segunda-feira, 20 de outubro de 2008

GP DA CHINA: ENTRE BOCEJOS E A ANSIEDADE

O GP da China foi um ótimo sonífero. Para quem esperava alguma ação depois da largada se decepcionou. A superioridade de Hamilton era tanta (como foi em 2007) que entre uma piscada e outra pudemso ver que o inglês correu soberano e coube a Ferrari repetir a palhaçada da troca de posição.

Ao contrário do que muitos falaram, a troca de posição por imposição dos boxes deveria ser proibida em todos os casos, um exemplo ridículo de falta de competitividade que premia aquele que está atrás sem tanto carro para chegar na frente.

A manobra de Massa com Kimi me fez lembrar a forçada de barra da Ferrari em 2002 com Schumacher e Barrichello, bem retratada nas palavras de Lemyr Martins no livro Histórias, Lendas, Mistérios e Loucuras da Fórmula 1: "Faltando cinco voltas para a bandeirada final do GP da Áustria de 2002, Rubens Barrichello estava na frente de Michael Schumacher. Ninguém tiraria dele aquela vitória. Mas a ordem de deixar o piloto alemão passar veio dos boxes. O jornalista Lemyr Martins revela o diálogo entre Rubinho e o chefão da Ferrari, Jean Todt: - Nós queremos que Michael ganhe! - decretou Todt. - Não é justo - reclamou Rubinho. - Ele já ganhou um zilhão de vezes, eu só uma vez. Rubinho teve que ouvir uma série de ameaças. Até cláusulas do contrato foram lidas pelo comunicador." Será que repetiram o procedimento desta vez.

Abre o olho FIA, ao invés de punir toques e mais toques, deveriam punir estas atitudes não éticas do "esporte" em prol da competitividade e de um resultado final efetivamente conquistado.

Agora só nos resta conter a ansiedade e esperar pela decisão do campeonato, em Interlagos, onde, independente de quem for campeão, a GGOO fará a festa!

3 comentários:

Marcos - Blog da GGOO disse...

É isso aí Roque.
O que salvou nesse GP, foi o GGOOchat que rolou durante a corrida, fora isso....

- IGOR! - disse...

realmente, "o gp da china foi um ótimo sonífero", nem o GGOOchat conseguiu me manter acordado, dormi no meio do papo!!! (desculpa galera) ainda bem que deixei a corrida gravando e assisti depois...

sobre a troca de posições no final da prova, foi uma ação coerente e já esperada da ferrari (aconteceu o mesmo no gp brasil ano passado em favor do kimi) pois em ambas situações se tratava da luta direta pelo título contra outra equipe, todo ponto poderá ser decisivo no final...

o que aconteceu com o barrichello na austria/2002 foi uma situação totalmente diferente, pois era um campeonato favorável ao schumacher, praticamente decidido e sem concorrentes... nesse caso sim, foi uma atitude inaceitável e ridícula!!!

Andrew disse...

"bem retratada nas palavras de Lemyr Martins"?

Hahahaha. Surpresa! Você caiu no conto do vigário! Tem que ser muito ingênuo a ponto de acreditar que aquele diálogo seja verdadeiro, sem contar que o livro é um horror, cheio de erros.

Leia alguns blogs e veja a repercussão que o caso está tendo por aí.