quinta-feira, 12 de março de 2009

GGOO NO WTCC

Essa história começa de um jeito diferente, porém igual. Para variar, estávamos em bate-papo informal falando sobre corridas, quando o assunto corridas não assistidas e autódromos desconhecidos tomou forma.

Dentre as corridas que ainda não vimos estava o WTCC, que teria sua etapa inaugural em Curitiba - PR. Era um sonho ver a tal "corrida dos carros de verdade, com pilotos de verdade" e mais ainda sair de São Paulo para assitir corrida em outro estado. Mas o papo foi tomando forma, a vontade foi crescendo, as incertezas passaram a ser certezas quando vimos o preço das passagens de ônibus. Daria para ir.

Logo em seguida, arrumamos mais um comparsa, que ofereceu "carona" para todos. A viagem ganhava forma e se definiu oficialmente quando o preço dos ingressos foram anunciados. Definido os personagens da viagem, corremos atrás dos hoteis da região e pedimos um apoio logistico à sucursal Sul que, prontamente (apesar das pentelhações) atendeu os chamados, até para a retirada dos ingressos e o devido encaminhamento.

Por mais que o IRC aparecesse para ofuscar um pouco o brilho, era o WTCC o motivo de nossa viagem e motivo maior de curiosidade. Uma aposta até foi feita: Qual categoria seria melhor, GT3 Brasil ou WTCC? (a stock não conta por não ser carro de verdade).

Dentro da nossa programação, resolvemos somente assistir aos treinos oficiais no sábado e ao chegar, vimos um clima de tranquilidade imperando na região do autódromo, com uma estrutura de estacionamento de fazer inveja à Interlagos e uma placa de boas vindas na porta.


O treino do WTCC em si foi morno, a destacar somente a formação de esquadrilha do time da SEAT que, sempre, vinham em 5, formando uma parede tremenda de vácuo que garantia as melhores velocidades em relação aos concorrentes.

Já cansados e pensando nas atividades noturnas, resolvemos ir embora logo após o término do treino, mas semm antes não tirarmos a nossa primeira foto oficial do WTCC, comprovando a nossa "estadia" no AIC.


No domingo, chegamos praticamente uma hora antes de começar a corrida e o clima de tranquilidade ainda prosperava. A única diferença para o dia anterior era que o estacionamento não estava mais liberado, o que garantiu uma boa caminhada (de uns 500 metros) até a entrada da pista.

Ao chegar, um bom público já se fazia presente com muita festa e algumas homenagens ao seus pilotos favoritos, como Alex Zanardi.



A corrida do WTCC é dividida em 2 categorias e a primeira tem a sua largada lançada. No final da grande reta, uma forte freada e, sempre, alguns acidentes aconteciam., mas nada que não agradasse a galera.


A segunda bateria teve seu início atrasado em meia hora por conta de uma tempestade tropical de intensa atividade que alagou, literalmente a pista curitibana. Mas mesmo assim os carros deram a largada.



No final, vitória da SEAT nas duas etapas, feito inédito até então em provas do WTCC realizadas no Brasil.


AInda molhados, o público saia tranquilamente pela bela alvorada curitibana...


E por fim, a já tradicional foto oficial, mais uma vez, longe do autódromo, mas com o humor de sempre, apesar do cansaço aparente.

4 comentários:

- IGOR! - disse...

as cores e táticas dos seat's dominantes... o ronco forte dos bmw's... a beleza dos chevrolet's cruze "pendurados" nas curvas... a torcida pelos "patinhos feios" da lada nas disputas pelas últimas posições...

evento de primeira, isso é o FIA WTCC: "real cars, real racing"

Marcos - Blog da GGOO disse...

e teve um Lada que largou uma BMW pra trás...

Rodrigo Cabral disse...

Um Lada colocando poeira em uma BMW?
como é possível!!!..rs..rs...

fabricio disse...

Verdade! essa Lada apavorou A BMW!
Mas fenomenal mesmo foi receber esses loucos em minha cidade...

Aquele abraço!