segunda-feira, 24 de março de 2008

OLHA A CRISE APARECENDO...

Diretamente do Blog do Fábio Seixas:

Começou hoje, no circuito de Oulton Park, mais uma temporada da F-3 inglesa.

Segue o resultado da primeira corrida:

1º. Oliver Turvey (GBR/Carlin Motorsport)
2º. Max Chilton (GBR/Hitech Racing)
3º. Atte Mustonen (FIN/Raikkonen Robertson)
4º. Michael Devaney (IRL/Ultimate Motorsport)
5º. Esteban Guerrieri (ARG/Ultimate Motorsport)
6º. Marcus Ericsson (SUE/Fortec Motorsport)
7º. Sergio Perez (MEX/T-Sport )
8º. Sebastian Hohenthal (SUE/Fortec Motorsport)
9º. Henry Arundel (GBR/Raikkonen Robertson)
10º. Sam Abay (AUS/Carlin Motorsport)
11º. John Martin (AUS/Raikkonen Robertson)
12º. Andy Meyrick (GBR/Carlin Motorsport)
13º. Alistair Jackson (GBR/Raikkonen Robertson)
12º. Ricardo Teixeira (ANG/ltimate Motorsport)
15º. Jay Bridger (GBR/Fluid Motorsport)
16º. Philip Major (CAN/Fortec Motorsport)
17º. Hywel Lloyd (GBR/CF Racing)
18º. Niall Quinn (IRL/Team Loctite)
19º. Kristjan Einar (ISL/Carlin Motorsport)
20º. Steven Guerrero (COL/T-Sport)
21º. Stefan Wilson (GBR/Fluid Motorsport)
22º. Craig Reiff (ALE/Nexa Racing)

Não se classificaram
Jaime Alguersuari (ESP/Carlin Motorsport)
Brendon Hartley (NZL/Carlin Motorsport)
Salman Al-Khalifa (BAH/T-Sport)
Walter Grubmuller (AUT/Hitech Racing)

Sentiu falta de algo?

Sim. Não há um piloto brasileiro inscrito para a temporada de uma das mais importantes categorias-escola do automobilismo mundial.

Não há um brasileiro na F-3 que já teve reinados de Emerson, Piquet, Serra, Senna, Gugelmin, Barrichello, Gil, Haberfeld, Pizzonia e Nelsinho.

Mas tem piloto do Bahrein, do México, de Angola, da Colômbia, da Islândia... Países com muito menos tradição no cenário do automobilismo.

Tradição que, por aqui, corre risco. Tradição que, por si só, não leva a resultados.

A F-3 inglesa mostra hoje, na prática, aquilo que estamos alertando há tempos: diante da incompetência da CBA em organizar uma categoria-escola de monopostos no Brasil, a fonte vai secar.

Já está secando, aliás. Hoje, há pouquíssimos pilotos do Brasil na trilha do automobilismo de ponta. Daqui a pouco tempo, não haverá ninguém. Ninguém.

A crise passou da fase do alerta para virar realidade. Uma séria e triste realidade.

4 comentários:

Marcos 5-3-3 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos 5-3-3 disse...

Ahhhh...mas isso não é importante, quem disse que a CBA tá preocupada com o sucesso dos brasileiros até a chegada na F-1??
Oneram o quanto podem as categorias "sobreviventes" daqui, mas nada investem em melhorias, seja em prol do público, nos autódromos ou equipes e pilotos.
Como dizia aquele personagem da escolinha, "o importante é dinheirinha na bolso!!"
E o salário, óóóóóó!!!!

Paulo disse...

Como pode ser a CBA tão incompetente a ponto de deixar morrer completamente a categoria monopostos no nosso país.Desde os idos de 1969 sempre (graças ao pioneirismo de Emerson) tivemos um brasileiro disputando a formuls 3 inglêsa, que é incontestávelmente a mais importante categoria preparatória ao acesso à formula 1. Que vergonha meu Deus. O que fazem vocês aí, além de passarem os dias sentados em vossos traseiros.

Este é o texto do emai lque enviei,(ou melhor gostaria de ter enviado) à presidência da CBA.
Frustante. Foi impossível, pois o site deles está recusando receber emails.
Consegui tão simplesmente uma mensage dizendo:
THE MESSAGE WAS UNDELIVERABLE. ALL SERVERS FAILED TO RECEIVE THE MESSAGE.
Proponho que façamos algo, como uma corrente. Algo tem de ser feito, e para isso o único recurso que temos é a ajuda da imprensa especializada. Vocês jornalistas trem que martelar o assunto diáriamente.
Quem elege aqueles FDP para o cargo que exercem?
Temos que conseguir sensibilizar os caras que deram ocargo para o presidente fascínora.
Mais uma vez ressalto que aimprensa especializada é o último trecurso deixado.
POR FAVOR, PONHAM A BÔCA NO TROMBONE.
PVBbilt

Marcos 5-3-3 disse...

com certeza Paulo, estamos tb revoltados como vc, e vamos martelar sim!!