quinta-feira, 26 de junho de 2008

MASSA X BARRICHELLO

A coluna que Carlos Miquel, do jornal "AS", intitulada "Massa devolve ao Brasil a ilusão pelo título mundial", fala da volta que o brasileiro deu para assumir a liderança do campeonato depois de um começo de ano dos piores. No fim, diz Miquel o seguinte:

"(...) É excessivamente agressivo, mas se sai, sai, e às vezes surpreende com uma classificação como a de Mônaco. (...) Os carros ajudam bastante com os aparatos eletrônicos que simulam o efeito de um controle de tração. Se as assistências eletrônicas estivessem realmente proibidas, ele seria um dos pilotos que mais sofreria. A sorte de Massa é ter disfrutado da era posterior a Michael Schumacher. Rubens Barrichello tinha mais talento, mas viveu seus melhores anos como piloto à sombra do Kaiser. Pilotou para a Ferrari entre 2000 e 2005 e logrou dois vice-campeonatos. Rubinho foi o melhor de uma geração perdida e de um monte inesgotável de pilotos de F-1."

Concorda?

4 comentários:

Marcos - Blog da GGOO disse...

As palavras são fortes.
Com relação as qualidades que ele atribui ao Rubinho, concordo, em relação ao Massa, o tempo dirá.
Aguardemos.

Loucos por F-1 disse...

Seguindo esta linha de pensamento acho que podemos dizer que TODOS os pilotos são uma porcaria, pois TODOS têm a assitência eletônica e dependem dela. Mas fica mais fácil meterem um pau num brasileiro né. Caso ele seja campeão qual será a desculpa do pessoal?? Vão dizer tmb que foi sorte??
Como meu amigo Marcos aí de cima disse, aguardaremos.

Abraço!

Leandro Montianele

- IGOR! - disse...

concordo com o texto sobre o barrichello ter mais talento que o massa e que o mesmo foi "o melhor de uma geração perdida"...

mas seu tempo passou e agora é a vez de torcer pelo massa, a oportunidade de título para o brasil está aí!!!

Rodrigo407 disse...

Comentar sobre pilotos brasileiro é fácil, uma vez que estão sempre bem posicionados nas competições principais...comparações x evolução tecnológica: facilita sim, mas o piloto ainda tem que ter a técnica para guiar, veja os títulos do alemão. Ao Rubinho, teve a chance...porém não tinha a técnica para aproveitar o melhor do carro, faltou combate, porém reconheço q foi o melhor - digo: mais ético na pista.