sexta-feira, 13 de abril de 2012

Penalizações ao atacado na Indy*

* Por Rodrigo Mattar

Os treinos livres para o GP de Long Beach de Fórmula Indy nem aconteceram e uma situação inusitada toma conta do paddock nesta quinta-feira. Todos – eu disse todos – os pilotos que correm com os motores Chevrolet, incluindo os três brasileiros (Hélio Castroneves, Tony Kanaan e Rubens Barrichello) foram punidos com a perda de dez posições no grid por troca de motor.

Segundo Chris Berube, diretor da marca na Fórmula Indy, a troca ocorreu em razão do estouro do propulsor de James Hinchliffe durante uma sessão de testes realizada em Sonoma, na segunda-feira. Como os engenheiros da Chevrolet detectaram que o problema que causou a quebra era comum a todos os onze motores, houve a punição a Kanaan, Barrichello, Castroneves, Hinchcliffe, Andretti, Hunter-Reay, Hildebrand, Viso, Power, Briscoe e Carpenter.

Além de todos os representantes da marca da gravatinha, Sébastien Bourdais, com motor Lotus em seu Dallara, também recebeu uma punição de perda de 10 posições, o que implica que são 12 pilotos penalizados e que dificilmente um carro com motor Honda, face à fragilidade dos propulsores Lotus e a punição ao atacado aos Chevys, deixará de largar na pole position para a corrida deste domingo.

Que situação…

Um comentário:

Igor * @fizomeu disse...

Que situação... [2]