quinta-feira, 28 de outubro de 2010

ESPECIAL GP BRASIL - PARA QUEM VAI: A MOCHILA

Talvez o item mais importante da preparação para ir à corrida, é a bendita mochila que deverá ser levada. Nela deverá conter praticamente todos os itens para se sentir a vontade e não depender de nada da estrutura de alimentação do autódromo.

Assim, como no outro post, falarei sobre o que faz parte da minha mochila. São apenas recomendações, mas muitas dessas coisas você encontrará em 90% das mochilas que todo ano esta lá e já pegou as mais diversas situações.

Vamos lá: primeiramente que tipo de mochila levar? Isso varia muito de acordo com o gosto pessoal, mas o que acho interessante e não abro mão, é pelo menos um compartimento da mochila que seja impermeável. Para quem lembra do ano passado e de 2003, sabe do que estou falando. Sempre tem algo na mochila que você não gostaria que tivesse molhado. Algumas mochilas também possuem compartimento térmico. Isso é bem legal também. Mais abaixo vocês entenderão o por que:

- Máquina fotográfica e pilhas: apesar de hoje em dia quase todas as câmeras possuírem bateria, ainda há aquelas que utilizam pilha. E claro, no mínimo uns dois ou três pares de pilhas reserva. Afinal, vai ter bastante coisa para fotografar e filmar.

- Protetor solar: sim, isso é ítem mais do que obrigatório em todas as mochilas. Não importa se faz frio, calor, vento ou chuva. Você será zuado por um tempinho enquanto passa, mas fique tranquilo, vai chegar a sua vez de zuar os outros. Afinal, quem é figurinha carimbada do setor G sempre leva, sempre passa, sempre é zuado, e sempre zoa quem passa.

- Óculos de sol: já falei sobre ele no ítem das roupas, mas nunca é demais reforçar. Eles são importantes, principalmente se estiver um dia aberto.

- Radinho de pilha ou celular com rádio am/fm: Lá do setor G é impossível ouvir o narrador do autódromo, então você terá que acompanhar pelo rádio. A não ser que você queira ficar enchendo o saco dos outros perguntando como está a situação na pista.

- Capa de Chuva: Quando chove em Interlagos, simplesmente não cai água do céu, pelo menos por alguns minutos parece que pegaram a represa que tem do lado e viraram sobre a nossa cabeça. Ou seja, aquelas capinha de "dois real", que serão vendidas por "dé real" na hora que começar a chuva não irão adiantar muita coisa. Pelos mesmo "dé real" você consegue comprar uma capa que irá te proteger mto mais da chuva. São encontradas em lojas de departamento.

- Shorts ou Bermuda: Como o meu físico de chassi de grilo não permite que eu passe muito calor, sempro levo uma bermuda na mochila para a hora que começa a esquentar o tempo.

- Chinelo e par de meia: Sim, caros leitores, eu levo um confortável par de Havaianas na mochila. Não para ficar andando pelas dependências, mas por uma simples razão: A chuva. Nos primeiros pingos já coloco o chinelo e guardo o tênis e as meias dentro da mochila. Quando acaba a chuva, meus pés estão gelados e molhados. Se eu tivesse de tenis estariam da mesma maneira, mas com o par de meia que levo a mais, posso secar o pé, colocar meias limpas para manter o pé aquecido dentro do tenis seco e aí é um problema a menos. Isso vai do gosto de cada um, muitos acharão frescura, outros aprovarão a idéia.

- Pacote de bisnaguinha: Sim, isso mesmo, aquela Binsaguinha da Seven Boys. Eu acho que ela foi inventada por alguém que gostava de passar os finais de semana em autódromos. Em casa abro o saco, preparo sempre algumas derivações de bisnaguinha com queijo e salame e também com queijo e presunto. Volto-as para o saco e com isso sei que não preciso gastar uns R$6,00 num espetinho de churrasco frio, ou em uma pizza borrachuda com muito óleo e pouco sabor.

- Bolacha: sempre é bom levar um ou dois pacotinhos de bolacha. Muita gente leva, então não estranhe se você levar um pacote de bolacha de chocolate e acabar terminando o final de semana com um pacote de bolacha de morango. O cooperativismos é sensacional!!!

- Sucos de caixinha: aquelas embalagens do tamanho das de toddynho são muito bem-vindas. Afinal, não permitem entrar com latinhas e garrafas de plástico, independente do tamanho. Todo ano a organização fala que até 600ml pode, mas na hora, a Polícia Militar não permite. Então, evite um transtorno e o desperdício. Sempre tem um outro que consegue entrar com latinhas, mas eu, particularmente, prefiro não correr o risco.

Enfim, por alguns desses motivos, acho interessante a mochila possuir um compartimento impermeável e outro térmico. Claro, não são todas as mochilas que possuem isso, mas você pode improvisar. Uma sacolinha de supermercado dentro da mochila já protege o tênis, a câmera e o celular numa eventual chuva. E existem modelos pequenos de bolsas térmicas que você pode colocar dentro da mochila para deixar os lanches e os sucos.

Além disso tudo, é legal deixar um espaço para um possível souvenir que você venha a comprar no autódromo.

Ah, claro, uma observação muito importante: Uma mochila não vai sozinha ao autódromo. Então se você ver uma mochila sem seu dono por perto e resolver sentar no mesmo lugar, geralmente será avisado que esse lugar já tem dono e que por algum motivo ele não está presente. Seja por ter ído ao banheiro, seja por ter ído dar uma volta, seja por ter ído comprar um souvenir. Então respeite a mochila, caso contrário levará um sonoro "DEEEEEEEEEEESCE FDP!!!" e a união da arquibancada se fará presente!!!



Bom, acredito que seja isso, caso tenham mais alguma dica além destas e aquelas que estão na nossa revista (http://www.revistaggoonews.com.br/) sobre o que levar na mochila, fiquem a vontade e comentem!

Até a próxima!!!

Um comentário:

Igor * disse...

lembrando que por mais que vc organize sua mochila, na entrada um policial militar irá revirar ela deixar tudo bem bagunçado!!!