quinta-feira, 20 de março de 2008

Ferrari nega que problema no motor tenha a ver com centralina

A escuderia Ferrari está confiante de que os problemas de motor, que apareceram no Grande Prêmio da Austrália, no último domingo, não vão se repetir mais. Para este final de semana, na segunda etapa da temporada da F-1, na Malásia, as adversidades já devem ter sido solucionadas.
Os dois pilotos da equipe italiana, Kimi Räikkönen e Felipe Massa, abandonaram a corrida com quebras no motor. As unidades dos propulsores foram levadas durante a semana para a fábrica de Maranello a fim de analisar as causas das disfunções.

"Foi um problema na alimentação do combustível relacionado com as altas temperaturas em Melbourne. Isso provocou a quebra de uma válvula em ambos os motores", disse um porta-voz da Ferrari, na Malásia.

"Não foi nada sobre um controle de qualidade nem foi um problema de refrigeração. Obviamente você não pode mudar nada nestes motores, então trabalharemos duro para melhorá-lo, mas estamos confiantes de que não voltará a acontecer", prosseguiu.

A Ferrari também negou que os problemas tiveram algo a ver com a introdução, neste ano, da unidade eletrônica central padronizada para todos os times. "Não foi algo com a ECU, apesar destes novos componentes significarem que temos de aprender novos métodos para operar o motor".

Fonte: Amigos da Velocidade

Ótimo, sem mais desculpas e solucionando os problemas logo cedo, a Ferrari, se não tiver mais azar, tem tudo para fazer a dobradinha na Malásia, ao meu ver.

Um comentário:

Marcos 5-3-3 disse...

Tá.....e eu acredito em gnomo, fada madrinha e setor G coberto!!
A Ferrari não quebrava um motor desde......desde.....vixi, tanto tempo que eu nem lembro....acho que desde 94.
Coincidentemente, após a nova centralina, quebraram os dois!!!
Vai saber né, pode ser só uma questão de ajuste pro novo componente, ou não.....