sexta-feira, 26 de junho de 2009

E A PALHAÇADA CONTINUA - CAPÍTULO 137

A paz entre a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Associação de Times da Fórmula 1 (Fota) foi concretizada no papel na última quarta-feira, mas a troca de farpas ainda persiste entre as partes e ameaça o acordo que impediu o "racha" na categoria. Nesta quinta-feira, foi divulgada uma carta em que Max Mosley, presidente da entidade máxima do esporte, critica a atitude de dirigente da Fota, colocando novamente o futuro em risco.
A carta foi divulgada pelo site Racefax e nela Max Mosley ataca diretamente Luca Di Montezemolo por sua postura tomada no tratamento das relações entre as entidades. Segundo Mosley, já não há mais garantia de sua saída da presidência da FIA em outubro - esse fator era uma das bases do acordo firmado.

Confira trechos da carta de Max Mosley destinada a Lucca Di Montezemolo:
"Dada a tentativa deliberada de enganar a mídia, eu já considero minhas opções abertas. Pelo menos até outubro, sou presidente da FIA e com plena autoridade no ofício. Depois disso, são os membros da FIA, e não você ou Fota, quem vai decidir sobre a futura liderança da FIA"
"Nós fizemos um acordo, ontem, em Paris, para terminar as recentes dificuldades na Fórmula 1. Uma parte fundamental do acordo foi a de que iríamos ambos apresentar uma positiva e verdadeira conta com os meios de comunicação"
"Eu fiquei espantado ao saber que, no comunicado da Fota à imprensa, o senhor deu a (Michel) Boeri o controle da Fórmula 1, algo que você sabe é completamente falso, que eu tinha sido forçado a sair do escritório, também falso, e, aparentemente, que eu não teria qualquer papel na FIA após outubro, algo que é evidentemente falso"
"Além disso, você tem sugerido aos meios de comunicação que eu tenho sido um ditador, o que é um grave insulto aos 26 membros do Conselho Mundial de Esporte a Motor, onde foram discutidas e votadas todas as regras e procedimentos da Fórmula 1 desde a década de 1980, para não mencionar os representantes da FIA de 122 países que têm democraticamente aprovado tudo o que eu e os meus colegas do Conselho temos feito durante os últimos 18 anos"
"Se você deseja que o acordo que fizemos tenha alguma chance de sobrevivência, você e a Fota devem corrigir imediatamente suas ações. É necessário corrigir as falsas declarações que foram feitas e não repetir essas declarações. Você deve emitir uma correção adequada e desculpas à imprensa durante a coletiva de imprensa desta tarde. A Fórmula 1 é executada exclusivamente pelas equipes, sem qualquer ajuda minha ou de outra pessoa de fora. Não havia a necessidade de me afastar da Fórmula 1, uma vez que tínhamos um acordo. Da mesma forma, eu tinha um plano de longa data não tentar a reeleição em outubro. Ontem, eu deixei bem claro os dois pontos durante a reunião"

fonte: esportes Terra

NB: nosso amigo Marcelão acabou de postar essa notícia também na nossa comu, estou só colocando aqui a título de informação pros nossos leitores, mas, me desculpem o termo, essas sandices do velho tarado nazista decrépto já deram no saco.

FOTA, por favor, crie outro campeonato e deixem ele com a F-1, quero ver o que vai ser da categoria sem as oito equipes que sairão!!!

2 comentários:

A. ROQUE disse...

a seguir cenas do próximo capítulo...zzzzzzzzzzzz

- IGOR! - disse...

M.M.M... M.M!!!