simulam o efeito de um controle de tração. Se as assistências eletrônicas estivessem realmente proibidas, ele seria um dos pilotos que mais sofreria. A sorte de Massa é ter disfrutado da era posterior a Michael Schumacher. Rubens Barrichello tinha mais talento, mas viveu seus melhores anos como piloto à sombra do Kaiser. Pilotou para a Ferrari entre 2000 e 2005 e logrou dois vice-campeonatos. Rubinho foi o melhor de uma geração perdida e de um monte inesgotável de pilotos de F-1."

Concorda?

SOBRE NELSINHO PIQUET...

Nelsinho Piquet fez um GP da França decente, tal fato não se pode negar. Muito provavelmente porque tenha corrido bem tranqüilo, cônscio de sua permanência na Renault qual fosse o resultado na corrida.

Sim, calmo, plácido, sem ameaça alguma. O Blog Victal soube que Nelson Piquet, o pai, despejou um caminhão de dinheiro no bolso de Flavio Briatore para que mantivesse o rebento no carro número 6. A substituição do brasileiro por Takuma Sato já estava decidida e consumada antes da prova em Magny-Cours.

Piquet foi sétimo colocado, ultrapassando o companheiro Fernando Alonso na volta final depois que o bicampeão escorregou no grampo do circuito gaulês.

Será?

SENNA NA BMW?

É o que garante a revista alemã "Sport Bild". De acordo com a publicação a BMW Sauber está em "negociações adiantadas" com Bruno Senna para levá-lo à F-1 no próximo ano. Senna poderia assumir o posto de test-driver ou mesmo de piloto titular em 2009.

Na mesma edição comenta-se que Williams, Red Bull e a própria Toro Rosso (de propriedade de Gerhard Berger) também estariam interessadas em Senna.

Assim, começam os boatos e, pela lógica, seria natual a entrada de Senna na Toro Rosso, no lugar de Sebastian Vettel, de malas prontas para a Red Bull, ocupando o lugar de David Coulthard, que se aposenta no final do ano.

Será?

STOCK CAR - O FILME

Aí está, pra variar, mais uma ótima sacada da turma do Red Bulletin. A edição brasileira do famoso jornal “quase independente”, que segue a mesma linha editorial da edição européia (aquela que tira um sarro com a turma da Fórmula 1), imaginou como seria um filme sobre a Stock Car. Estão lá todos os personagens, do bicampeão ao “cara da TV”. E todos, claro, com uma descrição hilariante. Confira:



Cacá Bueno (Wagner Moura)
É o piloto a ser vencido no competitivo mundo da Stock Car. Faz o tipo polêmico, que não tem meias palavras. Com isso, desperta a ira de vários colegas, que farão de tudo para batê-lo nas pistas (às vezes, literalmente).

Carlos Col (Hugo Carvana)
Homem de ambição e liderança, sua autoridade é imposta naturalmente. Resolve com articulação todos os conflitos do seu dia-a-dia, mas só não fará uma concessão: desistir de ver sua menina-dos-olhos, a Stock Car, ser reconhecida como a maior categoria do mundo.

Ingo Hoffmann (José Wilker)
Lenda viva do esporte, Ingo sabe que terá nesta temporada a sua despedida da Stock Car. Mas antes quer provar ao mundo que pode vencer a última batalha.

Xandy Negrão (Nuno Leal Maia)
Mega-empresário e bom vivant, Xandy parece ter tudo ao seu alcance, mas ele quer mais: vitórias. E para isso não medirá esforços para tornar o seu time o maior vencedor de todos os tempos.

Paulo de Tarso (Tarcísio Meira)
Ex-piloto de Stock Car, Paulo é dono de uma bem-sucedida equipe e tentará passar para seus pilotos o que é preciso para vencer no competitivo mundo das corridas.

Marcos Gomes (André Gonçalves)
Filho de um campeão, Marquinhos nasceu no ambiente das competições. Hoje, ele é o jovem promissor que sonha em se tornar campeão. Mas para isso, terá que domar seu ímpeto juvenil e encarar os melhores do mundo.

Geraldo Rodrigues (Luiz Gustavo)
É um entusiasta do automobilismo que viu a oportunidade de transformar sua paixão em negócio. Negociador habilidoso, consegue transitar pelos mais diferentes ambientes e obter sucesso. Só terá que tomar cuidado contra o maior de todos os inimigos: o ego dos pilotos.

Fiorella Mattheis (as herself)
Uma moça radical em suas atitudes e que conquista o coração de todos no paddock. Filha de um poderoso chefe de equipe, promoverá uma corrida paralela àquela disputada dentro das pistas: a da sedução.

Thiago Camilo (Rodrigo Santoro)
É o melhor amigo de Cacá. Companheiros inseparáveis, suas vidas mudam repentinamente quando seus patrocinadores resolvem criar uma disputa pela vaga na melhor equipe na próxima temporada. Será que a amizade sobreviverá à competição?

O Arquiteto (Antônio Fagundes)
Ele não é piloto, mas dirige o maior veículo de todos: a TV Globo, a Matrix da Stock Car.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

COMO 1987?

Muito interessante a notícia publicada no Jornal Lance. A reportagem fala sobre o raro equilibrio entre 4 postulantes ao título.

Nos outros 58 campeonatos disputados até hoje, em apenas cinco deles a ponta da tabela esteve nas mãos de quatro pilotos diferentes. A última vez que isto aconteceu foi em 1987, há 21 anos atrás, com o título de Nelson Piquet.

Para os que acreditam em coincidências, os sinais para Felipe Massa são positivos. Naquela ocasião, o campeão Nelson Piquet assumiu a liderança do campeonato pela primeira vez justamente depois da oitava corrida, para não perder mais. O líder até então era Ayrton Senna, que chegou à posição graças a uma ótima regularidade com um carro inferior ao das duas principais equipes – um caso semelhante ao do polonês Robert Kubica, que era o líder até o domingo passado.

Além disso, com exceção de 1982, todo piloto que estava na ponta da tabela após a oitava prova do ano acabou como campeão, ainda que os campeonatos tivessem durações diferentes entre si.

FÓRMULA 1: CALENDÁRIO 2009 PROVISÓRIO

O Conselho Mundial da FIA, reunido em Paris, divulgou nesta quarta-feira o calendário provisório do Mundial de F-1 de 2009.

Serão 19 corridas, uma a mais que nesta temporada. A grande novidade será o GP de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, fechando o campeonato. Com isso, o GP Brasil, que foi palco das decisões de 2005, 2006 e 2007, deixará de fechar a temporada: será a penúltima etapa, em 1º de novembro.

Abaixo o calendário de 2009:

29.mar: Austrália
5. abr: Malásia
19.abr: Bahrein
10.mai: Espanha
24.mai: Mônaco
7.jun: Canadá
21.jun: Inglaterra
28.jun: França
12.jul: Alemanha
26.jul: Hungria
9.ago: Turquia
23.ago: Europa (Valência)
6.set: Itália
13.set: Bélgica
27.set: Cingapura
11.out: Japão
18.out: China
1º.nov: Brasil
15.nov: Abu Dhabi

Assim, dia 01/11, novamente a GGOO se reencontrará em Interlagos...

MEMÓRIA RODA VIVA: NELSON PIQUET

Mais uma importante entrevista realizada pelo Roda Viva, desta vez com Nelson Piquet. Esta entrevista foi muito especial e marcante, uma vez que ela foi realizada um dia após o falecimento de Ayrton Senna e mostra um Piquet lúcido e solidário, principalmente falando (bem) de Rubens Barrichello.

É interessante ver a participação de grandes nomes do jornalismo esportivo especializado em automobilismo como Marcus Zamponi, Celso Miranda, Luiz Alberto Pandini e até do Paulo Stein (que na época era da Rede Manchete).

Para ver e ler a entrevista, clique aqui.

FOTO DO DIA


A festa da Toyota na França, precisa dizer mais?

terça-feira, 24 de junho de 2008

ASPECTOS TÉCNICOS: GP DA FRANÇA

A partir de hoje, também analisaremos algumas questões técnicas introduzidas GP a GP, pelas equipes da Formula 1.

Para começar, analisaremos a asa dianteira que a Ferrari usou no GP da França:



O Ferrari F2008 teve a asa da frente revista para a França, em particular o ponto central do retalho (seta verde) que tenha sido modificado para melhorar o desempenho do carro através do buraco do nariz, gerando aumento da extração de ar por baixo. A aba foi aprofundada para aumentar a quantidade de fluxo aéreo e para permitir que a equipe de utiliutilize angulos mais baixos de asa. Isto significa menor atrito, mas ainda mantém adequada para o downforce em diversas seções da pista, melhorando, ainda mais, o desempenho frontal do carro.

Desafio do STIK!

Agora é oficial. Antes um mero post, agora um quadro! O "Desafio do STIK" entra com tudo e sem pedir licença, e valendo pontos! Se vai ter prêmios ou não, isso eu defino no final.

O vencedor do 1º desafio foi o grande Roque! E por isso sai na frente com 20 pontos.

Hoje teremos uma super dose, como comemoramos 500 posts ontem, teremos um desafio especial. A sorte pessoas.

Quais foram os pilotos vencedores dos GP 100, 200, 300, 400, 500, 600 e 700 da F1? Também quero saber por qual equipe eles venceram, qual foi o GP, a data (dd/mm/aaaa). Hum. Ah! E o tempo total de corrida. "Só" isso.

Para os acertos do piloto vencedor, 5 pontos. Da corrida em questão, 10 pontos. Por qual equipe, 5 pontos. Pela data, 15 pontos. E pelo tempo total de corrida, 20 pontos.

São muitos pontos, mãos ao volante!

Dica: vai respondendo o que souber, se quiser responder tudo de uma vez, pode ser tarde. Alguém estará a sua frente.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

"VEJA": ENTREVISTA COM FELIPE MASSA

Ainda antes da vitória no GP da França e de assumir a liderança no campeonato, Felipe Massa concedeu intressante entrevista ao portal da Revista Veja (veja.com), onde falou sobre as rivalidades, amizades e ídolos na Fórmula 1, abaixo alguns trechos:

COMPARAÇÕES:
"Não dou a mínima para as comparações com Senna. Comparar pilotos de épocas diferentes é o mesmo que comparar jogadores de hoje com os da época do Pelé. Não tem nada a ver."

SUPERSTIÇÕES:
"Até hoje uso a mesma cueca nas corridas, desde aquela época que ganhei o GP do Brasil. É a mesma, coitadinha da cueca. Já perdeu até as pregas do lado. Aquela cueca é a número 1. Está até escrito nela: BR 1. Mas eu lavo."

MEDO:
"Não sinto medo de morrer nas pistas. No dia em que tiver medo de pilotar por medo de sofrer um acidente, não vou conseguir tirar o máximo do carro, não vou conseguir andar no limite e ser eficiente."

Confira a entrevista completa, clicando aqui. (Fonte: veja.com)

HÁ 23 ANOS ATRÁS...

Muito se falou após a vitória de Felipe Massa, sobre a vitória de Nelson Piquet no GP da França em 1985, pois bem...para matar saudades, aqui está ela:

GGOO: 500 posts

500...
500 milhas...
500 quilómetros...
500 posts...quem imaginaria isso?

Em pouco mais de 6 meses atingimos esta marca. Isso representa um esforço de todos, tanto colunistas e postadores como do público que nos lê. Chegar a esta marca, demonstra o comprometimento de todos, por algo que carregam consigo: a paixão pelo automobilismo, as loucuras, as amizades, as brincadeiras e os desentendimentos...Todas estas emoções foram a marca registrada do Blog da GGOO nestes seis meses de posts quase que diários.

Das novidades como o Bolão, o Volta Lançada e a entrevista com Flávio Gomes às tristezas como a morte de Rafael Sperafico e a saída de alguns membros, estes 500 posts mostraram que nada adianta tocarmos o barco sozinho, ele é feito por todos, para todos.

Por isso gostaria de agradecer pirmeiramente a todos que diariamente frequentam este modesto blog e que comentam, questionam, discutem, etc, ou seja o público. E depois à todos que, junto comigo, colaboram com o blog: Marcão, Igor, Stik, Dr. Roque, Jimmy, Cinthia, Dou Juanes, além do Ice que infelizmente não está mais conosco nesta empreitada.

A todos o nosso muito obrigado!

FOTO DO DIA


domingo, 22 de junho de 2008

VOLTA LANÇADA: GP DA FRANÇA

A. ROQUE: Bem Amigos da GGOO, agora sim, é oficial, estreiamos o Volta Lançada, falando sobre o GP da França de Formula 1, ao meu lado estão Mr. DuffMan e como convidado especial, Igor, nosso Diretor DPN. Boa Noite a todos.

Vagner Duffman: Opa, boa noite!

- IGOR!: Boa noite a todos!!!

A. ROQUE: Vamos começar analisando o GP da França, uma importante vitória de Felipe Massa, o que vocês acharam da corrida como um todo?

- IGOR!: Bom, a corrida em si foi fraca, poucos abandonos, a chuva não veio. Acho que só não foi mais monótona que o GP da Espanha, não sentirei saudades de Magny-Cours.

Vagner Duffman: Eu já acredito que essa corrida superou as expectativas. Foi movimentada tanto na pista quanto fora dela, na classificação. O resultado final da prova foi fantástico para Felipe Massa, já Raikkonen parece reviver seus dias de McLaren. Piquet foi muito bem, parece que tinha razão, mas a sensação mesmo foi Jarno Trulli.

A. ROQUE: Falando sobre Felipe Massa, começou a arrancada para o título? Vocês acham que ficará entre ele e o Kimi?

- IGOR!: A tendência é a disputa ficar restrita aos dois, já que a superioridade do carro da Ferrari é grande. E entre os dois acho que esse ano o Massa leva, me parece mais motivado e com a confiança em alta!

Vagner Duffman: Sem dúvidas, acredito que a BMW começa perder rendimento, como fora ano passado no final da segunda metade do campeonato. Restanto apenas a McLaren no páreo, porém, esta possui uma dupla muito insegura em seus cockpits. Não vejo outra disputa pelo campeonato sem ser entre Kimi e Massa. Cedo pra dizer quem leva, mas Massa vem num momento excelente, inclusive com a tal 'sorte de campeão'.

A. ROQUE: Não resta a dúvida que a melhor dupla de pilotos no momento é a da Ferrari, junta-se a isso o fato de possuirem o melhor carro, no entanto Felipe Massa aprendeu com os erros da Austrália e da Malásia e corre mais confiante, já o Kimi...

A. ROQUE: Falando em BMW e Mclaren, o fato de Kubica mostrar pouco empenho hoje e Hamilton demostrar grande afobação, o que isto significa para vocês?

Vagner Duffman: Confesso preocupação em relação a BMW. Esperava mais deles nesse GP. Foi, de longe, a BMW que vimos antes, e lembrem-se que no último GP da temporada passada a BMW perdeu terreno pra Williams. Acho que começa um período delicado para os Tedescos. Em relação à McLaren, traço um paralelo à Seleção Francesa de Futebol. A diferença entre a França da vice-campeã da Copa do Mundo de 2006 com a que foi eliminada na primeira fase da Euro 2008 chama-se Zidane, somente isso. Troquem França por McLaren, e Zidane por Alonso. Está aí o motivo desses resultados fracos. Hamilton precisa por os pés do chão, aprender mais. Kovalainen só precisa aprender mais.

- IGOR!: A BMW não se acertou na pista francesa, comparando com o desempenho do Heidfeld acho que o Kubica fez mais até do que o carro permitia a ele nesse gp; em relação ao Hamilton, largando lá atrás ele arriscou, mais uma vez se precipitou, mas quem quer disputar o título tem que assumir riscos às vezes!!

Vagner Duffman: Não sei vocês, mas o Hamilton começa a traçar uma certa semelhança com ou outro Inglês que correu em time de ponta... tinha um bigode... sabe...

- IGOR!: Acho que o hamilton está tentando andar mais que o carro, que não é tão bom como o do ano passado!

A. ROQUE: Mas o que vale é a constância do piloto e a maturidade que ele demonstra, o fato de Kubica ser vice líder do campeonato, mostra que a regularidade fará a diferença nestas corridas finais?

- IGOR!: Regularidade é a chave para o título, principalmente na disputa interna na Ferrari, quem "zerar" menos será o campeão!

Vagner Duffman: Desde a mudança do regulamento, no que de diz aos pontos, a regularidade tornou-se algo muito importante para o piloto que almeja o título. Arriscar, agora, não vale a pena.

A. ROQUE: Se arriscar não vale a pena, o papel de Felipe Massa é comboiar os líderes e aproveitar para ganhar, torcendo sempre para ou BMW ou Mclaren tirarem pontos de Raikkonen.

Vagner Duffman: Ou, no caso, o azar. Que parece rondar o finlandês novamente.

A. ROQUE: Para encerrarmos este nosso primeiro Volta Lançada, gostaria que vocês comentassem sobre Rubens Barrichello, Nelson Piquet e façam um prognóstico para a temporada.

- IGOR!: Barrichello foi outro que fez boa corrida, levando-se em conta o péssimo equipamento que tinha em mãos. Piquet hoje finalmente fez jus ao sobrenome, mas precisa mostrar mais, ainda prefiro aguardar mais alguns GP's!

Vagner Duffman: Barrichello fez o máximo que o carro permitia. Terminou a corrida. Piquet, por outro lado, demonstrou competência. Esperva-se muito dele, pois é inevitável fazer uma comparação com a estréia do Hamilton. Espero que ele mantenha esse ritmo até o final da temporada, para que esta seja apagada da memória dele e da imprensa, e ano que vem ele mostre que veio.

Eu acredito numa briga leal entre Kimi e Raikkonen até o último GP. Acho, ainda, que o momento do Brasileiro dentro da equipe é melhor. Lembrando que ele cometeu aquele erro primário na Malásia, porém, carregou a equipe nas costas durante os GPs do Canadá e Mônaco. O momento é plenamente favorável à Massa. Mas todos nós sabemos da capacidade de Raikkonen.

A. ROQUE: Muito bem, gostaria de agradecer ao Duffman e ao Igor pela excelente contribuição e voltamos com o nosso Volta Lançada logo após os treinos do GP da Inglaterra! Muito obrigado a todos pela paciência e pela colaboração.

- IGOR!: Agradecimento especial às nossas conexões que não caíram!

Vagner Duffman: Forte abraço e, uma coisa muito importante a ser dita, além dos tabus quebrados por Massa (23 anos que uma brasileiro não vencia na França, e 15 anos que um brasileiro não liderava o mundial), EU FINALMENTE SAÍ DA 24.ª POSIÇÃO DO BOLÃO!!!

- IGOR!:A briga pelo vice está empolgante... como vamos banir o líder por usar poderes paranormais... essa briga VALE O TÍTULO!!!

GGOO!!! BOLÃO F1 2008 - Resultados do GP da França

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - RAIKKONEN
Posição no Grid Aleatória (17º) - FISICHELLA
Volta mais rápida na corrida - RAIKKONEN
1º colocado na corrida - MASSA
2º colocado na corrida - RAIKKONEN
3º colocado na corrida - TRULLI
4º colocado na corrida - KOVALAINEN
5º colocado na corrida - KUBICA
6º colocado na corrida - WEBBER
7º colocado na corrida - PIQUET
8º colocado na corrida - ALONSO

PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
27 pontos - JOÃO
26 pontos - JIMMY / MARCOS / AUGUSTO ALAN BICO
24 pontos - IGOR / RODRIGO CABRAL
23 pontos - A. ROQUE / DUFF
21 pontos - LEONARDO / CÁSSIO / RODRIGO PIOIO / JORGE ASSOMBRADO / SAMUEL SANCHES / FABRICIO
18 pontos - CAROLINA / STIK10 / ROSE
15 pontos - RUI LENHARI
13 pontos - FERNANDA / RUDSON
10 pontos - OTÁVIO
06 pontos - JORGE
Os demais participantes não pontuaram

clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
01º - 140 pontos - A. ROQUE
02º - 113 pontos - RUI LENHARI
03º - 109 pontos - JOÃO
04º - 108 pontos - AUGUSTO ALAN BICO
05º - 107 pontos - IGOR
06º - 104 pontos - RODRIGO PIOIO
07º - 093 pontos - JIMMY / LEONARDO
09º - 090 pontos - FERNANDA
10º - 086 pontos - MARCOS
11º - 085 pontos - RODRIGO CABRAL
12º - 084 pontos - FABRICIO
13º - 082 pontos - RUDSON
14º - 075 pontos - STIK10
15º - 070 pontos - JORGE ASSOMBRADO
16º - 067 pontos - ROSE / ELMER / JORGE
19º - 063 pontos - CÁSSIO
20º - 062 pontos - SAMUEL SANCHES
21º - 059 pontos - DUFF
22º - 050 pontos - NETO ROX
23º - 047 pontos - DOU JUANES
24º - 040 pontos - CAROLINA
25º - 039 pontos - LOLI CAROLA
26º - 033 pontos - CINTHIA
27º - 032 pontos - CLAU
28º - 028 pontos - MARILDA
29º - 027 pontos - EDUARDO
30º - 026 pontos - OTÁVIO
31º - 015 pontos - ANDRÉ
32º - 012 pontos - LUCAS
33º - 003 pontos - SILVIO / KARLLUS
35º - 002 pontos - JUNIOR GOMES

clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

AS APOSTAS PARA O GP DA INGLATERRA JÁ ESTÃO ABERTAS,
CLIQUE AQUI E PARTICIPE!

FOTO DO DIA


A BMW, seu pneu negresco e o ambiente bucólico!

sábado, 21 de junho de 2008

VOLTA LANÇADA: TREINOS GP DA FRANÇA

Bem amigos da GGOO, eu sou o Augusto Roque e inauguramos uma nova fase em nosso blog, a partir de hoje faremos a Volta Lançada, uma verdadeira mesa redonda com os principais acontecimentos das corridas de F-1. Para começar, gostaria de apresentar nosso comentárista Vagner, Mr. DuffMan, boa noite, Duff.

Vagner Duff: Opa, boa noite! Que bons ventos soprem a nosso favor.

A. ROQUE: Neste treino tivemos um domínio absoluto das Ferraris, primeiro com Felipe Massa e depois com a pole de Kimi Raikkonen, o que achou do treino?

Vagner Duff: Poderíamos dizer que deu a lógica. O erro de Massa na segunda volta lançada do Q3 não só custou a pole, como também a corrida. Certamente escolheu uma estratégia de parar depois de seu companheiro, ato acertado uma vez que foi mais rápido que Raikkonen durante os treinos, porém, a partir do momento que errou que não baixou o tempo de seu companheiro no Q3, este abortou a segunda volta e ganhou uma volta de combustível. Isso fará grande diferença.

Houve, também, uma alteração notável na briga intermediária entre equipes.A BMW, sem dúvidas, deixou a desejar, principalmente por parte de Heidfeld. Alonso foi genial, e Piquet demonstrou força de reação. Renault vem forte. Por parte da McLaren, esperava-se um pouco mais de Kovalainen, porém, com as punições de seus 2 pilotos, tudo fica mais complicado para a equipe inglesa.

A. ROQUE: E o que achou do desempenho da Honda, que durante a semana prometeu largar entre os 10 primeiros?

Vagner Duff: Da Honda não poderíamos esperar nada mesmo. Porém ficou aquela pontinha de "decepção", pois é público o fato de que os carros não possuem velocidade final de reta, e considerando Magny Cours um circuito travado, criou-se uma expectativa em cima de um bom desempenho da Honda.

A. ROQUE: Muito bom, concordo com você...para encerrar, gostaria que você falasse sobre as perspectivas para a corrida e uma privisão para os pilotos brasileiros.

Vagner Duff: Raikkonen vence com certa facilidade. Felipe Massa pode se contentar com o segundo posto, o que seria um ótimo resultado. Acredito em Alonso completando o pódio. Com as punições, Piquet larga em 9.º com chance de fazer uma ótima corrida baseada nas estratégias. Quanto a Barrichello, terminar a corrida estará de bom tamanho. Olho na Red Bull e Toyota, chance de uma corrida interessante. Olho também no comportamento do Hamilton, pode fazer uma corrida espetacular tanto quanto jogar o campeonato fora.

A. ROQUE: Vagner, muito obrigado pela participação e nos vemos amanhã, logo após a corrida.

Vagner Duff: Eu que agradeço. Até lá!

BLOG DA GGOO, NO BLOG VOANDO BAIXO?




Pois é...pra quem não viu, basta clicar aqui.

sexta-feira, 20 de junho de 2008

GP2: SENNA É POLE!

Bruno fez a pole para a primeira corrida da GP2, em Magny-Cours.

De forma estranha.Assim que cruzou a linha de chegada, perdeu o controle do carro e foi direto pro muro.

Noves fora o acidente, belo resultado, deixando pra trás o queridinho local, Grosjean, segundo no grid. Di Grassi, de volta à categoria, sai em sexto.



Esta chincane ainda vai nos dar muitas alegrias na F-1.

GP DA FRANÇA: TREINOS LIVRES

Nos primeiros treinos em Magny-Cours, nenhuma surpresa. Ferrari muito forte, principalmente com Felipe Massa, como antes de Mônaco e Montréal.

No primeiro treino, Massa colocou 0s696 em Hamilton. No segundo, ficou em segundo, a 0s076 de Alonso, que, claramente, jogou para a torcida. Ou alguém acredita que isso possa se repetir na corrida?

COLUNA DO ROQUE: I HAD A DREAM

Esta noite eu tive um sonho. Um sonho diferente, daqueles de deixar o cabelo em pé. Era um domingo de chuva, muita chuva. Fazia frio. Olho ao redor, vejo grama, asfalto, brita, até um lago. Arquibancadas lotadas, cheiro de gasolina. Pera, isso aqui é Interlagos.

Olho para mim, em minhas mãos um capacete verde e amarelo, visto um macacão branco e ao meu lado está um carro preto e dourado. É uma Lotus, mais que isso é a Lotus 72. Estou em 13º, e último, no grid.

Na pole está Ayrton Senna e sua Ferrari. Em segundo, Schumacher e seu Coopersucar. Piquet e sua Tyrrell estão largando em terceiro. Alain Prost, pilotando uma Ligier está em 4º. Emerson Fittipaldi de Williams está em 5º. José Carlos Pace de Ligier está em 6º. Rubens Barrichello de Mclaren está em 7º. Em 8º, de Coopersucar está Niguel Mansell. Em 9º, de Ferrari, Jackie Stewart. Em seguida, Gilles Villeneuve, de Tyrrell. Em 11º está Jim Clark de Williams e em 12º, de Mclaren, está Fangio.

A corrida, disputada em 60 voltas, desafiava todos em termos de resistência e competitividade em um circuito que separava os homens dos meninos. Longas retas, curvas inclindas, parte travada, pontos de ultrapassagem. Emoção e sorte nos esperavam nesta jornada.

Já era hora de entrar no carro, hora de se concentrar. Nas arquibancadas o meu nome é gritado, retribuo com um aceno. Os demais pilotos brasileiros também festejam. É um dia de festa e de alegria para todos.

É hora da largada. Aumentam os roncos dos motores. Acende o farol vermelho, logo vem o verde. Foi dada a largada! Senna faz a curva 1 e 2 em primeiro, Schumacher em segundo, Barrichello em terceiro, Piquet em quarto e Villeneuve em quinto, são os ponteiros quando entram no sargento. No laranjinha a primeira batida. fangio e Mansell se tocam. Fim de prova pra eles. Aproveito a confusão e passo para 9º ultrapassando Clark e Fittipaldi.

A corrida segue emocionante, mas Senna vai abrindo. Barrichello passa Schumacher, a galera vibra. Piquet encosta em Schumacher, parece que tem problema. Eu continuo em 9º, meu carro apresenta problemas, mas sigo em frente.

Vem as primeiras paradas nos boxes, tudo muda. Barrichello volta em primeiro, Schumacher em segundo, Prost em quarto e Senna em 5º. Eu passo para sexto e avisto Ayrton na minha alça de mira. Momentos de tensão. Estamos na metade da prova. Pára de chover...a pista começa a secar.

Junto com Senna me apresso para trocar meus pneus de chuva para os pneus slicks. Votamos em 7º e 8º, respectivamente. Barrichello é pressionado por Schumacher que é perseguido por Piquet. Mas esperem, bandeira amarela na curva 3. É Schumacher que abandona. Pela fumaça seu motor deve ter estourado.

Faltam 10 voltas, Barrichello ainda de pneus de chuva vai sustentando a primeira posição, com Piquet, Senna, eu e Emerson logo atrás. é uma disputa limpa, Emerson me ultrapassa e Senna ultrapassa Piquet. Faltam 2 voltas, volta a chover em São Paulo. Os 5 primeiros estão separados por 3 segundos.

Entramos na última volta, no momento da decisão, é a hora do tudo ou nada, a briga começa, Piquet coloca de lado, Senna por fora, Emerson aguarda, enquanto fico na espreita. Fumaça na minha frente. Muita fumaça. Não enxergo nada...

Toca o despertador, hora de acordar...e agora, quem ganhou a corrida? Que posição eu cheguei?

A FACE FEMININA DA F-1



Ela representará o GP da Inglaterra.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

FOI CANNABIS?

Fonte confiável, informou à Rodrigo Matar o motivo do doping de Paulo Salustiano.

Não é por uso de finasterida. É pela mesma substância que custou a Tomas Enge o título da Fórmula 3000 em 2002 e que é o título da postagem.

Pergunto: a CBA precisava esconder isso? Pra não dar a mão à palmatória ao Renato Russo, que no fim do ano foi crucificado por todo mundo do meio automobilístico?

Lamentável.

VOCÊ RELAXARIA?

O site do "Guardian" trouxe dias atrás uma bela matéria com o Derek Bell, que pela primeira vez desde 1970 não esteve em Le Mans.

O "Guardian" traz ainda uma dica de vídeo no Youtube. É Bell, na antiga reta Mulssane, em 1983, ano em que foi segundo colocado com um Porsche 956.

A descrição que ele faz daquele trecho de 6 km da pista, sem as chicanes atuais, onde os carros atingiam 395 km/h, também é fantástica. "Era a chance de relaxar um pouco, se esticar dentro do carro e checar o painel."



Você relaxaria?

EU...PILOTANDO UM F-1?

Ponha o capacete e vista o macacão. Agora, entre no cockpit e coloque o cinto. Calma, isso não é sonho. Você está dentro de um Fórmula 1 e pode acelerar até o máximo que conseguir. Antes disso, acostume-se com as altas velocidades em um carro de Fórmula 3. A brincadeira acontece no circuito Magny Cours, na França.


Para saber mais basta clicar aqui.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

HAMILTON OU ROBINHO?

Lewis Hamilton adora futebol mesmo. Ele foi ao programa “Saturday Night Football Show” dentro do Sportstudio da TV alemã ZDF, no dia 4 de novembro de 2007. A disputa é parecida com a “Superchance”, quadro do “Caldeirão do Huck”.

Lewis foi muito bem. Ele acertou quatro dos seis chutes, o melhor desempenho de um piloto de Fórmula 1 no programa. Pouquíssimos jogadores de futebol acertaram cinco e ninguém conseguiu 100% de aproveitamento, ou seja, seis acertos.

Será que o Robinho teria o mesmo desempenho???

CHARGE DA GGOO

PERGUNTAS QUE TODOS QUERIAM FAZER: CACÁ BUENO



Quadro Bola na Fogueira, da MTV

terça-feira, 17 de junho de 2008

MEMÓRIA RODA VIVA: AYRTON SENNA

O projeto "Memória Roda Viva", uma iniciativa conjunta do Labjor/Unicamp, Fapesp, Fundação Padre Anchieta e Nepp/Unicamp que disponibilizará, na íntegra, todas as
entrevistas feitas pelo programa "Roda Viva" da TV Cultura.

O programa, no ar desde 1986, apresenta semanalmente entrevistas com personalidades, brasileiras e estrangeiras, de diferentes áreas e tendências político/ideológica, com total liberdade de opinião e de escolha dos entrevistados e entrevistadores, só possível numa emissora pública como a TV Cultura, o que transformou o "Roda Viva" num importante painel do pensamento contemporâneo.

E como nosso negócio é automobilismo, a primeira entrevista que recordaremos é a de Ayrton Senna em 1986.

Reparem que até o Galvão Bueno participa da entrevista.

WILLIAMS: PATROCÍNIO NOVO?

Uma das mais tradicionais escuderias da F-1, a Williams voltará às origens no ano que vem. Pelo menos no patrocínio de seus carros.

A equipe inglesa, nove vezes campeã do Mundial de Construtores, correrá sob patrocínio da Saudi Arabian Arlines, ou Saudia, empresa aérea saudita que bancou o início de sua trajetória na categoria.

QUE DANÇA É ESSA?

Vagner Duffman pergunta: que dança esquisita é essa feita pelo Nick Heidfeld?



Cartas pra redação, oras!

segunda-feira, 16 de junho de 2008

ALONSO NO CENTRO TECNOLÓGICO DA RENAULT

Fernando Alonso durante exibição da Renault em seu Centro de Tecnologia em Guyancourt, na França. O evento comemorou os dez anos da instalação, que tem 11.500 funcionários.

A CBA, A STOCK E O DOPING

Sem muito mais a acrescentar às palavras de Flávio Gomes:

"Esgotado o prazo para a CBA divulgar qual a substância encontrada no exame antidoping de Paulo Salustiano, de acordo com o regulamento antidoping da FIA que a entidade se gaba de seguir, nada foi divulgado. E o rotundo presidente da CBA decidiu "arquivar o caso" para "não criar celeuma".

Sugiro também a leitura do editorial do Grande Prêmio sobre o assunto."

Pergunto, até quando o desrespeito ao público e ao automobilismo brasileiro se fará presente?

Mini Enquete

Alguém sabe me dizer o nome do piloto espanhol, que participou do final de semana do GP da África do Sul de 1993, por qual equipe e onde ele está hoje?

domingo, 15 de junho de 2008

FOTO DO DIA

Ricardo Zonta conquista o 3º lugar na edição 2008 das "24h DE LE MANS", representando o Brasil no pódio.

Confira a classificação final oficial da prova, clicando aqui
Mais algumas fotos da prova,
clicando aqui (crédito: globoesporte.com)

Red Bull

Fazia um tempão que eu não postava, hoje consegui uma vaga em minha "lotada" "agenda". Voltarei a postar normalmente logo após as provas, fiquem tranquilos. Mas enquanto isso, alguém pode me explicar o que é essa coisa na Red Bull?

VOCÊ DECIDE...

Em qual destas categorias haverá o reencontro da GGOO, em Julho:
GT3 BRASIL
OU
FORMULA TRUCK
Cartas pra redação, oras.

BANHO-MARIA

O mundo do automobilismo anda fraco, nota-se. Aliás, este ano, é incrivelmente o mais tranqüilo em relação a notícias. Tudo muito calmo, em banho-maria. Falta uma polêmica, uma declaração mais efusiva, um fato à espionagem ou à Mosley.

sábado, 14 de junho de 2008

CHARGE DA GGOO


sexta-feira, 13 de junho de 2008

RAPIDINHAS DA ZOROPA

Como nossa querida Cinthia anda cheia de compromissos extra-GGOO, vamos relembrar esta seção falando um pouquinho sobre os ingleses e Hamilton. É interessante, embora tenham passado alguns dias, ver o que os maiores jornais ingleses escreveram, em seus títulos, sobre a atitude de Hamilton no GP do Canadá (e desculpem pela tradução não literal), a do Daily Mail é sensacional.

SUN : Silly Boy (garoto bobo).

DAILY STAR: Lew`s (L) of cock-up (onde L é a inicial da palavra learners, colocada no veículo de quem está aprendendo a dirigir).

DAILY TELEGRAPH: Crashdummy (dummy são os bonecos usados nos crash-test pela indústria automobilistica) stupid pit-lane error (estúpido erro na pit-lane).

TIMES: Penalty sends Hamilton into pits of despair.

GUARDIAN: Red-faced Hamilton crashes out

DAILY MAIL: Hint: wait until the lights turn green, Lewis (Dica : aguarde até que a luz fique verde, Lewis)

DAILY EXPRESS : Hamilton´s Howler (a gafe de Hamilton)

DAILY MIRROIR : Like father, like son (tal pai, tal filho - o pai destriui dias atrás um Porsche)

AOS CORINTHIANOS

Este post é uma ordem do nosso presidente e como ordens de presidente não se discutem, aqui está:

COLUNA DO ROQUE: INÚTIL

"A gente não sabemos tomar conta da gente
A gente não sabemos nem escovar os dente
Tem gringo pensando que nóis é indigente

A gente faz carro e não sabe guiar
A gente faz trilho e não tem trem prá botar
A gente faz filho e não consegue criar
A gente pede grana e não consegue pagar"

As sábias palavras da música Inútil, composta por Roger Moreira do Ultraje a Rigor, nos idos de 1983, mostram como o povo brasileiro ainda é muito dependente de atitudes dos outros. Mais do que se inspirar, o povo brasileiro copia e critica o autor original.

Estas pessoas ao invés de reconhecer as atitudes, prefere fazer o caminho mais fácil, o dá crítica, esquecendo que estas pessoas também lutam, e fazem do seu suor e sacrifício a ponte para o seu sucesso. Os heróis brasileiros são aqueles que passam por cima disso tudo e vencem a verdadeira batalha, a batalha da vida. Superam as adversidades, os medos, as angústias para viver os louros de um sucesso que é imposto por ele mesmo. Um claro exemplo deste tipo pessoa é Cristiano da Matta que, depois de atropelar um cervo, ficar em coma, quase morrer, voltou as pistas para correr e ser feliz, acima de tudo.

Assim como ele temos pessoas e profissões que fazem do risco a motivação para seu sucesso, que ignoram a tensão para ajudar o próximo. Mas, mais do que valorizar as idéias e as atitudes, o que se vê é uma ode pelo nivelamento por baixo, o nivelamento da podridão. Se o cara está ganhando, ele está roubando. Se ele está perdendo, ele é ruim mesmo. Esquecem-se os esforços, esquecem-se os sucessos, esquecem-se dos momentos de alegria.

Estas atitudes deixam claro o perfil derrotista de quem faz isso. É preciso mudar. É preciso inverter este jogo e valorizar os bons, sem o bairrismo imposto por pré-conceitos estabelecidos, é preciso buscar a essência do herói brasileiro, na sua plenitude.

Afinal eu não sou um inútil e você, é?

quinta-feira, 12 de junho de 2008

O NOVO BARRICHELLO



Nick Heidfeld, definitivamente, é o novo Rubens Barrichello. Vejam só o por que.

- O cara tem um desempenho arrasador nas categorias de base. Chega à Fórmula 1 com status de futura estrela do circo. Estréia a bordo de um carro problemático, em uma equipe zoneada. Mas mostra serviço, apesar dos pesares.

- Vê sua cotação subir rapidamente. É tido como um campeão do mundo em potencial. Até que pinta uma vaga em equipe de ponta, à qual ele é o favorito. Mas o escolhido, para surpresa geral, é seu companheiro de equipe – que, por sinal, vinha fazendo menos pontos e largando mais atrás.

- Quando a carreira chega àquele ponto em que o piloto mescla juventude com uma boa experiência de pista, ele está em baixa, e é detonado pelo time. Precisa recomeçar em outra equipe. Enquanto isso vê o antigo companheiro disputar o título mundial e ficar com o vice.

- Depois de renascer para a categoria, com sete temporadas nas costas, torna-se de novo uma presença constante nos pódios, embora não tenha carro para vencer. Detona o companheiro de equipe.

- Com mais de cem GPs e nenhuma vitória no currículo, tem um desgosto profundo. Numa corrida maluca, onde os adversários ficam pelo caminho e ele tem condições de dar a primeira vitória ao seu time, o companheiro de equipe faz uma grande prova e fatura o primeiro lugar. A cara de bunda no pódio é evidente.

- A partir daí, torna-se um conceituado segundo piloto. Para sempre.

E aí? Será que a Sra. Sorte voltará a sorrir para este alemão?

quarta-feira, 11 de junho de 2008

PIQUET E EMERSON, EM INTERLAGOS?

O Grande Prêmio apurou que o tricampeão de F-1 não participará da rodada dupla de Brasília, conforme era previsto, por causa de um problema no shakedown do Ford GT com qual o piloto competirá ao lado de Eduardo de Souza Ramos.

Com isso, a expectativa para a estréia do ex-piloto das equipes Brabham, Williams, Lotus e Benetton fica para a quarta rodada dupla da categoria, marcada para julho em Interlagos, mesmo palco onde Emerson e Wilson Fittipaldi fizeram suas estréias, no mês passado.

Será que teremos a honra de ver mais esta estreia?

GP DO CANADÁ: BANDEIRA QUADRICULADA

Robert Kubica - tava demorando, e hoje aconteceu....simplesmente fantástico.

Equipe BMW - mesmo com um Heidfeld apagado, fez o primeiro 1-2 da história.

David Coulthard - aproveitou bem a maluquice que foi a corrida e chegou em 3º.

Rubens Barrichello - com febre, com um carro que não anda de reta, fez milagre ao chegar em sétimo e andar por algumas voltas na liderança...

Felipe Massa, pelas aquela ultrapassagens sobre o Kovalainen e Barrichello, sensacional....sem falar sobre a recuperação e a visão que ele está tendo no campeonato.

Participaram: Rodrigo Cabral e Augusto Roque

GP DO CANADÁ: BANDEIRA PRETA

Lewis Hamilton - causou um verdadeiro acidente de transito em pleno farol vermelho.

A Pista de Montreal - com falhas no asfalto, na segurança e com muitas marmotas...ah, se fosse no Brasil!

A Ferrari, mais uma vez aprontando....cadê o Jean Todt? que falta! No final, empurram tudo pra cima do brasileiro, ele que resolva na pista.



Participaram desta singela seleção: Augusto Roque, Vagner (Duff man) e Rodrigo Cabral

CHARGE DA GGOO



Dica de Vagner (o Duffman)

terça-feira, 10 de junho de 2008

A ULTRAPASSAGEM DO ANO



Dica do Rodrigo Pulga

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Será que, ao ver que a vaca já tinha ido pro brejo, Hamilton não quis acertar propositalmente Raikkonen?

Cartas pra redação!

DI GRASSI, DE VOLTA!

Lucas Di Grassi, que andava meio esquecido na Renault, atendeu um pedido de Flávio Briatore e foi anunciado como piloto da Barwa Campos, na GP 2.

O que motivou Di Grassi a aceitar o cargo, além do pedido do patrão, foi a possibilidade de lutar pelo título.

Eu particularmente duvido muito, mas como "carreras san carreras", e, assim como Hamilton perdeu o título mais ganho dos últimos anos, é possível sim.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

A VOLTA DE CRISTIANO DA MATTA ÀS PISTAS (TV Globo)

O programa Esporte Espetacular da Rede Globo, exibiu ontem (08/jun) uma matéria sobre a volta às pistas do ex-piloto de Fórmula 1 Cristiano da Matta no último mês de maio em prova válida pela categoria americana Grand-AM no autódromo de Laguna Seca.

Da Matta, campeão da extinta Champ-Car, sofreu um gravíssimo acidente ao atropelar um cervo que invadiu a pista durante testes da categoria em 2006; o que lhe causou lesão cerebral, deixando-o 29 dias em coma. Na matéria, depoimentos da família e do próprio piloto descrevem todo o processo de recuperação pós-acidente.

Para quem acordou tarde e não assistiu à matéria (assim como eu), é só conferir
clicando aqui.

FOTO DO DIA


NO CANADÁ A CONCRETIZAÇÃO DE UMA META

Que corrida! Maluca, cheia de opções, barbeiragens echeia de ultrapassagens. Quem dera todos os GPs do ano fossem assim. Quem dera pudessemos ver corridas tão interessantes como esta última.

Vitória de Robert Kubica, com uma grande atuação. O polonês narigudo estava batendo na trave e ontem, chegou o seu dia. Mais do que venerar a grande atuação dos pilotos da BMW, vou um pouco mais além, graças ao empenho da equipe, ela atinge seus objetivos que circulam nos caminhões que vão às pistas européias e que divulgamos aqui.

A BMW não é mais promessa, é realidade. Uma realidade gostosa de se ver e que abre o caminho de novos pilotos em busca de um sonho, ser campeão do mundo.

Além da vitória de Kubica, temos que destacar a grande besteira feita por Hamilton nos boxes, com o sinal fechado, uma das grandes, quiçá a maior do automobilismo, tirando Kimi Raikkonen da prova.

Para os brasileiros a corrida foi especial, Massa, mesmo com o problema da bomba de combustível, fez uma corrida combativca e o ponto alto foi a sua ultrapassagem dupla em cima de Barrichello e Kovalainen.

Barrichello, mesmo gripado e muito delibitado, fez milagre nos treinos e mais um na corrida, chegando a liderar a prova e mesmo com um carro 10km mais lento de reta, conseguiu uma ótima sétima posição.

Piquet, este é um caso a parte, das 3 corridas que lhe deram de prazo, foram 2 abandonos. Foi combativo, mas precisa mais da inteligência e da cabeça do que só acelerar, quando se concentrar mais e focar seus objetivos, chegará lá! Só não sei se tarde demais...

domingo, 8 de junho de 2008

GGOO!!! BOLÃO F1 2008 - Resultados do GP do Canadá

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - HAMILTON
Posição no Grid Aleatória (12º) - NAKAJIMA
Volta mais rápida na corrida - RAIKKONEN
1º colocado na corrida - KUBICA
2º colocado na corrida - HEIDFELD
3º colocado na corrida - COULTHARD
4º colocado na corrida - GLOCK
5º colocado na corrida - MASSA
6º colocado na corrida - TRULLI
7º colocado na corrida - BARRICHELLO
8º colocado na corrida - VETTEL

PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
11 pontos - A. ROQUE
09 pontos - STIK10
08 pontos - AUGUSTO ALAN BICO / RODRIGO PIOIO
05 pontos - CAROLINA / RUI LENHARI / ROSE
04 pontos - JIMMY
03 pontos - RUDSON / JOÃO / MARCOS / DOU JUANES / JORGE ASSOMBRADO / SAMUEL SANCHES / JORGE / MARILDA / FABRICIO
01 ponto - IGOR
Os demais participantes não pontuaram
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
01º - 117 pontos - A. ROQUE
02º - 098 pontos - RUI LENHARI
03º - 083 pontos - RODRIGO PIOIO
04º - 082 pontos - AUGUSTO ALAN BICO / JOÃO
06º - 081 pontos - IGOR
07º - 077 pontos - FERNANDA
08º - 072 pontos - LEONARDO
09º - 069 pontos - RUDSON
10º - 067 pontos - JIMMY / ELMER
12º - 063 pontos - FABRICIO
13º - 061 pontos - JORGE / RODRIGO CABRAL
15º - 060 pontos - MARCOS
16º - 057 pontos - STIK10
17º - 050 pontos - NETO ROX
18º - 049 pontos - ROSE / JORGE ASSOMBRADO
20º - 047 pontos - DOU JUANES
21º - 042 pontos - CÁSSIO
22º - 041 pontos - SAMUEL SANCHES
23º - 039 pontos - LOLI CAROLA
24º - 036 pontos - DUFF
25º - 033 pontos - CINTHIA
26º - 032 pontos - CLAU
27º - 028 pontos - MARILDA
28º - 027 pontos - EDUARDO
29º - 022 pontos - CAROLINA
30º - 016 pontos - OTÁVIO
31º - 015 pontos - ANDRÉ
32º - 012 pontos - LUCAS
33º - 003 pontos - SILVIO / KARLLUS
35º - 002 pontos - JUNIOR GOMES
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

BRINCANDO DE F-1

Quer ser um dirigente de uma equipe de Fórmula 1? Grand Prix Tycoon é um simulador que coloca você a cargo de todas as decisões a serem tomadas a respeito de um time de corrida. Este game coloca você realmente a cargo de todas as opções e decisões que envolvem seu time, até mesmo quanto de gasolina deve estar no tanque.

Leve em consideração todos os fatores para tomar as decisões corretas e nesse caso lembre-se que quanto mais gasolina no tanque, mais devagar o carro deve se mover, porém que se a gasolina acabar no meio da corrida, você vai estar desclassificado. É possível alterar suas escolhas o tempo todo, sem nenhuma preocupação.

Troque de peças e corredor quantas vezes desejar, até encontrar o melhor deles, formando assim uma equipe realmente campeã. Grand Prix Tycoon conta com gráficos super bem feitos e sua variedade de opções permite que os gamers se divirtam a beça, passando o tempo sem enjoar.

E o melhor, pode se jogar de graça,
clicando aqui.

HONDA E DANICA PATRICK: TESTE EM NOVEMBRO

Conforme o Blog da GGOO adiantou no começo de Maio, foi confirmado hoje um teste de Danica Patrick na Honda, em Novembro deste ano.

Segundo o site Grande Prêmio, a informação foi revelada pelo chefe da escuderia nipônica, Nick Fry. De acordo com o dirigente, o ensaio com a piloto da Andretti Green deve acontecer em novembro. Vale lembrar que a categoria norte-americana compete com os propulsores japoneses em todos os carros.

"A colocaremos em nosso carro após a temporada e veremos o quanto ela é rápida. O teste deve acontecer em Barcelona ou Jerez", afirmou Fry.Recentemente, a piloto de 26 anos, que venceu pela primeira vez na F-Indy neste ano em Motegi, comentou que está firmemente decidida em poder entrar na F-1.

Apesar de achar que ela não seria tão competitiva assim, faria muito bem para o ambiente sisudo da Fórmula 1 que ela pudesse participar de algumas temporadas, assim como também abriria as portas para novas pilotos que estão em busca deste sonho como Bia Figueiredo e tantas outras.

sábado, 7 de junho de 2008

GP DO CANADÁ: TREINO DE CLASSIFICAÇÃO

Em Montréal, pole de Hamilton, a oitava na carreira, a segunda no Canadá, a mais fácil da vida, imagino.

O inglês sobrou. Mas sobrou de uma maneira de deixar preocupado o mais otimista dos ferraristas. Dominou os três blocos da sessão oficial e fez o tempo da pole como quem passa manteiga no pão.

No Q1, Hamilton fez 1min16s909, seguido por Massa, com 1min17s231, e Raikkonen.

Sem tempo para reconstruir seu carro após o pancão do terceiro treino livre, Vettel nem foi para a pista. Além dele, foram cortados Bourdais, Sutil, Fisichella e Button.

No segundo bloco, deu Hamilton de novo, 1min17s034. De novo, em segundo, Massa, com 1min17s353. E, também de novo, Raikkonen foi o terceiro.

Dançaram Glock, Nakajima, Coulthard, Trulli e Nelsinho. Barrichello, pela primeira vez no ano, passou para a superpole. E Webber se classificou para o Q3, mas não levou: bateu na última volta lançada e não conseguiu voltar.

No Q3, Hamilton humilhou. Ficou o tempo todo em primeiro até que, nos instantes finais, foi superado por Kubica. Sem problemas: fez mais uma volta lançada e impôs 0s612 sobre o polonês. Raikkonen é só o terceiro, seguido por Alonso, Rosberg e Massa. Barrichello sai em nono.

A não ser que chova, que aconteça um terremoto ou que aperte o botão errado, a vitória do inglês amanhã é uma barbada.

GP DO CANADÁ: TREINO LIVRE 3

No último treino livre em Montréal, batida leve de Nelsinho, batida forte de Vettel.

O alemão saiu andando, nada sofreu, mas o carro ficou bem destruído, péssima notícia para o treino classificatório.

Em primeiro, Rosberg, 1min16s555, 0s803 acima da marca de Hamilton, ontem. Raikkonen foi o segundo, a 0s034. Hamilton foi o terceiro, com Massa em quarto.

Nelsinho terminou em oitavo, Alonso foi só o 17º. Barrichello fez o 14º tempo.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

GP DO CANADÁ: TREINO LIVRE 2

Na ânsia por recuperar o tempo perdido, muita gente ficou pelo caminho no segundo treino livre, com pista seca.

Sessão que terminou com Hamilton em primeiro, seguido por Kubica, Raikkonen e Kovalainen.

Pois é, Kubica de novo ali na frente.

Massa enfrentou um problema hidráulico e abandonou. Mesmo assim, terminou com o quinto tempo.

Barrichello foi o 13º. Nelsinho? Acreditem, foi o último.

GP DO CANADA: TREINOS LIVRES 1

Felipe Massa foi o mais rápido da primeira sessão de treinos livres em Montreal nesta sexta-feira.

O brasileiro conseguiu a marca na última volta lançada, 1min17s553. Em segundo, Robert Kubica, a 0s256, e Heikki Kovalainen foi o terceiro, 0580 atrás do piloto da Ferrari.

Nick Heifeld ficou em quarto, Kimi Raikkonen obteve o quinto e Lewis Hamilton, o sexto.

Nelsinho Piquet fez apenas a 16ª marca e Barrichello foi o 17º.

GP DO CANADÁ

Está sem nada pra fazer ou quer matar o trampo... veja, então os treinos livres para o GP do Canadá, por aqui.

FLEXIBILIDADE PROIBIDA

Cinco das seis equipes que usam a chamada "asa-ponte", aprovada pela FIA ano passado após ser lançada pela McLaren, estão fora do regulamento que prevê a inexistência de artefatos móveis para ajudar na aerodinâmica dos carros de Fórmula 1.

Com base em imagens gravadas durante o GP da Turquia, a FIA percebeu que McLaren, Williams, Toyota, RBR e STR estão fora do regulamento. Só a Renault usa, de forma legítima, uma ligação entre a "asa-ponte" e o conjunto dianteiro aerodinâmico. A decisão acaba de ser tomada às vésperas de uma corrida onde esse tipo de asa flexível daria vantagem para as equipes - o GP do Canadá, no próximo domingo em Montreal.

Portanto, para quem achava que a McLaren despontava como favorita absoluta para domingo...

CONTROLE DE TRAÇÃO, PRA QUÊ?

APOSENTADORIA, JÁ?

Em Montreal Kimi Raikkonen, com sua proverbial verborragia, admitiu que pode parar de correr no final de 2009, quando termina seu contrato com a Ferrari. O problema de Kimi é que ele adora as corridas. Mas só as corridas. Detesta todo o resto. Se pudesse aparecer no autódromo só na hora da largada, e se mandar logo depois, faria isso. Com uma concessão, apenas, ao pódio. É que lá tem champanhe...

COLUNA DO ROQUE: ATÉ QUANDO?

Mais uma vez assistimos a momentos dramáticos na TV. Durante a corrida de Fortaleza da Formula Truck, um pneu saiu de um dos caminhões por conta de uma quebra de cubo de roda e simplesmente atravessou um muro.

Além de uma cena chocante, fiquei com a sensação de que algo de pior poderia ter acontecido. E se fosse um caminhão inteiro? e se tivesse uma arquibancada ali? e se pessoas estivessem passando naquela hora?

Se não formos muito distantes, ano passado um caminhão teve sua visão tapada por placas de publicidade que ficavam expostas em locais indevidos gerando um acidente que poderia ser evitado. Anos antes, em Interlagos um caminhão simplesmente pegou fogo durante a corrida e seguiu em chamas em direção as curvas um e dois, sorte que em termos de segurança Interlagos é adequada, mas e nos outros autódromos?

Em uma das corridas deste ano, 10 pilotos bateram na mesma curva e nem bandeira de óleo deram, mais pre frente um caminhão rodou e ficou parado no meio da pista e nem bandeira amarela no local tinha! Um verdadeiro absurdo.

Para acontecer qualquer tragédia, falta pouco. E de tragédia já bastam os assassinatos e mas verdadeiras manchetes de sangue que lemos e ouvimos todos os dias. Automobilismo além de uma coisa séria é diversão.

Até quando correremos estes riscos? Muito mais do que lotar autodrómos, dar shows, e seguir o legado do Aurélio Félix Batista, a Truck precisa rever seus conceitos de segurança.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

NO TEMPO DO CARBURADOR II

Alô pessoal do BLOG da GGOO, estava pensando sobre o que escrever e eis que num estalo me vejo em 1977, estava no barranco do kartódromo, bem junto a antiga curva 3, não por coincidência a mesma que ficamos em cima em dias de GP Brasil de Fórmula 1 (poderíamos até dizer que a GGOO é sucessora fiel da turma do retão...) e no domingo do GP o mesmo virou um estacionamento de fórmula 1, nada menos de 7 carros estacionaram uns sobre os outros. A causa é que o asfalto, este mesmo que ficamos em cima, e que vemos o guard rail ao lado, ou embaixo (ainda com alguns trechos em amarelo e preto original), cedeu durante os treinos e que quando refeito, no sábado à noite, não sofreu o período de cura adequado, conseqüência: durante a prova o mesmo começou a se soltar e o resultado foi o descrito acima. O vencedor foi argentino Carlos Reutmann, com uma Ferrari, e, como todo bueno ermano, disse que a pista foi igual para todos e que ele passou mais de 40 vezes e não aconteceu nada com ele.
Neste dia após os sustos, foi uma festa de ver um monte de F1 transformado em sucata e como de costume muitas partes de carro viraram preciosas peças de algum torcedor.

Naquele tempo o pessoal do retão, ficava junto ao muro ou geralmente em cima dele, e ficava 3 ou 4 dias sem banheiros (e o pessoal reclama dos dias de hoje!), banhos, comida e principalmente sem dormir, porque dormir em barracas no retão era coisa do filme missão impossível. Só como lembrete a corrida acontecia em Janeiro/Fevereiro e o calor simplesmente infernal, sem trocadilhos.

No circuito antigo dois locais eram no mínimo especiais, no antigo portão 3 (setor A), embaixo da paineira, que se encontra até hoje no mesmo local, pois a torre de cronometragem era ao lado da arquibancada e se via a pista toda e o retão aonde não se via apenas a largada, coisa que se repete até hoje no setor G do circuito novo. O pessoal do retão era brindado com uma reta de 1 quilometro, que era precedido das curvas 1 e 2, inclinadas e que a maioria dos pilotos faziam as mesmas “flap” ou seja de pé em baixo. Hoje os pilotos reclamam da falta de controle de tração, mas ver Emerson, Pace, Lauda, Stewart, e tantos outros fazendo contra esterço a quase 200 por hora era algo indescritível: imagine curva a esquerda, a traseira fugindo, as rodas dianteiras apontadas para fora e a barata fazendo a curva! Como... não se sabe! Ou melhor, nós mortais não sabemos, mas era como ver uma jogada do Pelé, quem viu...viu, descrever a ação feita é muito difícil.

Hoje com autódromos tipo autorama, todos planos, sem subidas e descidas a coisa fica por demais monótonas e chatas mesmo!

Esta, infelizmente, foi a última corrida de José Carlos Pace, morto em acidente aéreo dias depois junto com Marivaldo Fernandez., a promessa de novos títulos mundiais esperaria mais alguns anos até aparecer o Piquet, que nesta época corria de Formula Volkswagen (categoria: Super Vê), com patrocínio da Gledson, e com gente que ficaria muito conhecida como Ingo; Guaraná e muitos outros.

Mas isso é assunto para outra coluna, um grande abraço e até lá...

quarta-feira, 4 de junho de 2008

FÓRMULA 1, NO CINEMA?

A Fórmula 1 acaba de fechar um acordo com o grupo Odeon, de salas de cinema, para transmitir o restante da temporada nestes locais. Com imagem e som superiores. A novidade começa neste fim de semana, só que apenas na Inglaterra. O retorno virá em forma de comerciais, dez minutos antes de começar a prova. Para Europa é uma grande sacada. Aqui no Brasil não sei se pegaria.

FALANDO POUCO, ATÉ

Rubens Barrichello, que é conhecido por dar declarações não muito felizes em determinados momentos, rompeu o silêncio exemplar que vinha mantendo diante do caso Nelsinho. Ele e Nelson Piquet - o pai - são desafetos declarados. O tricampeão já fez piadas com o brasileiro publicamente, debochando e sacaneando Barrichello.

Numa entrevista ao site Gazetaesportiva.net, concedida à jornalista Carolina Canossa, o piloto foi sucinto e manteve a elegância: "Nelsinho está pagando pelo que o pai dele plantou". Disse ainda que a Fórmula 1 é um ambiente cheio de cobranças e, sobre isso, proferiu uma frase muito interessante: "você é tão bom quanto a sua última prova".

Nestes casos, ele está coberto de razão. Vale a pena, também, ver o que Rubinho diz sobre o inesquecível episódio da Áustra/2002, que ele não engoliu até hoje. A entrevista completa pode ser lida nesta página.

FOTO DO DIA


Lewis Hamilton, vencendo em Mônaco (com a bandeira brasileira de fundo)

CHARGE DA GGOO


terça-feira, 3 de junho de 2008

PANCADAS E ACIDENTES

Os protagonistas, Marc Gené no vídeo e Michael Schumacher na foto:



GP DE MÔNACO: BANDEIRA QUADRICULADA

Agora as bandeiras quadriculadas, que também contou com a colaboração de Marcos, Rodrigo Cabral, Duffman e de Rodrigo Pulga:

Lewis Hamilton - mesmo com a batida e graças a sorte, competência e estratégia, ganhou a corrida.

Sutil – Vinha bem, até aparecer Raikkonen na sua traseira.

Rubens Barrichello - enfim marcou os pontos pilotando de forma magistral.

Mark(eting) Webber – o melhor do “resto”

Menção honrosa - Kubíca: Será que está pintando um campeão?

GP DE MÔNACO: BANDEIRA PRETA

Demorou, mas saiu...

Com a colaboração de Marcos, Rodrigo Cabral e do Duffman, aqui estão as bandeiras pretas do GP de Mônaco, corrida onde não faltaram opções de escolha:

Ferrari - pela besteira com o Kimi e no erro de estratégia com o Massa

Rosberg - só fez lambança do começo ao fim

Kimi Raikkonen - que não andou nada, o final de semana inteiro, ainda bateu no pobre Sutil

Kovalainen – ele correu? Aliás, ele corre mesmo com uma Mclaren?

VITÓRIA DE MAX

Max Mosley ganhou um voto de confiança dos membros da Assembléia Geral da FIA.

Em reunião extraordinária realizada nesta terça-feira, o presidente da máxima entidade do automobilismo obteve 103 votos a favor e 55 contra, além de sete abstenções e quatro inválidos.Com isso, o dirigente inglês, desde 1993 no comando da FIA, deve completar o seu mandato, que vai até outubro de 2009.

BOATO OU REALIDADE?

O site do semanário suíço "Motorsport Aktuell" analisou nesta segunda-feira mais um rumor envolvendo o futuro de Nelsinho Piquet. Segundo a publicação, um dos boatos mais fortes do momento sugere uma verdadeira dança das cadeiras na F-1: David Coulthard, que está decepcionando na Red Bull, ganharia a vaga do brasileiro na Renault, fornecedora de motores da equipe da fabricante de energéticos; a vaga do escocês seria ocupada desde já por Sebastian Vettel, que deveria mesmo assumi-la no ano que vem.Nelsinho Piquet encontraria então abrigo na Toro Rosso, em que poderia se desenvolver sem pressão por resultados. A troca aconteceria já depois do GP do Canadá. A própria matéria aponta o quadro como improvável, colocando como principal empecilho o dirigente da Toro Rosso Gerhard Berger, que não abriria mão de um piloto forte como Vettel antes do final da temporada. Mas não descarta a possibilidade de as trocas realmente acontecerem.

São os boatos se tornando realidade?

FOTO DO DIA



Valentino Rossi em seu momento de loucura, pintado no capacete.

Simplesmente demais!