segunda-feira, 15 de março de 2010

A FÓRMULA "NOÉ"

Uma corrida com jeitão de São Paulo, basicamente todos os jornais concordaram com a notícia. Sol, chuva ou seria um dilúvio? Congestionamento (na pista), acidentes, poeira, poças, mulher dando ré em plena Marginal. Pois esta foi a Indy no Anhembi!
Dias antes, demos uma volta pelo carrossel, quer dizer pista, a Olavo Fontoura (Rua do Campo de Marte) pulava muito, e olha que apesar do carro também ter motor Honda, só andava a 60 km/hora por causa dos radares e a Marginal não deu para sentir, pois estava congestionada. A recauchutagem das pistas estava muito nasco, não quis dizer NASCAR, quis dizer nas coxas mesmo.

Agora o trabalho de alambrados foi muito bem executado e pelo jeito com muito cuidado, a disposição para terminar o trabalho e recuperar o possível foi algo de muito interessante, era passar pela Marginal ou observar as torres do sambódromo acesas dia e noite, até na madrugada antes da corrida houve ajustes, então falta de força de vontade para que tudo saísse certo não faltou.

Fui à corrida na manhã de domingo, a primeira impressão, os ônibus estavam colocados em locais estratégicos e funcionaram melhor que na F1. A identificação na entrada também era melhor, com a pulseira você tinha liberdade de entrar e sair do sambódromo, quer dizer autódromo quando bem entendesse muito parecido, aliás, com a F1. As informações eram mais encontradas e o pessoal mais gentil. Tinha mais banheiros, sem serem químicos.

No início dos treinos da manhã, a primeira impressão era de que como fórmula monomarca (Honda) ou os pilotos não eram muito aplicados ou de fato mais “brutos”. Pela posição que nos encontrávamos víamos a retomada de aceleração para a entrada na reta do sambódromo, na maioria dos casos os motores pipocavam como fora de ponto e o Kanaan sempre dava impressão de ter entrado uma marcha acima, seu carro engasgava como carro álcool frio, quero dizer a etanol, bom de fato eram carros a etanol, mas com certeza não estavam frios! Então com certeza falta finesse!

A maior diferença entre a F1 e a Indy, o pessoal da monomarca é maluco, disputam sempre, claro que cada passagem vale uma grana, uma ultrapassagem vale também, mas a impressão que estão sempre a fim de virem para a frente, vendo a corrida da manhã, o que se viu foi novamente o trenzinho, se não quebrar o da frente fica tudo como estava.

Como show, até F5, passou sobre a pista, e uma coisa meio esquisita que deveria ser avaliada, mesmo passando com o trem de pouso baixado, quer dizer velocidade muito menor, a arquibancada balançou e muito, ou seria algum tremor, vai saber! Na segunda passagem passaram muito mais alto, mas que é legal isto é.

Outro fator muito relevante, telões distribuídos pelo autódromo, os auto falantes funcionando, é uma outra mentalidade, que esperamos que a F1 introduza.

Mas a melhor coisa que aconteceu, a união das torcidas organizadas em uma única, inclusive com entrevista na Folha de São Paulo, com camiseta e tudo mais e com uma vantagem o pessoal é muito mais civilizado do que aquele que aparece na F1, talvez até pela Indy não ter tanta tradição. Mas aqui vale uma deixa de só dar a camiseta a quem de fato os integrantes conhecerem e se responsabilizarem evitando assim embaraços que infelizmente tem acontecido com o pessoal que se infiltra junto as torcidas.

Na saída novamente, muita organização e um rápido escoamento dos ônibus. Demonstrando que o que falta na F1 é organização.

Último adendo, os locutores são uma piada, tipo:
-“Fulano” quem é que saiu da área dos boxes?
- Não sei, é que ele saiu tão rápido que não deu para ver o número!
Ou:
- A curva faz uma curva em cima do rio...

Coitado de nós precisamos de informações de Luciano do Brejo, quer dizer do Valle, Kleber Machado, e o mais famoso GAGAlvão Bueno...

Um grande abraço (principalmente no pessoal das outras torcidas que se uniram, sejam bem vindas assim como nós fomos recebidos por elas)

Dr. Roque

4 comentários:

Anônimo disse...

QUERIA DEIXAR OS PARABENS A TURMA TODA DA GGOO QUE ESTEVE NA INDY ESTE DOMINGO.A UNIÃO DAS 3 TORCIDAS SÓ MOSTRA O QUANTO A GENTE AMA ESTE TAL DE AUTOMOBILISMO. VAMOS NOS ORGANIZAR PARA DAR UM SHOW EM INTERLAGOS.

GRANDE ABRAÇO

ALEX. ( O FAMOSO HAHAHAHAHAHAHA)

Marcos - Blog da GGOO disse...

Boa Dr. Roque, excelentes observações.
O negócio é chover e-mail pra organização do GP Brasil, quem sabe eles se mexem um pouco!!

A. ROQUE disse...

Boa Dr. Roque, excelentes observações.
O negócio é chover e-mail pra organização do GP Brasil, quem sabe eles se mexem um pouco!! (2)

Igor * disse...

Boa Dr. Roque, excelentes observações. [3] mas nem com um dilúvio de e-mails vai resolver, a "organização" (seja qual for) tá sempre se lixando pro público mesmo!!!