sexta-feira, 23 de maio de 2008

O que será de 2009?

O ano de 2008, o torcedor brasileiro está tendo uma oportunidade que dificilmente se repetirá. Os pilotos Rubens Barrichello, Nelson Piquet e Felipe Massa correm por escuderias de grande tradição, que são Honda, Renault e Ferrari, respectivamente. Oportunidade melhor que essa só vejo a época em que Senna e Piquet corriam por Lotus e Williams, também respectivamente. Mas o que o povo brasileiro não sabe, e nem ao menos espera, é o risco de não ter um piloto brasileiro na Fórmula 1 no ano de 2009, apesar de ser um fato quase que impossível, há riscos.

Eu já defendi muito os pilotos brasileiros, principalmente o Rubens, do qual ainda acredito que possa realizar algo importante na F1. Mas o que as corridas tem mostrado, é o que é a realidade, falar do que fez no passado não interfere no presente, e o presente dele, apesar de poucos erros, não tem mostrado resultado. O carro da Honda é fraco? É. Mas o Button já conseguiu pontos esse ano (e no passado também), e porque o Rubens ainda não conseguiu? Apesar de todo o seu passado, tem seu futuro ameaçado pelo que ocorre no presente.

Dos três, Nelsinho Piquet é o mais ameaçado, ou seria Nelsinho Katayama? O piloto brasileiro ainda não mostrou para que veio. Tem um sobrenome forte, apoio e um dos melhores professores. Falar que anda mal é óbvio, falar que está aprendendo também. Já apresentou melhoras na última corrida, mas para ser grande, ser um Piquet, tem que ser bom em todas. Se bobear, pode sair ainda esse ano.

Felipe Massa é segundo no mundial, calou os críticos, dizem. Calou nada. Se pretende ser segundo piloto está indo caminho certo, vence umas duas, depois vai mal em outras, da a desculpa de que não gosta do circuito. Piloto bom se não gosta do circuito, ao menos aprende a correr nele, e muito bem. Quem deve se preocupar em gostar ou não da pista é o torcedor, que vai assistir e espera uma bela corrida. Massa é muito irregular, para alguém que já foi chamado de “novo Senna”, ta mais para um Patrese meia-boca. Suas chances de sair são poucas, mas não nulas, e se sair da Ferrari, outra equipe de menor expressão deve contratá-lo, ou não.

Digamos que os três abandonem a F1 em 2009, ainda temos outras opções felizmente, creio que ainda remotas, mas que podem chegar a F1 já em 2009. A 1ª é Bruno Senna, piloto que apesar do nome, ainda não esta maduro o suficiente para a F1, pode vir a ser um bom piloto no futuro, mas não deve entrar em 2009, a não ser que ele corra muito na GP2 esse ano. O 2º é Lucas Di Grassi, piloto de testes da Renault, não conheço muito ele, dizem que é bom, foi muito bem na GP2 ano passado, entra como zebra para a F1.

No geral os brasileiros andam muito mal. Tem que começar a correr de verdade, não só para ficarem na F1 ano que vem, mas para que o torcedor volte a sorrir

Eu creio que em 2009 teremos 3 pilotos titulares na F1. São eles, Rubinho, Massa e Di Grassi, este último por puro pressentimento, apenas isso.

4 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Nelsinho Katayama !!! Mandou muito bem Daniel.
Nelsinho está muito mal e estou com vc em que no ano que vem ele não estará na F1. Dá-lhe Di Grassi no lugar dele para 2009.

Abraços!

Leandro Montianele

Marcos - Blog da GGOO disse...

minha preocupação é pra 2010, 2011.
Como já foi postado aqui, não temos mais brasileiros nas categorias de acesso, daí.....

- IGOR! - disse...

discordo!!! não existe NENHUMA chance do massa ficar sem carro para disputar o mundial 2009, mesmo que a ferrari venha a não cumprir o contrato que tem com ele outras oportunidades apareceriam rapidamente...

para o barrichello a situação já é mais complicada e pro piquetzinho está se tornando insustentável (é bom ir guardando as fotos desse ano como recordação)... mas o problema mesmo é que depois de lucas di grassi e bruno senna NÃO HÁ MAIS NINGUÉM!!!

Daniel Macarenco disse...

Tem o Diego xD

Já venho o acompanhando a um tempo