sexta-feira, 30 de outubro de 2009

A GGOO PERDE O "SEO" ROQUE*

Foram praticamente dois anos de atividades ininterruptas. Mais de 2000 posts que geraram aproximadamente 70 mil visitas neste período.

Durante este tempo fizemos alguns furos, como ser o primeiro veículo do Brasil a mostrar as cores da Brawn, carro que viria a se tornar campeão do mundo na temporada 2009 exatamente na nossa frente. Compartilhamos alegrias a cada corrida, post ou comentário. Vimos várias vezes a história ser contada. Choramos de alegria, de decepção e de tristeza no GP Brasil 2008 e pela morte de Rafael Sperafico.

Fomos a lugares diferentes, descobrimos terras novas, nos apaixonamos pelo Rally e estivemos presente na sala de imprensa de Interlagos. Inovamos, copiamos e fomos copiados.

Deixamos um legado.

Mas chega uma hora que precisamos parar. O corpo pede.

E como, por lei, não podemos deixar vencer duas férias seguidas, estou tirando as minhas, com a devida autorização presidencial.

Um forte abraço e até breve pessoal.

Muito obrigado por tudo, e boa sorte ao Stik que comandará a estrutura do blog neste período.

* Título inspirado no seguinte post.

A CAMISETA CHEGOU!

Calma gente, ainda não é a GGOOcamiseta versão 2010.
Cheguei em casa ontem e tive a grata surpresa ao receber uma encomenda.
Uma linda camisa, enviada láááááá da Bélgica pela minha linda prima Cinthia, nossa também colunista aqui e considerada a "Mariana Becker" da sucursal GGOO do velho continente.
Posso garantir que a camisa é muito mais show do que aparenta na foto.

E adorei o Racing Driver nas costas, bem o meu estilo mesmo, hehehehe.
Linda né??
E eu não tinha a menor idéia que se vendia coisas com alusão à Interlagos por aqueles lados.
Primaaaaaaa, muito obrigado mesmo, é simplesmente fantástica.
Tudo bem que meu "panceps" ainda não tá no tamanho XXL do jeito que você pensou, mas tá valendo, melhor sobrar do que faltar.
Brigadúúúú!!!
PS: se alguém quiser fazer encomendas, falem diretamente com ela, não sei onde ela comprou, se tem mais, de outro modelo, nem quanto custa, afinal de contas, foi presente!!
Mas nada que um precinho módico pros amigos não resolva...

ROSBERG FORA!

Sim, fora da Williams.

De acordo com o piloto alemão, o carro do ano que vem não será competitivo. Após 4 anos e mais barulho do que resultados, Rosberg deixa a equipe para tentar alguma coisa em algum time competitivo, como disse.

Com isso aumentam os boatos de que ele trocará de lugar com Rubens Barrichello na Brawn GP e com ele, chega grande aporte da Mercedes, que já está quase de casamento marcado com a equipe de Ross Brawn.

CONFIRMADO: BRUNO SENNA NA F-1 2010


Bruno Senna fará sua estreia na F-1 como piloto da Campos na próxima temporada
Brasileiro deverá ter o experiente Pedro de la Rosa como companheiro



Após meses de negociação, Bruno Senna fará sua estreia na Fórmula 1 em 2010. O brasileiro correrá pela equipe Campos, também novata na categoria, e deverá ter como companheiro de equipe o espanhol Pedro de la Rosa, atual reserva da McLaren.
A notícia foi publicada nesta quarta pela revista alemã "Motorsport Magazin" e confirmada por fontes ao GLOBOESPORTE.COM. O acordo foi fechado na noite do último domingo e Bruno Senna não terá como obrigação levar seus patrocínios pessoais para o time, como é praxe para pilotos estreantes em times menores na Fórmula 1.
O anúncio oficial da Campos está previsto para a próxima semana, após o GP dos Emirados Árabes, em Abu Dhabi, última corrida da temporada 2009. O time tem sede na cidade espanhola de Murcia e deverá contar com um patrocínio forte da prefeitura da cidade, que pretende investir na imagem do turismo da região.

As chances de uma entrada de Nelsinho Piquet como companheiro de equipe de Bruno Senna em 2010, como é desejo de Bernie Ecclestone, são muito pequenas. Adrian Campos, dono do time que leva seu nome, deve colocar Pedro de la Rosa, piloto espanhol, para atender aos patrocinadores locais.
(Dica do nosso Marcelão lá na comunidade)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

GGOO NA MÍDIA!!!

E dessa vez, foi a facção de São José de Rio Preto da GGOO que virou notícia. Em uma operação de guerra do nosso presidente para enviar as camisetas do GP Brasil 2009 via sedex um dia antes da viagem para São Paulo, tudo deu certo e minutos antes desse bando de malucos embarcar na excursão comandada pelo nobre Wesley a reportagem do Jornal Bom Dia Rio Preto (pertencente ao grupo Traffic) compareceu para fazer a matéria que foi publicada na edição de 17/10/2009, com tiragem de 72.300 exemplares.

clique na imagem para ampliar

GP BRASIL F1 2010: INGRESSOS À VENDA

Não, você não leu errado, os ingressos para o GP Brasil 2010 já estão a venda através da LRC, segundo informa o Blog da P7 F1 Team. Trata-se de uma cota limitada de ingressos para todos os setores com os mesmos preços de 2009, sujeita a disponibilidade até 18/12/2009. O pagamento pode ser parcelado em até 8 vezes através dos cartões Visa, MasterCard e também através de boleto bancário.

* Compre pelo site: http://www.lrcf1.com.br/
* Email: vendas@lrcformula1.com.br
* Fone: (11) 4524-5523
* Pelo site é possível a compra de até 5 ingressos por CPF.
* Para compras acima de 5 unidades é necessário entrar em contato por telefone.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

GP ABU DHABI: YAS MARINA CIRCUIT ON-BOARD

Guiando um modelo adaptado de dois lugares, Bruno Senna foi o responsável pelo "shakedown" da nova pista da Fórmula 1, em Abu Dhabi. Conheça o traçado no vídeo abaixo, com destaque para o túnel na saída dos boxes e as muitas ondulações no asfalto:

TOYOTA VAI DE KOBAYASHI EM ABU DHABI

Timo Glock, que continua sem lugar garantido na Fórmula 1 para 2010, ainda não se recuperou do acidente em Suzuka e continua fora. Já o estreante Kobayashi, um dos destaques do GP Brasil, parece mesmo estar nos planos da Toyota para a próxima temporada. Confira o vídeo:


terça-feira, 27 de outubro de 2009

BUTTON FORA DA BRAWN??

Jenson Button depende da Mercedes

Campeão mundial está pedindo alto para permanecer na Brawn

Button é o atual campeão mundial de F-1 (crédito: Reuters)

Button é o atual campeão mundial de F-1 (crédito: Reuters)

Ross Brawn disse que a renovação do contrato de Jenson Button com a sua equipe está encaminhada, mas a situação não é nada simples. Isso porque o novo campeão mundial está pedindo muita grana para ficar e Brawn não tem recursos, e vontade, para isso.

Diante desse quadro, segundo o jornal inglês "Daily Mail", é fundamental dar certo a negociação com a Mercedes para a compra de 75% da escuderia campeã mundial - a montadora romperia a parceria de 15 anos com a McLaren, até porque só detém 40% das ações do time.

Brawn também não está satisfeito com a pressão da imprensa inglesa pela renovação a um preço bem mais alto do que Button recebeu esse ano. Vale lembrar que piloto aceitou ganhar menos devido à dificuldade de montagem da equipe, oriunda da Honda.

A situação da Brawn também é difícil, porque, embora espere anunciar em breve um grande patrocínio, o prêmio do título de construtores (cerca de R$110 milhões) só pingará na conta em janeiro.

Com um quadro tão complicado, a Brawn tende a perder a dupla que a consagrou, já que Rubens Barrichello vai para a Williams.


fonte: Lancenet

GP DE ABU DHABI COMEÇARÁ DE TARDE...

E terminará a noite.

Essa é a F-1 inovando (ou inventando moda).

A vista do final da corrida deve ser mais ou menos essa:

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

GGOO NA STOCK CAR - CURITIBA, 25/10/2009

Mais uma produção exclusiva da sucursal GGOOcuritiba!!!

Novamente nosso amigo Marcelão esteve presente ontem (25/10/2009) no Autódromo Internacional de Curitiba, como sempre acompanhado do seu copo de "cuba" com muito gelo e preparou esse material especialmente para o Blog da GGOO!!!

Abaixo, bons momentos da Stock V8 (Copa Nextel):


E também alguns dos pegas da Stock Light (Copa Vicar):


Como sempre, agradecemos pela força e colaboração!!!

BRAWN, BARRICHELLO E INTERLAGOS*

* Por Teo José

O jornal espanhol AS, na sua edição de domingo, afirmou que a Brawn GP prejudicou Rubens Barrichello no GP Brasil. A publicação subscreveu alguns trechos do diálogo do piloto com o pessoal de box quando Rubens, depois da primeira parada, pergunta à equipe o que estava acontecendo com o carro - que ficou mais difícil de pilotar e lento. A calibragem dos pneus estaria mais baixa. O box dizia que estava tudo bem e para ele ficar tranqüilo. O jornal disse, também, que a equipe resolveu colocar mais combustível do que o planejado inicialmente nesta primeira entrada nos boxes. Com isto, ele perdeu mais posições. Depois, todo mundo já sabe o fim da história.

Pode ser uma “viagem”, mas quando terminou a prova ainda comentei com o Claudio Carsughi e Felipe Motta da queda de rendimento do piloto depois do primeiro pit stop. Pensei que poderia ter sido um acerto para chuva que não veio. Mas na primeira parte da etapa ele estava rápido, tanto que ficou à frente de Webber. No fim da corrida Barrichello abraçou seu companheiro, correu para os boxes, reaparecendo depois, e ainda comemorou com a equipe no fim da tarde. Não fez nenhuma afirmação neste sentido.

Foi estr,anho sim. Ele em certos momentos, passou a ser um dos mais lentos da pista e Button só virou mais rápido do que o companheiro depois da primeira parada. Não falei com o piloto depois da prova, mas estou ainda com uma pulga atrás da orelha sobre o que realmente rolou. Não que ele venceria a corrida, seria bem complicado. Mas terminaria, sem o problema do furo mais na frente, em segundo talvez. O furo aconteceu. Aliás, o pneu ficou com uma parte rasgada.

F1: DANDO VOLTA NO SEGUNDO COLOCADO

O pessoal do F1Brasil Forum fez um interessante levantamento dos pilotos que na F1 já venceram uma corrida dando uma volta ou mais no segundo colocado.

Segue a listagem abaixo:

Juan Manuel Fangio - 3 vitórias
Mônaco 1950 - 1 volta - A. Ascari (Ferrari)
Itália 1954 - 1 volta - M. Hawthorn (Ferrari)
Inglaterra 1956 - 1 volta - P. Collins/Alfonso de Portago (Ferrari)

J. Parsons - 1 vitória
Indianapolis 1950 - 1 volta – B. Holland (Deidt-Offenhauser)

Alberto Ascari - 2 vitórias
Inglaterra 1952 - 1 volta - P. Taruffi (Ferrari)
Argentina 1953 - 1 volta - L. Viloresi (Ferrari)

S. Moss - 1 vitória
Portugal 1959 - 1 volta - M. Gregory (Cooper-Climax)

D. Gurney - 1 vitória
França 1962 - 1 volta - A. Maggs (Cooper-Clímax)

J. Clark - 2 vitórias
Holanda 1963 - 1 volta - D.Gurney (Brabham-Climax)
EUA 1966 - 1 volta - J.Rindt (Cooper-Maserati)

G. Hill - 1 vitória
Mônaco 1964 - 1 volta - R. Ginther (BRM)

J. Brabham - 1 vitória
Holanda 1966 - 1 volta - G. Hill (BRM)

D. Hulme - 2 vitórias
Mônaco 1967 - 1 volta - G.Hill (Lotus-Climax)
Canadá 1968 - 1 volta - B.McLaren (McLaren-Ford)

J. Stewart - 3 vitórias
Espanha 1969 - 2 voltas - B. McLaren (McLaren-Ford)
Inglaterra 1969 - 1 volta - J. Ickx (Brabham-Ford)
Espanha 1970 - 1 volta - B. McLaren (McLaren-Ford)

E. Fittipaldi - 1 vitória
Inglaterra 1975 - 1 volta - J. C. Pace (Brabham-Ford)

M. Andretti - 1 vitória
Japão 1976 - 1 volta - P. Depailler (Tyrrell-Ford)

R. Patrese - 1 vitória
Mônaco 1982 - 1 volta - D. Pironi (Ferrari)

Elio de Angelis - 1 vitória
San Marino 1985 - 1 volta - T. Boutsen (Arrows-BMW)

Alain Prost - 2 vitórias
Inglaterra 1985 - 1 volta - M. Alboreto (Ferrari)
Áustria 1986 - 1 volta - M. Alboreto (Ferrari)

M.Schumacher - 1 vitória
Brasil 1994 - 1 volta - D. Hill (Williams-Renault)

D.Hill - 1 vitória
Austrália 1995 - 2 voltas - O. Panis (Ligier/Mugen-Honda)

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES

O primeiro piloto a vencer uma corrida com uma ou mais voltas no 2º colocado foi o argentino pentacampeão mundial Juan Manoel Fangio no Grande Prêmio de Mônaco de 1950. O último foi o inglês Damon Hill no GP Austrália 1995, ainda disputado no circuito de Adelaide.

Os pilotos com mais vitórias nessa condições foram Jackie Stewart (tricampeão 1969, 1971, 1973) e Juan Manuel Fangio (pentacampeão 1951, 1954 - 1957). Cada um com 3 vitórias.

Emerson Fittipaldi foi o único piloto brasileiro a vencer uma corrida com uma ou mais voltas de vantagem sobre o 2º colocado.
Dobradinha brasileira: Emerson venceu com uma volta de vantagem sobre Pace em Silverstone, em 1975. A corrida foi encerrada antes do final porque 12 pilotos (Pace entre eles) bateram.

Isso aconteceu no Grande Prêmio da Inglaterra de 1975 no circuito de Silversone. Fittipaldi guiava ainda o seu McLaren-Ford, o 2º colocado foi o também brasileiro José Carlos Pace, equipe Brabham-Ford.

Apenas Jackie Stewart e Damon Hill, ambos britânicos, conseguiram a façanha de vencer uma corrida com 2 voltas de vantagem sobre o 2º colocado numa corrida de F1. Todos os outros pilotos venceram com 1 volta de vantagem sobre o 2º colocado. Ainda há de surgir o piloto que vença uma corrida com 3 voltas ou mais voltas de vantagem sobre o 2º colocado...

O americano Johnnie Parsons, nome desconhecido na F 1, venceu a 500 Milhas de Indianapolis de 1950 com 1 volta de vantagem contra o também americano Bill Holand. Embora muito raramente um piloto de F 1 corresse na tradicional prova ocorrida no circuito oval de Indianápolis, essa corrida consta nos registros da F 1, já que de 1950 a 1960 a 500 Milhas valia pontos para o campeonato.

Ayrton Senna e Nelson Piquet NUNCA venceram uma corrida com uma volta (ou mais) de vantagem sobre o 2º colocado.

Michael Schumacher teve somente 1 única vitória assim (GP Brasil 1994). O 2º colocado em questão era o inglês Damon Hill da equipe Williams-Renault. Vale lembrar que nessa mesma corrida, Ayrton Senna antes de abandonar era o 2º colocado e estava na mesma volta de Schumacher.

Falando em Damon Hill, por incrível que pareça, este também já venceu uma corrida assim (GP Austrália 1995). Michael Schumacher, principal rival de Hill, havia abandonado a prova. Outro piloto que também surpreendeu ao vencer uma corrida com 1 volta de vantagem foi o italiano Ricardo Patrese. Patrese guiando uma Brabham-Ford venceu o Grande Prêmio de Mônaco de 1982 em 1h54m11s259. O 2º colocado foi o francês Didier Pironi, da equipe Ferrari.

17 pilotos, até o presente momento.

É interessante notar que esses feitos grandes só acontecem com no máximo uns 20 pilotos, como por exemplo ganhar um título mundial. Devem ter uns 29, eu acho, pilotos com títulos. Uns poucos mais de 20 que tem hat-trick (pole, melhor volta e vitória na mesma corrida), alguns outros 20 tem um grand chellem (hat-trick e liderança de ponta a ponta).

PICK-UP RACING: O ACIDENTE

Na Stock, todos nós sabemos que os pilotos são afoitos demais e fazem da categoria um verdadeiro show de bate-bate. Pelo visto, a turma das outras categorias que fazem parte do evento, acabou aprendendo com o pessoal de cima.

Em Curitiba, o resultado é este que você vê nos dois vídeos:





A sorte é que não havia mais ninguém no carro parado, senão, voltaríamos a ver uma tragédia na Stock.

WEBBER: "RUBINHO E HÜLKENBERG NA WILLIAMS

Willi Weber deixou escapar ao "Bild" que Nico Hülkenberg vai se igualar ao seu futuro companheiro de equipe na Williams, Rubens Barrichello

Por mais que Rubens Barrichello diga que não tem nenhum contrato assinado com a Williams – como o Grande Prêmio adiantou em primeira mão há duas semanas –, as evidências começam a aparecer. Dessa vez, quem desmentiu o brasileiro foi Willi Weber, empresário de Nico Hülkenberg, ao falar ao jornal alemão “Bild” deste domingo (25) sobre a relação que o piloto terá com o seu companheiro de equipe no time de Grove – no caso, o brasileiro.


Mark Thompson/Getty Images
Falta o anúncio oficial, mas Weber disse que Hülkenberg corre com Barrichello na Williams

Vale lembrar que o jovem alemão ainda não foi anunciado oficialmente como piloto da escuderia inglesa para a próxima temporada, mas parece ser questão de tempo. "Eu acho que ele [Hülkenberg] vai se igualar ao seu novo companheiro de equipe, Barrichello", entregou Weber.


Barrichello assinou contrato com a Williams no fim de semana do GP da Itália, 13ª etapa do campeonato, e o acordo é valido por uma temporada.


fonte: Grande Prêmio

sábado, 24 de outubro de 2009

GGOO BOLÃO F1 2009 - Resultados do GP BRASIL

RESULTADO OFICIAL DA CORRIDA:
Pole Position - BARRICHELLO
Posição no Grid Aleatória (16º) - KOVALAINEN
Volta mais rápida na corrida - WEBBER
1º colocado na corrida - WEBBER
2º colocado na corrida - KUBICA
3º colocado na corrida - HAMILTON
4º colocado na corrida - VETTEL
5º colocado na corrida - BUTTON
6º colocado na corrida - RAIKKONEN
7º colocado na corrida - BUEMI
8º colocado na corrida - BARRICHELLO

PONTUAÇÃO NO BOLÃO:
17 pontos - A. ROQUE
12 pontos - VANUSA
10 pontos - DUFF
09 pontos - STIK10 / MARCOS
06 pontos - FABRICIO / S / IGOR DPN
05 pontos - RODRIGO CABRAL
03 pontos - CARLOS CARIOCA / TIO BRUNO / DR. ROQUE / LITTLE LUCY / DIOGO/ RUDSON K9 / MAURICIO PELOSO / DOU JUANES
Os demais participantes não pontuaram
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

CLASSIFICAÇÃO GERAL:
01º - 154 pontos - TIO BRUNO / IGOR DPN
03º - 123 pontos - CÁSSIO
04º - 122 pontos - RUI LENHARI R10
05º - 118 pontos - RODRIGO PIOIO
06º - 115 pontos - MARCELÃO
07º - 106 pontos - A. ROQUE
08º - 100 pontos - DR. ROQUE
09º - 097 pontos - ANDRÉ ROQUE
10º - 094 pontos - DUFF
11º - 087 pontos - FABRICIO
12º - 080 pontos - MARCOS / RUDSON K9
14º - 075 pontos - MATHEUS SILVA
15º - 074 pontos - WESLEY
16º - 073 pontos - XANDÃO
17º - 070 pontos - ENGENHEIRO BETÃO
18º - 069 pontos - RODRIGO CABRAL
19º - 067 pontos - DIOGO
20º - 061 pontos - LITTLE LUCY
21º - 060 pontos - JIMMY / GUILHERME BAL / ANGELO DUI
24º - 057 pontos - VANUSA
25º - 055 pontos - BODIM
26º - 052 pontos - CIN
27º - 051 pontos - MAURICIO PELOSO
28º - 049 pontos - S
29º - 047 pontos - RAFAEL ORLANDO
30º - 045 pontos - LEONARDO
31º - 043 pontos - ALE
32º - 042 pontos - JUNIOR GOMES
33º - 031 pontos - CARLOS CARIOCA / MARCO
35º - 026 pontos - LUCAS ALONSO
36º - 019 pontos - OTÁVIO
37º - 018 pontos - ELMER
38º - 012 pontos - STIK10 / THE SWAN
40º - 011 pontos - DOU JUANES
41º - 008 pontos - TIMBÓ
42º - 004 pontos - VALÉRIA
43º - 002 pontos - ROJO
clique na imagem para visualizar o resultado detalhado

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

A LISTA DOS 50 MELHORES DO JORNAL THE TIMES

O jornal britânico "The Times" publicou nesta quinta-feira uma lista com os 50 melhores pilotos da história da F-1, informa o site Tazio.

Jim Clark aparece no topo deste ranking, que conta com nada menos que 13 britânicos. O bicampeão mundial supera Ayrton Senna, segundo colocado, e Michael Schumacher, terceiro.

Fernando Alonso, oitavo colocado, é o melhor dos pilotos em atividade na F-1 atual e aparece à frente de nomes como Nigel Mansell, Alberto Ascari, Graham Hill, Niki Lauda e Nelson Piquet.

No entanto, a grande polêmica da lista fica por conta de Jenson Button e Lewis Hamilton, os dois últimos campeões mundiais da categoria: o campeão de 2009 aparece em 16º lugar, enquanto seu antecessor surge apenas em 21º.

Button aparece ainda à frente do tricampeão Jack Brabham e de Emerson Fittipaldi, bicampeão em 1972 e 1974.

As posições discutíveis da lista não param por aí: Juan Pablo Montoya, 30º melhor piloto, aparece imediatamente à frente de Damon Hill. Já David Coulthard, na avaliação do "The Times", é melhor piloto que Ronnie Peterson: o escocês é o 33º, enquanto o sueco é o 35º.

Confira a lista dos 50 melhores pilotos da história da F-1 elaborada pelo "The Times":

1º. Jim Clark (Escócia), 2 títulos
2º. Ayrton Senna (Brasil), 3 títulos
3º. Michael Schumacher (Alemanha), 7 títulos
4º. Alain Prost (França), 4 títulos
5º. Jackie Stewart (Escócia), 3 títulos
6º. Juan Manuel Fangio (Argentina), 5 títulos
7º. Stirling Moss (Inglaterra), nenhum título
8º. Fernando Alonso (Espanha), 2 títulos
9º. Nigel Mansell (Inglaterra), 1 título
10º. Mika Hakkinen (Finlândia), 2 títulos
11º. Alberto Ascari (Itália), 2 títulos
12º. Graham Hill (Inglaterra), 2 títulos
13º. Kimi Raikkonen (Finlândia), 1 título
14º. Niki Lauda (Áustria), 3 títulos
15º. Nelson Piquet (Brasil), 3 títulos
16º. Jenson Button (Inglaterra), 1 título
17º. James Hunt (Inglaterra), 1 título
18º. Jochen Rindt (Áustria), 1 título
19º. Gilles Villeneuve (Canadá), nenhum título
20º. Jack Brabham (Austrália), 3 títulos
21º. Lewis Hamilton (Inglaterra), 1 título
22º. Emerson Fittipaldi (Brasil), 2 títulos
23º. Alan Jones (Austrália), 1 título
24º. Keke Rosberg (Finlândia), 1 título
25º. Jacques Villeneuve (Canadá), 1 título
26º. Mike Hawthorn (Inglaterra), 1 título
27º. Mario Andretti (EUA), 1 título
28º. Bruce McLaren (Nova Zelândia), nenhum título
29º. John Surtees (Inglaterra), 1 título
30º. Juan Pablo Montoya (Colômbia), nenhum título
31º. Damon Hill (Inglaterra), 1 título
32º. Denny Hulme (Nova Zelândia), 1 título
33º. David Coulthard (Escócia), nenhum título
34º. Didier Pironi (França), nenhum título
35º. Ronnie Peterson (Suécia), nenhum título
36º. Felipe Massa (Brasil), nenhum título
37º. Jody Scheckter (África do Sul), 1 título
38º. Rubens Barrichello (Brasil), nenhum título
39º. Jackie Ickx (Bélgica), nenhum título
40º. Carlos Reutemann (Argentina), nenhum título
41º. Tony Brooks (Inglaterra), nenhum título
42º. Phil Hill (EUA), 1 título
43º. Giuseppe Farina (Itália), 1 título
44º. Jo Siffert (Suíça), nenhum título
45º. Lorenzo Bandini (Itália), nenhum título
46º. Gerhard Berger (Áustria), nenhum título
47º. Dan Gurney (EUA), nenhum título
48º. Clay Regazzoni (Suíça), nenhum título
49º. Peter Collins (Inglaterra), nenhum título
50º. Michele Alboreto (Itália), nenhum títulos

E O NOVO PRESIDENTE DA FIA É...

A FIA tem um novo presidente. Em um resultado nada surpreendente, Jean Todt bateu Ari Vatanen na eleição realizada nesta sexta-feira (23) para escolher o substituto de Max Mosley no comando da Federação Internacional de Automobilismo. O resultado ainda não foi oficializado, mas a imprensa europeia já anunciou o fim do pleito. O francês ficou com pouco mais de 70% dos votos, 135 contra 49 do finlandês. Houve 12 abstenções ou votos inválidos.

O ex-chefe de equipe da Ferrari era o candidato da situação, com o apoio de Max Mosley e Bernie Ecclestone. Todt é visto por algumas equipes como uma alternativa a Max sem o perfil centralizador do atual presidente, que não goza de um bom diálogo com muitos times.

Em sua campanha, o antigo dirigente da equipe de Maranello sempre afirmou que seu adversário nas eleições não detalhou propostas e rebaixou o nível do debate de ideias. Discutindo publica e asperamente, ambos o fizeram.

Pode-se dizer que a eleição de Todt é última grande vitória de Mosley como presidente da FIA. Assim, acaba seu longo mandato, que durou 16 anos. Desde 1993 no cargo, passou a ter sua saída do comando da entidade que rege o automobilismo mundial cogitada desde o escândalo do vídeo em que era dominado por mulheres com fantasias com temática nazista.

Fonte: Grande Premio

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

FÓRMULA INDY: VAZOU, GP BRASIL SERÁ NO RJ

* Blog Victal

Ficou no ar mais que 15 e não mais do que 20 minutos. Teve em seu propagador Tony Kanaan, através do Twitter. A Indy vai correr no Rio de Janeiro, e a notícia oficial acabou vindo nove dias antes do previsto.

Vazou. Alguém que cuida do site da Indy deve ter programado a matéria assinada pelo glorioso jornalista Dave Lewandowski para 31 de outubro. Errou. E demoraram para consertar o que por lá devem ter considerado “a big and marvelous shit”.

Kanaan colocou uma mensagem às 15h10, horário de Brasília, um link para a informação que levava à página oficial da categoria. Às 15h27, não havia mais nada.

A pista deixou o aterro do Flamengo e foi para a praia de Botafogo, tendo como cenário o Pão de Açúcar. São 3,7 km de uma pista desenhada pelo não menos colossal Tony Cotman, que vem a ser vice-presidente de competições da Indy. A corrida vai acontecer em 14 de março, que marca o início da temporada 2010 da F1 e a duvidosa prova da A1GP em Interlagos.


clique na imagem para ampliar

FALA GIL!

Confira a entrevista que Gil de Ferran concedeu ao site Grande Prêmio, falando sobre seus planos para sua equipe competir na Fórmula Indy em 2010. O ex-piloto brasileiro também comentou sobre a Honda, Brawn, Rubens Barrichello e Nelsinho Piquet.








FIA GT, EM INTERLAGOS?

O Brasil deve receber a prova de encerramento da temporada 2010 do FIA GT, conforme indica o calendário provisório da categoria anunciado pela Federação Internacional de Automobilismo nesta quarta-feira (21). A corrida ainda está sujeita a confirmação.

Se o acordo for fechado, a etapa vai ser realizada em Interlagos. O Grande Prêmio conversou com Chico Rosa, administrador do autódromo paulistano, que confirmou a pré-reserva feita pelo FIA GT.

De acordo com o calendário, a prova brasileira vai acontecer no dia 28 de novembro. No caso, a pista de São Paulo abrigaria a categoria de turismo apenas 14 dias depois da F1 – isso se o GP do Brasil não trocar de data com o GP de Abu Dhabi, como foi sugerido nesta quarta.

Rosa admitiu que realizar a corrida nessas condições seria “bem complicado”, mas que, mesmo assim, é viável. “Teremos de ter mais atenção, vai ser trabalho a mais, mas tudo bem, é viável."

Segundo Chico, a organização ainda pode ser facilitada pelo fato de ser uma competição organizada também pela FIA, que poderia usar parte da estrutura utilizada pela F1.

O administrador também revelou que a possibilidade da vinda do FIA GT foi comentada com ele pelo presidente da CBA, Cleyton Pintero, nesse fim de semana, durante o GP do Brasil de F1.

Além de Interlagos, o calendário provisório também promete a entrada de mais seis circuitos. A pista que vai receber a F1 na semana que vem em Abu Dhabi, a Marina Yas, deve abrir o campeonato, no dia 4 de abril.

Brno e Nürburgring, além de provas na África do Sul, Canadá e China, são outras novidades.

Informa o Grande Premio.

GP BRASIL: CONFIRMADO COMO A ÚLTIMA DO ANO

A FIA divulgou hoje um novo calendário para a temporada da F1, antecipando em uma semana a corrida de Mônaco e colocando uma cruz, e não asterisco, nas datas de Abu Dhabi, 31/10, e do Brasil, 14/11, que podem ser trocadas.

Aos que torcem para que Interlagos continue fechando o calendário, um motivo para comemorar. A mudança não vai acontecer. 31/10, no Brasil, é data reservada para o segundo turno das eleições presidenciais e para governadores.

Informa Victor Martins

GP BRASIL: NOSSO VÍDEO OFICIAL



Obra da sempre atenta, Carol Nicolini.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

GP BRASIL: SINÔNIMO DE DECISÃO*

Nos últimos cinco anos, a história foi a mesma: quando o Mundial da F1 chegou no Brasil, acabou. A prova em Interlagos virou sinônimo de decisão do campeonato, mesmo quando não era a última corrida do campeonato. A sequência de finais em São Paulo é impressionante. Tão impressionante que já entrou na história.

Ao sediar as últimas cinco decisões de título, o Brasil tem, junto com o Japão, a maior série consecutiva de finais em 60 temporadas da F1. Suzuka coroou o campeão da categoria de 1987 a 1991 – três títulos de Ayrton Senna, um de Nelson Piquet e outro de Alain Prost.

Relembrando, depois de ser remanejada no calendário – costumava abrir o Mundial –, Interlagos viu Fernando Alonso ser bicampeão em 2005 (quando não fechava o campeonato) e 2006 (quando passou a ser o encerramento da temporada). Em 2007, Kimi Raikkonen surpreendeu o espanhol e Lewis Hamilton e levou a taça. Um ano depois, o inglês da McLaren ganhou por muito pouco de Felipe Massa, naquela que foi a decisão mais emocionante de todos os tempos. E em 2009, mesmo sendo a penúltima corrida, o GP do Brasil botou o nome de Jenson Button na galeria dos campeões da F1.

No próximo Mundial, São Paulo voltará a receber a última prova do calendário, no dia 14 de novembro. Se sediar mais uma vez a final, será o único palco com a maior sequência de decisões da história da F1.

Não é possível prever o futuro, mas se for levar o retrospecto em conta, os pilotos já podem se planejar para 2010 sabendo que o campeonato só acaba quando termina. Ou seja, no Brasil.


* Marcus Lellis

MOTO GP EM SP...MAS SÓ EM 2011*

* Por Alessandra Alves

Ontem, durante o programa Magazine BandSports, o presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho, revelou a Sergio Patrick, a mim e aos assinantes do canal que Interlagos deve receber uma etapa do Mundial de Motovelocidade a partir de 2011.

A prova, pelo menos a primeira, deve ser extracampeonato. A negociação, por enquanto, está emperrada no vil metal. Só veremos Valentino Rossi e seus colegas ao vivo se Carmelo Ezpeleta, presidente da Dorna, e Bernie Ecclestone, deus da Fórmula 1, chegarem a um acordo financeiro.

Caíto, como é conhecido o secretário, falou claramente: não podemos receber um evento que inviabilize a Fórmula 1. Ou seja, Interlagos é dirigido com competência pelo decano Chico Rosa, mas quem decide o que acontece ali ou deixa de acontecer é Bernie.

Cobri a única etapa do Mundial de Velocidade ocorrida em Interlagos, no paleolítico ano de 1992. Naqueles dias, choveu em Interlagos mais ou menos o mesmo que choveu no sábado passado. Interlagos parecia uma quermesse: eram tantas equipes - da antiga 500cc, da 250cc e da 125cc - que não cabia todo mundo no paddock, espalhando-se pequenas tendas para abrigar equipamentos em outras áreas do autódromo.

Perguntei ao secretário, ontem, se este cenário se repetiria caso tivéssemos uma nova etapa. Ele afirmou que não, pois a mais recente reforma no autódromo melhorou sensivelmente a área do paddock.

Perguntei, também, sobre a questão do sentido anti-horário da pista, descrito por alguns como um impedimento para a realização de uma corrida de moto ali. Ele admitiu que a questão é polêmica e que há grupos que defendem a manutenção do sentido atual, enquanto outros especialistas da categoria indicam a realização da prova na contramão da Fórmula 1, para mitigar os efeitos físicos aos pilotos.

Por enquanto, é esperar. Mas confesso que fico empolgada com a ideia de ver uma corrida da MotoGP aqui.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: FIM DE PAPO

Foram 100 posts em um mês, talvez a maior cobertura do pré-GP Brasil feita por algum site/blog.

Neste período muitas histórias vividas foram contadas, outras foram copiadas, outras ainda nos fizeram vivenciar a época.

Mais do que isso, explicou-se sobre todos os setores de Interlagos, como chegar ao GP em detalhes, gravações.

Conheceu um pouco os membros da GGOO e, com isso, fez aumentar a ansiedade pela corrida em si.

Criou-se a revista da GGOO...

Encerramos hoje nossa cobertura especial.

E não poderia deixar de agradecer a todos que ativamente participaram disso tudo: Marcos, Igor, Stik, Rodrigo Cabral, Dr. Roque, Fernanda, Rodrigo Moconauta. Vocês foram super importantes nesta jornada.

E, claro, a todos os leitores que participaram desta aventura pelo nossa lua, Interlagos.

Em breve virão textos, fotos e vídeos do pós corrida.

Obrigado.

ESPECIAL GP BRASIL: OS MELHORES MOMENTOS

Os melhores momentos do GP Brasil, na voz de Galvão Bueno, principalmente para aqueles que estiveram lá em Interlagos e não puderam acompanhar todas as emoções e também para aqueles que querem rever esta corrida que coroou Button como campeão.

GP BRASIL: EM DEFESA DE RUBENS BARRICHELLO*

* Por Flávio Gomes

De todas as pessoas que encontrei hoje, ouvi: “Esse Rubinho é um cagado, mesmo”, “Puta azar deu o Rubinho”, “Esse Rubinho é muito ruim”, “O cara é muito azarado, tinha de furar um pneu?”, “Esse cara é muito ruim, não vai ser campeão nunca”, “Quando a gente mais espera dele, faz isso”.

E algumas variáveis sobre o mesmo tema.

Eu já tinha dessa impressão, mas depois deste fim de semana, tenho certeza. O problema de Barrichello não é ele, não são seus carros, não são seus companheiros de equipe. O problema de Barrichello é a TV Globo.

E por que a Globo, e não toda a mídia? Porque não se deve ter nenhuma ilusão. A imensa maioria das pessoas no Brasil só se informa sobre F-1 pela Globo. “Se informa” é um eufemismo, melhor corrigir. Digamos que a cultura de F-1 que a imensa maioria das pessoas tem no Brasil vem daquilo que a Globo diz.

E a Globo só diz besteira. A cultura de F-1 do brasileiro médio é zero, talhada pelas cascatas globais.

Barrichello não fez nada de errado ontem, não errou ao tentar a pole com o carro mais leve, não teve azar nenhum, não foi cagado. Mas a histeria global, martelada dia após dia — e quando a corrida é no Brasil, e ele está na pole, chega a ser quase uma lavagem cerebral, uma lobotomia —, faz com que o público aqui acredite que Rubinho do Brasil tem a obrigação de ganhar, e se não ganhar, das duas uma: ou sacanearam com ele, ou é um cagado que não tem mais jeito.

As pessoas veem uma corrida de F-1 aqui com zero de informação honesta. Ontem, depois de dez voltas já era possível afirmar que Rubens não venceria a prova. Simples: não abria de Webber e iria parar cinco voltas antes nos boxes. Cinco voltas, com um carro mais rápido e cada vez mais leve, seriam mais do que suficientes para Webber voltar à sua frente do pit stop. E Kubica, também. Ambos passaram.

Rubens apostou no clima instável de São Paulo, no que fez muito bem. Larga na pole, pula na frente, vai que chove no início, todos têm de parar, a vantagem do carro mais pesado é anulada. Ou, ainda: acontece alguma merda atrás dele, Webber se enrosca, Kubica bate, fica para trás, e a vantagem é igualmente anulada.

Mas há uma desonestidade editorial clara naquilo que a Globo faz, alimentando uma expectativa que não poderá ser cumprida. Porque corrida de carro é muito mais do que essa gritaria de “Vâmo, Rubinho!”, “Não erra agora, Rubinho!”, “Acelera, Rubinho!”. Corrida de carro tem lógica, é matemática, e quem mostra um evento desses a milhões de pessoas tem a obrigação de ser honesto.

Porque se não for, as pessoas não têm elementos para entender a derrota. E se amparam na explicação que está à mão: o cara é cagado, dá azar, não vai ganhar nunca. Ou, ainda: furaram o pneu dele de propósito.

E, aí, vai-se criando a fama, dia após dia, de perdedor, azarado, cagado. Uma farsa, uma mentira. A TV mente o tempo todo. Foi assim nos anos pós-Senna, em que Barrichello, de Jordan ou Stewart, não tinha a menor chance de ganhar uma corrida, embora a TV dissesse o contrário. Porque corria contra Williams, Ferrari, McLaren, Benetton. Depois, na Ferrari, a venda de ilusões baratas era igualmente cruel, porque contra um piloto como Schumacher, Barrichello jamais seria campeão. Não seria porque Schumacher era muito melhor. Se eu for companheiro de Barrichello numa corrida de qualquer coisa, não terei chance alguma de andar na frente dele. Deem um kart para ele e outro para mim, e ele vai chegar na frente todas as vezes. Entreguem um Lada igualzinho ao meu, e não vou ser mais rápido que ele nunca, em nenhuma volta.

Mas a Globo vende a esperança, porque acha que as pessoas só vão se interessar por seu evento se houver a chance de um brasileiro vencer, mesmo se for uma mentira deslavada, como na maioria das vezes. É um engodo, e uma sacanagem com o piloto. A expectativa que se cria por seus resultados é criada na TV. OK, muitas vezes Rubens embarcou na onda, mas é o menor dos culpados.

Se a TV não se dedicasse tanto a iludir seus telespectadores tratados como otários, Barrichello não seria zoado como é há anos, pela Globo inclusive. Poderia conduzir sua carreira com mais tranquilidade e serenidade. Ele não tem a obrigação de vencer por ninguém, pelo povo, pelo país. Tem obrigação de trabalhar direito para quem lhe paga, e por ele mesmo.

Um dia depois de uma corrida normal, na qual fez o que podia fazer dentro dos limites de seu carro e de seu talento, o coitado tem de aguentar um tijolo a mais nessa construção de uma imagem que não corresponde à realidade. Barrichello pode não ser o melhor piloto do mundo, está longe disso, mas é um dos bons dos últimos anos, como outros tantos. Nem muito mais, nem muito menos. Não estaria há tanto tempo correndo se não tivesse qualidades.

Quando parar, muito provavelmente sem ter sido campeão, terá para sempre colado na testa o rótulo de cagado, azarado, lento, o que for. Pode agradecer à TV por isso. Foi ela que, nesses anos todos, disse ao Brasil que Rubens era algo que nunca foi. Talvez ele nunca entenda isso, até porque adora ser bajulado pela Globo, com seu pseudo-jornalismo esportivo meloso, ufanista e cascateiro. Mas é assim.

GGOO 3 ANOS NO GP BRASIL

As fotos estão chegando, os videos começam a aparecer. Mas a primeira foto a ser postada nesse blog será a foto que "homenageia" os 3 anos de GGOO no GP Brasil de F1



Depois eu digo o que achei deste GP.

REVISTA GGOO NEWS

E para a surpresa da nação, venho anunciar o mais novo projeto da GGOO, a revista GGOO News! E para quem acha que isso só está no papel, está em parte correto. Isso porque já temos a nossa primeira capa!



E antes que alguém pergunte quando irá sair a primeira versão, eu já digo: Sairá HOJE! Muito provavelmente a noite. Pronto, agora já sabem o motivo de meu sumiço. A revista será mensal.

Quem participou da criação da GGOO News: STIK, Roque, Igor e Fabricio Spada.

Agradeço a todos, até mais tarde!

UPDATE: A REVISTA TEM 11 MEGAS E ESTÁ EM FORMATO PDF. GRANDE? O TAMANHO ORIGINAL ERA DE 90,5 MEGAS.

Revista GGOO News - Outubro/09

AGORA COM ERROS CORRIGIDOS. Pelo menos os que foram encontrados. Buenas suertes.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

GP BRASIL: FALA RUBINHO

"Para os torcedores brasileiros, eu só tenho que agradecer pelo carinho. Tive toda força, dedicação e raça. Saio daqui chateado como eles, mas de cabeça erguida e com a sensação do dever cumprido. A gente tem de saber perder num momento deste. O título não era meu. E se não era meu, que fosse de um companheiro de equipe".

Da minha parte, o treino de sábado, valeu muito e mostrou o verdadeiro valor de Rubens Barrichello.

GP BRASIL: O TREINO QUE VALEU A CORRIDA...

Para quem ficou até o final do treino, passando chuva e frio, esse treino valeu pela corrida em si.

GP BRASIL: A BATIDA DO FINAL DE SEMANA

Pelo menos, para nós lá do setor G, a batida do final de semana foi essa:



Assustadora.

GP BRASIL 2009: CHUVA, CHURRASCO E SOL

Era para ser o final de semana dos sonhos. Os preparativos, a ansiedade, as noites mal dormidas, um especial com quase 100 posts sobre a corrida, dando dicas, contando histórias, relembrando fatos e conhecendo a todos.

Chegara o grande dia de ir à Interlagos. Sábado de chuva, tempo carrancudo, mas eis que ao pisar no templo sagrado, um sol se fez. Era um sinal. Ao chegar no autódromo, encontro o Stik. Ao subir as escadas começo a identificar um a um. Marcos, Igor, Fernanda, André, Leo, Rodrigo Moconauta, Guika, Wesley, quase todos já estavam lá, sorrindo, prontos para viver os encantos que Interlagos nos proporciona.

E os encantos deste final de semana se fizeram por meio de muita chuva, gritos e emoção no sábado e muito sol e um pouquinho de decepção no domingo. Nada, porém, que tire o brilho de uma galera fantástica, que ficou lá, firme, forte, esperando a decisão de continuar o não o treino. Que ficou a noite toda na chuva, na fila. Que viu o sol brilhar no domingo.

Torrados pelo sol, molhados pela chuva, o que se via por lá eram sorrisos e a felicidade de estar denovo com a galera. Neste ano, pouco falei, deixei-me levar pelos encantos dos carros, pelo sorriso das pessoas, pelo abraço fraterno de alguns.

Neste ano, sorri de emoção. Não deu para o Rubinho, mas nossa parte fizemos.

Vi a história ser contada, vi mais uma vez, um piloto ser campeão do mundo. Vi o quanto somos loucos por isso tudo. Vi, ainda, o quanto é apaixonante fazer parte da GGOO.

E no fim, é só mais um final de semana de corrida, que serviu de grande pretexto para (re)encontrar as pessoas, grandes amigos.

Obrigado por tudo.

domingo, 18 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: CONHECENDO OS MEMBROS DA GGOO

Nome:
AUGUSTO ROQUE NETO

Cidade:
SÃO PAULO

O que te levou a vir ao GP Brasil?
SER “MALUCO POR F1”

Quais são as suas expectativas para o GP Brasil 2009?
MASSA’S RETURN!!!

Quais são os seus preparativos para a corrida?:
POR ENQUANTO NENHUM

Um GP Brasil inesquecível? Por quê? Conte-nos a história:
1980, o porque leiam aqui.

A GGOO e você: o que esperar desta galera?
AMIZADE, CONHECIMENTO E MUITA ALEGRIA

Um recado para os leitores do blog da GGOO:
DESCONTRAÇÃO COM RESPONSABILIDADE

sábado, 17 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: CONHECENDO OS MEMBROS DA GGOO

Nome
Guilherme Kaneto

Cidade
São Paulo/SP

O que te levou a vir ao GP Brasil?
Em primeiro lugar, a paixão pelo automobilismo em segundo lugar, pela fila do setor G...

Quais são as suas expectativas para o GP Brasil 2009?
Bom, eu acho que o Rubinho tem boas chances de vencer, principalmente porque já conhece bem a pista. Pode ser surpreendido pelo desempenho de Red Bull e Mclaren.

Quais são os seus preparativos para a corrida?
Descansar bastante na semana que antecede a corrida, pois o fim de semana é muuuuito cansativo.

Um GP Brasil inesquecível? Por quê? Conte-nos a história
2008. Porque aconteceu de tudo! Sol, Chuva Fraca, Chuva Forte, Massa Campeão até a última curva... Acho que mesmo o Massa não sendo campeão, lavou a alma de todos que estavam no setor G.

A GGOO e você: o que esperar desta galera?
Não tem o que falar da galera da GGOO. É uma galera que faz o GP Brasil valer a pena.

Um recado para os leitores do blog da GGOO:
Um recado? No GP Brasil de 2009, agente se vê na fila e na Globo!

ESPECIAL GP BRASIL: GALERA GGOO*

Olá meus loucos por F1!

Não tem mais jeito..agora é tarde...já estou a caminho do "Templo Sagrado".

Haja coração!

Aos GGOO!!!loucos e apaixonados..que estão no caminho:
Voando..de busão..pau de arara..canoa..voadeiras..bike..moto...viação canela....se acheguem em Sampa!

Tenham todos uma ótima viagem, uma boa recepção em SP e que tudo ocorra conforme planejado - "nos conformes".

Carregue contigo o espírito esportivo..assim como você..os outros também estão
contaminados com este vírus da F1..rs..rs...

Não esquecendo, aos nobres que ficaram ausentes este ano, em suas casas, torça conosco pela telinha.

Comente com amigos, grave a corrida, acompanhe os fatos.. e.. e.. e.. saíba que você faz falta!!! Ao nosso lado na arquibancada!

Vibre muito conosco..com os amigos...e.."innntéééééééééééé"

Sorte ao nosso Brazuca..mais que demais ao Barrichello.

Boa Corrida pra Todos, Forte e Grande Abraço.

* Rodrigo Cabral

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: FILA COM HOMENAGEM

A fila, como dissemos, é um espetáculo à parte do GP Brasil e nela acontecem diversos episódios no mínimo bizarros e divertidos.

Ano passado, a cena da fila foi a Macumba para o Hamilton.



Pena que esqueceram de uma vela para o Glock.

ESPECIAL GP BRASIL: A CAMISETA NÃO É ABADÁ!*

Quem já foi, sabe como é.

Os aspiras desse ano, fiquem espertos.

O fato de ter a nossa camiseta, não garante seu lugar junto a galera, não te isenta de dormir na fila e chegar só as 9 da manhã, porque sabe que vai ter a galera lá e que o lugar está garantido.

Ano passado, a P7 fez descer dois caras da torcida deles que chegaram lá depois das 9 no domingo. Tiveram personalidade, a galera (deles mesmo) chiou e eles desceram.

Isso já foi motivo de discórdia entre alguns de nossos membros que lá estiveram nos anos anteriores e espero que não aconteça de novo.

Desde 2007, quando esse bando de loucos desocupados e degenerados resolveu se reunir, todos se sacrificam, e não é justo alguém tirar proveito disso.

Portanto, se você quer ficar no melhor lugar do setor, lá na placa dos 50 metros, no alto, curtindo a zona com as torcidas, ter visão privilegiada, então faça sua parte também, chegue cedo no sábado (os portões abrem as 07:00 hs), saia do treino e vá pra fila pra pegar lugar com todos os outros.

Vamos fazer o revezamento, dividir a galera em duas turmas, pra todos irem pra hotel, motel, casa de parente, amigo etc, pra tomar um banho, comer, descansar um pouco e depois voltar pra liberar a outra turma.

Tem que ficar na fila a noite inteira??
Tem sim, pode deitar lá e dormir a noite toda, sem problemas (não tem ninguém pra gritar, não tem megafones, sussa), mas volte, fique lá e seja solidário com os demais.

Não se preocupem, na realidade não é sacrificio nenhum, muitos acham que o melhor é a fila. Tem até comunidade com esse nome.

Portanto, BANDO DE FDP, se liguem, A CAMISETA NÃO É ABADÁ!!

*Marcos Pinto

AO VIVO: TREINOS E CORRIDA EM INTERLAGOS

Assista ao vivo aqui no Blog da GGOO a tudo o que acontece na pista de Interlagos durante o GP Brasil, que acontece nesse final de semana decisivo para o campeonato 2009 da Fórmula 1:

Watch live video from DISCOVERY CHANNEL E SPORTV & PFC on Justin.tv

Nesse final de semana estamos testando uma outra novidade: Um canal de streaming prório da GGOO. Se quiser testar e dar a sua opinião, veja aqui também:

Watch live video from GGOO Channel on Justin.tv

ESPECIAL GP BRASIL: CONHECENDO OS MEMBROS DA GGOO

Nome:
Vagner Botega Giacomazzi (Duff)

Cidade:
Tietê, SP

O que te levou a vir ao GP Brasil?
A paixão pela Ferrari

Quais são as suas expectativas para o GP Brasil 2009?
Muita bagunça

Quais são os seus preparativos para a corrida?
Comprar a pilha pro meGGOOfone, abastecer a mochila e pé na estrada

Um GP Brasil inesquecível? Por quê? Conte-nos a história:
GP de 2007. Raikkonen campeão por um ponto apenas. A escapada de Hamilton na curva do lago, em frente a nossa galera, foi demais!!

A GGOO e você: o que esperar desta galera?
Espero que todos portem-se como verdadeiros FDPs

Um recado para os leitores do blog da GGOO:
Acha nóis lá!

ESPECIAL GP BRASIL: ALGUNS "CÂNTICOS" DO SETOR G

Sim, além de tudo o que vimos neste especial para o GP Brasil, o setor G possui vida própria. Nele todos se transformam, e juntos cantam cânticos consagrados.

No setor G, as musiquinhas são assim:




Treine, porque certamente você irá cantar (e irão cantar para você).

ESPECIAL GP BRASIL: CONTAGEM REGRESSIVA

Faltam dois dias. Hoje começam os treinos livres. Hoje a GGOO começa a amarelar Interlagos.

As camisetas já chegaram. O problema agora é esperar...

ESPECIAL GP BRASIL: ELAS CHEGARAM...



Ache a sua...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: A FAIXA DE 2008 E A REAÇÃO DAS PESSOAS

Em algum ponto do setor G, a reação das pessoas à nossa faixa.



Soube, por fontes fidedignas, que teremos faixa este ano. Confirma?

PRIMEIRAS FOTOS DA BRAWN PARA O GP BRASIL






*Créditos de Flávio Gomes

[OFF - ESPECIAL GP BRASIL] SEPARADOS NO NASCIMENTO: Sr "X" e Sr. "Y"


A semelhança é incrível, parecem gêmeos, mas alguém aí sabe quem é quem??
O primeiro, ilustra a capa dos ingressos do GP Brasil desse ano, o outro, uma figura misteriosa aqui da GGOO que diz que, por contrato, não pode ter sua identidade revelada. Mais um Lombardi?!

ESPECIAL GP BRASIL: CONHECENDO OS MEMBROS DA GGOO

Nome:
Fernando Augusto

Cidade:
Montes Claros/Belo Horizonte - MG

O que te levou a vir ao GP Brasil?
Por incrível que pareça, comecei a acompanhar F1 depois que o Senna morreu, aliás, foi por causa da morte do Senna. Lembro o dia e a hora que aconteceu aquela fatalidade. Não acreditava que aquilo estava acontecendo, desde entao, comecei a acompanhar. Não perdi mais nenhuma corrida, dai, ir ao templo sagrado de Interlagos foi algo natural, não tinha como fugir desse destino.

Quais são as suas expectativas para o GP Brasil 2009?
Puxa, queria muito ver o Rubens ganhando a corrida de Interlagos. Sei que o campeonato será dificl de ganhar, tá apertado, mas ver o Rubinho ganhando vai ser emocionante. Todo mundo sempre mete o pau nele, mas é um puta piloto, e além de tudo, um brasileiro. Acho que ele merece a vitoria, as faixas, as lágrimas. Ele deu muito mais ao Brasil do que recebeu de muitos brasileiros, devemos nossas lágrimas à ele. E ainda mais ali, junto com o pessoal da GGOO, vai ser emocionante.

Quais são os seus preparativos para a corrida?
Caramba, primeiro protetor solar e capa de chuva, lembro que essa foi a primeira mensagem que me deram ano passado, quando eu ainda era um "calouro". Ano passado morava no interior de SP, deu pra sair de casa bem cedo e chegar cedo em Interlagos, esse ano, estou a 1200 km, sairei com um dia de antecedência, mas mesmo assim, não tem como não participar dessa festa com esse bando de loucos tão legais que conheci ano passado. GGOO na cabeça!!!!

Um GP Brasil inesquecível? Por quê? Conte-nos a história
Puxa, o meu primeiro e único em Interlagos, ano passado. Primeiro, pelo prazer indescritível e imensurável de estar em Interlagos, em segundo, por ter constatado que o pessoal da GGOO são mais que amigos, são quase irmãos e em terceiro, ter tido o gostinho de ver o Massa campeão do mundo, mesmo que por alguns segundos. Muita emoção num mesmo dia, em poucos segundos a emoção e a tristeza, do céu ao inferno. Haverão muitos outros GP's, mas com certeza, o do ano passado será inesquecível.

A GGOO e você: o que esperar desta galera?
O que posso esperar, todo mundo nota 1000. No início quando não conhecia a GGOO e entrei na comunidade, pensei que ia me dar mal, que o pessoal da GGOO era um bando de loucos sem nada pra fazer (não é que acertei... kkk) mas com o passar do tempo, a receptividade foi muito grande. Me ajudaram bastante na minha primera vez. Nesse ano, não vejo a hora de reencontrar com todo mundo, ficar zoando na arquibancada, na fila, dar boas risadas e enfim, curtir esse bando de amigos loucos que eu fiz e que gosto tanto.

Um recado para os leitores do blog da GGOO:
Para quem está indo pela primeira vez com esse bando de loucos, fique sossegado, eles são loucos mas não mordem ninguém. O pessoal é da paz, super divertido e acima de tudo, muito unido. Não consigo pensar no futuro, eu em Interlagos, sem estar no G com essa galera maravilhosa. Nem que eu tivesse ganho um par de ingresso para ficar na área vip eu trocaria o setor G (beleza, exagerei um pouco, mas com certeza, sairia do vip e iria pra fila só pra ficar zoando com o pessoal). Levem protetor solar, capa e blusa de frio. O tempo de Interlagos muda a todo momento, então, vá previnido. Levem barras de cereais, biscoito, etc, mas não se esqueçam que é proibido entrar com garrafas (mesmo as de plástico), assim, não vai precisar jogar nada fora antes de entrar no Templo Sagrado!!! No mais, se preparem para 3 dias de pura emoção!!!

ESPECIAL GP BRASIL: CONTAGEM REGRESSIVA

Faltam 3 dias.

A noite em claro, os chats, a vontade de rever toda a galera.

Tá chegando.

Acha nóis lá!

INTERLAGOS BY GGOO

Finalmente chegamos no templo do automobilismo nacional. Para saber cada detalhe da pista, deem uma fuçada no blog que há material mais que suficiente.

Mesmo assim, caso você não tenha idéia de como é o traçado de Interlagos, o GGOO Car mostra para você.

Mas antes de tudo, quero agradecer ao meu xará Rodrigo Pioio (ou Pulga) pela surpresinha na metade do vídeo!!! Thanks man!!!

ESPECIAL GP BRASIL: 1977 NA CURVA TRÊS*

Início de 1977. Nem bem saíamos das festas de fim de ano e a agitação concentrava-se na "corrida" de Fórmula 1 de Interlagos. Os tempos eram muito diferentes dos de hoje. Alguma semana antes do evento iniciávamos os preparativos. Afinal, naqueles tempos se "acampava" no "retão" (local onde hoje fica a arquibancada setor G). Então, era um tal de achar alguém que tinha barraca e preparar os comes e bebes. Se bem que, eram mais bebes do que comes. Era um tal de juntar latinhas de "Skol". A lata antiga era novidade, pois era feita com folha de flandres ao invés das de alumínio atual, e não era em todo local que achávamos. A comida era um saco de Pão Pullmann com queijo. Afinal, a temperatura batia nos 35 a 36 graus e o presunto não suportaria.

Quinta feira de madrugada. Rua das Clemates. Encosta uma Kombi branca com seu piloto oficial, um tal de Luizinho, que seria o condutor da tropa. Ele, eu o Alberto e na praça da Avenida Zelina, hoje praça Lituana, mais três personagens: o Cabero, o Rubens e o Adalberto. Ajusta-se ou coloca-se a barraca na Kombi, o pão é jogado em qualquer canto e a preciosa bebida acomodada em caixas de isopor com gelo. A sensação de sentar no banco da Kombi era impressionante, não sabemos se seria por ela não ter freio "pegando" direito ou se seria o condutor que já estava se ambientando às largadas e freadas dos bólidos de F1.

Chegava-se a Interlagos lá pelas três da matina. O mais veloz se colocava na fila e os demais iriam procurar um local para estacionar a "possante".

Aberto os portões, o mais rápido corria e demarcava a área da barraca. Teria que ser um local alto, de preferência junto ao Kartódromo, perto de algum banheiro (só tinha um...) e seja o que Deus quiser.

Armada a barraca, no bom sentido, afinal só tinha homens, o lanche era devidamente colocado em algum canto e as "iskol" colocadas no gelo.

Banho? Banheiro? (neste caso as latinhas vazias de "iskol" tinham serventia. Se bem que alguns tinham problema em acertar o buraco da lata. Né Luiz?).

A noite era uma confraternização só, afinal todo mundo meio (inteiro) de fogo, e a canção tema era:

"Nóis é nóis e o resto é bosta!
Nóis é nóis e o resto é bosta!
Nóis é nóis e o resto é bosta!
É de nóis que o povo gosta!"
(cantada com a melodia de Glória, Glória, Aleluia).

Sexta, sábado, de vez em quando vinha um caminhão pipa jogando água. Era o banho oficial, antes da corrida. Geralmente ocorriam outros banhos providenciais. Diminuía a dor das queimaduras. Afinal, protetor solar era coisa que não existia, quando muito bronzeador, e tinha um pessoal que o fazia com um preparado à base de coca cola!

O maior barato era ver a corrida "trepado" no muro. E neste ano a coisa foi mais que boa. Nada menos que sete carros bateram praticamente abaixo de nossos pés.

Foi a última corrida do José Carlos Pace no Brasil. E o pior! Quem ganhou foi um argentino.

Volta, domingo à tarde. Todo mundo cansado, queimado, desidratado, o piloto da Kombi pensando que é um ás no volante, a bendita "caranga" com certeza sem freio e o final feliz: todo mundo no quintal da casa da minha mãe lavando a barraca. Afinal não era só o Luizinho que não acertava o buraco da latinha de "iskol".

E no balanço final sempre sobrou pão com queijo, mas as "iskol"? Nem cheiro.

Lembrei desta epopéia quando revi o vídeo da corrida, ontem, aqui no blog.

Tudo o que dissemos está lá, talvez até algum de nós se reconheça na turba.

Já que é pra recordar um ótimo tempo... O piloto da Kombi com certeza deve dirigir melhor. Ou pelo menos ter trocado o freio, do carro, e não o dele, espero! Os demais estão pela vida. Outros continuam indo a Interlagos, curtindo ou olhando o velho "retão" e relembrando...

Um abraço a todos e principalmente ao nosso "Test Driver" (Luizinho). Se bem que os "Dummies" (bonecos utilizados em "crash-test") éramos nós!

* Dr. Roque (especial para o blog da GGOO, em texto publicado no site da Familia Rocchi)

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: PARA ENTRAR NO CLIMA DO SETOR G

Bebeu todas de madrugada? Teve sono? Cochilou?

Certamente ouvirá isso:

ESPECIAL GP BRASIL: EM 1977 AS COISAS ERAM ASSIM...

O GP Brasil sempre teve suas peculiaridades, mas o que sempre faz a diferença é a torcida que lota as dependências de Interlagos com sua alegria.

Em 1977 as coisas não eram muito diferentes do que acontece hoje em dia.

Bagunça, risadas, música, barracas...



E os detalhes da corrida, deixo para o Dr. Roque contar...afinal, diz a lenda que ele era um destes que estava em cima do muro na hora em que os carros estavam batendo.

ESPECIAL GP BRASIL: PARA QUEM VAI DE CARRO

A CET divulgou como será a area de bloqueio de trânsito durante o final de semana da corrida.

Para quem vai de carro próprio para o autódromo é de extrema importância consultar o mapa para ver qual o melhor caminho. Principalmente porque é fácil se perder nas ruas ao redor.

Para ver o mapa, clique aqui.

ESPECIAL GP BRASIL: CONHECENDO OS MEMBROS DA GGOO

Nome
Fernanda Regina G. Andrade

Cidade
Francisco Morato São Paulo

O que te levou a vir ao GP Brasil?
Destino? Hahaha Na verdade eu sempre tive vontade, desde pequena assistia as vitórias do Ayrton Senna, (DESCE FDP!!!) mas nunca foi tão fácil arrumar cia, ainda mais quando se trata de mulher... é difícil mulher gostar dessas coisas, somos capazes de gastar o dobro do ingresso em sapatos, mas não somos capazes de comprar um fds de diversão. Menos eu né, além de tudo agora já tenho amigas que fiz depois que fui. Mas o que foi determinante pra minha ida, foi a vitoria do Massa em 2006, foi ali que tive certeza absoluta que queria ter estado lá naquele momento e não pensei duas vezes para comprar meu ingresso em 2007, sem consultar ninguém e sem companhia mesmo. Foi então que conheci uma galera na comunidade “eu vou ao GP do Brasil 2007”, resolvemos fazer uma torcida e daí em diante temos “amarelado” o setor G.

Quais são as suas expectativas para o GP Brasil 2009?
Um ano sempre supera o outro, além de toda a farra que já é garantida, dia de treino, fila, diversão, dormir na fila, acredite essa noite de mendigo é sensacional... a expectativa desse ano é que Hamilton vá para a “lake’s Curve” porque eu ainda não engoli a “vitória” dele de 2008. Também espero que o Butão não termine a prova, e se possível que algo aconteça com o carro dele em frente ao nosso setor. Já consigo imaginar nosso narrador Dou Juanes com seu gravador registrando esse momento “ a arquibancada vai a loucuraa” (risos)
E Rubinho neles! !!!

Quais são os seus preparativos para a corrida?
Ah, acordar tarde, tomar café... ler um jornal e ir pro meu lugar no G para Não fumantes na sombra, comprei numerado.

Um GP Brasil inesquecível? Por quê? Conte-nos a história
Só fui em dois, mas acho que independente disso, se eu já tivesse ido em vinte, o do ano passado teria sido o inesquecível. O que era dado como impossível estava acontecendo e diante dos meus olhos, eu só pensava que estava vendo um campeão de F1. Foi incrível, a arquibancada pedindo chuva articulando com as mãos e colocando as capas de chuva sem estar caindo uma gosta sequer (a chuva atrapalharia o Hamilton que estava com pneu pra pista seca), o Massa que recebeu a bandeirada sendo campeão, mas o final acho que todo mundo já sabe. A gente gritava é campeão, outros com o rádio e o fone dizendo que não tinha dado não, o Glock tinha “deixado” o Hamilton passar e então caiu uma tempestade misturando-se com nossas lágrimas. Foi muito triste, uma mistura de sensações inexplicáveis, porque em menos de um minuto a gente era testemunha de um acontecimento dado como impossível e histórico e comemorado a vitória brasileira e em questões de segundo tudo tinha acabado, o campeonato, nossa alegria. Foi inesquecível!!!

A GGOO e você: o que esperar desta galera?
Como assim “a GGOO e você”??? não da pra separar isso. Mas NÓS vamos mais uma vez amarelar o setor. Mais um ano prometido.

Um recado para os leitores do blog da GGOO:
Se leram até aqui, o recado ta mais que dado. Vale a pena ir, vale a pena passar frio, calor, suportar chuva, sono, argentinos e corintianos. São 48horas de festa, a corrida é o maior dos espetáculos, mas não é só a corrida o maior espetáculo em Interlagos, a torcida faz a parte dela e muito bem feito por sinal. que vale a pena em Interlagos. É um evento gigantesco que não da pra ficar de fora.

Peeeedrrroooooo, me devolve meu chiiiippppêêêêêêê!!!!!!

... eis uma experiência única que faço questão de repetir todos os anos.

ESPECIAL GP BRASIL DO BLOG DA GGOO NO TAZIO

Sim, o nosso especial GP Brasil e nossas histórias da época são referência para o especial que o site Tazio está montando.

O especial, montado por Bruno Vicária (leitor assíduo deste blog), conta as 10 corridas mais marcantes realizadas no Brasil.

O nosso, nossas histórias, vivências e causos que ocorrem na madrugada, na fila e nas arquibancadas (ou barrancos) de Interlagos.

Ah sim, o link para ver o texto publicado pelo Tazio é este: http://tazio.uol.com.br/f-1/textos/14258/

Da nossa parte, vale dizer que estamos de olho e ficamos agradecidos com a referência, lembramos que ainda teremos muitas outras histórias para contar.

ESPECIAL GP BRASIL: CONTAGEM REGRESSIVA

4 dias.

E alguns membros da GGOO acabam de chegar em São Paulo.

Tá chegando a hora.

ESPECIAL GP BRASIL: DICAS PARA QUEM FICARÁ NA FILA

Desta vez com texto do corinthiano André e do palmeirense Leandro, que só aparecem em época de GP Brasil.

Tem gente que diz que o melhor da f-1 é a fila!

Ah, a fila...como ela funciona?

No sábado não tem muita fila para entrar, mas também não abuse no horário, procure chegar umas 9 horas, isso te garantirá um lugar razoável, procure no primeiro treino ir até o começo da reta oposta, na saída dos boxes os carros fazem simulações de largada e é muito legal para tirar foto, vá até o alambrado e aproveite os carros parados na sua frente.

Quando você sair do treino oficial a fila já vai estar razoavelmente grande, há um esquema de revezamento das maiores torcidas organizadas (como a PisaFundo e a GGOO). Geralmente um grupo sai no finalzinho do treino para guardar um lugar na fila, minutos depois o treino terminado todos da GGOO se reunem e é definido um revezamento entre os que estavam na fila para que o pessoal possa tomar um banho, descansar, comer alguma coisa decente, etc., mas é bom que até umas 2 horas da manhã o grupo todo já esteja reunido em Interlagos.

- Mas por que? Porque o pessoal começa a distribuir senha para quem está na fila, algum tipo de identificação, que sem ela você vai ter que ir pro final da fila, sem ela você não vai poder ficar na galera, sem ela você vai jogar seus 350 reais pra ver vulto no meio da reta e ser aloprado por nós que vamos ficar em um lugar muito bom.

Levar uma barraca pode ser uma boa idéia, mas só se você tiver lugar para guardar (no carro, talvez), porque não é possível entrar com ela no setor G, isso te garantirá um pouco de conforto (só um pouco, porque vamos te acordar com o megafone)

A fila é cansativa? Muito!!! Mas eu te garanto que você vai rir muito e tudo vai valer a pena quando passar uma pessoa com a camisa da Argentina e você perguntar pra ele se ele quer sentar no seu lugar e quando ver ele com um rostinho feliz de como se tivesse vendo o Maradona pelado, você fala pra ele “ENTAO DORME NA FILA, F*******” e a galera te ovacionar como um gol do Pelé no Maracanã lotado aos 46 do segundo tempo.


PS: Leve tudo na brincadeira, se a galera falar não pra você, é não! Tem polícia lá? Tem! Eles apitam alguma coisa lá? Não muito, no máximo tentam manter a ordem sem truculência, afinal eles estão lá com o mesmo propósito que você: assistir a corrida! Se a galera implicar com você, ou sua mina é boa, ou se você está com mais gente, ou se você estiver com uma mulher boa, fique esperto pois você nunca terá razão!

É esse o espírito da f-1, se zoarem com você, zoe em dobro e seja feliz!!!

ESPECIAL GP BRASIL: BARRICHELLO DE CASCO NOVO

terça-feira, 13 de outubro de 2009

ESPECIAL GP BRASIL: FOTO DO DIA

A clássica ultrapassagem de Ayrton Senna em Damon Hill em 1993, na subida para o laranjinha.

ESPECIAL GP BRASIL: COMO CHEGAR AO SETOR G

Depois das dicas expostas por Cabral, é hora de você saber como chegar ao autódromo, partindo da estação Autódromo do Trem. O filme é do ano passado, mas o trajeto continua o mesmo (e o banheiro também).

ESPECIAL GP BRASIL: CHEGUEI EM SÃO PAULO, E AGORA?*


Na exatidão dos 30 dias para a largada, o sorriso em ter os ingressos nas mãos vai ficando cada vez maior, assistir a corrida pela tv e acompanhar pelo rádio vai se tornando diferente.

Cresce a expectativa em conhecer pela primeira vez Interlagos para alguns e para os demais reviver a emoção dos últimos GP’s Brasil. Na outra ponta, aqueles que ainda vão enfrentar a retirada do ingresso lá no autódromo (fique atento as documentações, exigências e restrições).

São Paulo estamos chegando....

Mais aqueles que chegarem de fora do Estado tem que ficar atento, verifique a opção de movimentação entre os transportes públicos, imprima o seu mapa do metrô , ou do trem e se possível ao redor do autódromo. Se utilizar o serviço trem + metrô observe que os terminais rodoviários Barra Funda, Tietê e Jabaquara são pontos de partida para o autódromo.


OBS: Visualize e pesquise nos sites utilizando o MS IE, alguns sites não são compatíveis com outros navegadores.


Vai as Dicas:


Cheguei no Tietê, o que eu faço? Utilize o metrô! (linha 1-Azul / R$ 2,40), você embarca (estação: Portuguesa-Tietê) no sentido Jabaquara, vá até o final da linha. Chegando no Jabaquara, oriente-se para seguira até o Terminal Rodoviário, utilize as linhas que passam em Interlagos (como a linha 675R – R$ 2,30), leva uns 45min ate a porta principal do autódromo. No sábado é costume já ter os expresso GP Brasil direto. Para ir ao setor G, siga as placas indicativas do evento...uma caminhada boa lhe aguarda até o "G"...mais vale!


Ôpa cheguei na Barra Funda: moleza então! Oriente-se e vá para a linha 8 da CPTM (R$ 2,40) sentido Osasco, descendo em Presidente Altino ou Osasco transfira-se para a linha 9 da CPTM (linha verde), observe o Rio Pinheiro ao lado da via até chegar a estação Jurubatuba, sigua o fluxo e embarque no sentido autódromo...em poucos minutos chegará no autódromo, e bem próximo do setor G.


Pousando de Avião em Congonhas, estacione seu jatinho ou petécoptero: Utilize um táxi...ou...vá para o outro lado da via sentido Sto. Amaro,solicite um táxi (mais enconta) ou espere por um busão (linha 5630-10: Metrô Brás x Term.Grajaú- R$ 2,30) que passe enfrente ao Autódromo – Av. Interlagos.


Não espere encontrar a facilidade que você tem em ir no mercado próximo de sua casa para ir ao autódromo, fique atento nos horários de início do treino na sexta, planeje uma antecedência de 1h30m para chegar ao autódromo, tendo que retirar ingressos... Vá o mais cedo possível...Depois...Tire fotos da movimentação ao redor, vejas os preços dos sulvenir's procure padarias e lanchonetes e faça seu desjejum.


Na alimentação é só não marcar bobeira, alimente-se bem ou tente pelo menos fazer uma refeição leve durante os dias que ficar em sampa. Muito se fala do clima em SP: frio e calor andam sempre juntos nesta terra, e em Interlagos vale as proteções para os dois. Ao pessoal de origem das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste mais os cariocas e capixabas podem ficar incomodados com o clima...Mais nada que não possa superar. A outra parte da galera vai encarar tranqüilo o tempo de SP.


Prefira utilizar mochilas. Bolsas e sacolas só atrapalham, além de ser um objeto cobiçado pelos gatunos de plantão. Agasalhos, camisas e uma toalha pequena já vai te aliviar do calor ou do frio. Compre suas capas de chuva aí mesmo na sua região, escolha o tipo com botões que se possa abrir na frente....é mais fácil para mexer nos bolsos e na mochila. Se você tiver onde deixar guarda-chuva ou seu chapéu, vale levar para ficar na fila...Do contrário não entra no autódromo.


Muitas corridas você acompanhou pela Tv e pelo Rádio, o conforto de casa é inquestionável...em Interlagos é você que vai ter que fazer o seu conforto, vá desarmado de espírito, entre no clima de diversão, cante com a galera, brinque, sorria, tire fotos com todos, peça para tirar a sua foto, fale, converse, critique e opine, no final você vai ter uma boa lembrança.


Mais o melhor de tudo é ver você compartilhar a sua emoção, sua opinião e sua crítica conosco. Chegar cedo no autódromo faz a diferença! Olha a imagem do amanhecer!




* Por Rodrigo Cabral