segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

O FUTURO DA CAMPOS (E DE BRUNO SENNA)

Parece que o gato subiu no telhado. Pipocam aqui e ali notícias vindas de fontes européias garantindo que a Campos, nova equipe espanhola da F1 e que tem como piloto Bruno Senna, não conseguiu a verba necessária para seguir com seu projeto.

Dizem que a Dallara já mandou o boleto bancário. Daqui a pouco, o setor de cobrança certamente ligará. O seu futuro parece nebuloso e incerto. Como sempre foi a carreira de Bruno Senna. A escolha sólida, baseada em um sobrenome famoso, representava uma esperança de se conseguir algum apoio financeiro que até o momento não se concretizou.

Diferentemente de Lucas Di Grassi que apóia a busca de patrocínios pelos pilotos, Senna disse aos quatro cantos do mundo que não precisou levar nenhuma verba para a equipe. A mesma equipe que hoje está passando o chapéu em um claro pedido de esmola. Boatos dizem que até Nakajima pode entrar na parada, desde que leve muito patrocínio.

E agora? Muitos perguntarão.

O fato é que até equipes que pouca gente acredita, como a USF1, já estão desenvolvendo os seus carros, com demostrações de crashtests aprovadas. A certeza é só o marketing de um nome não está dando resultados. É necessário mostrar talento.

Tanto por parte da equipe, quanto por parte do piloto.

2 comentários:

Igor * disse...

apesar de tudo, creio que no dia 14 de março eles estarão alinhando no grid do gp do bahrein... lá no final, mas estarão lá!!!

Marcos - Blog da GGOO disse...

Como eu já disse (não lembro onde), um Senna que não faz sucesso e um Nakajima que pode salvar a equipe!!
Essa F-1 tá pro avesso mesmo!!