sexta-feira, 3 de abril de 2009

COLUNA DO ROQUE: ÉTICA, MENTIRAS E A F-1

Na Fórmula 1 os gênios são conhecidos pela sua capacidade de inovar em meio a um marasmo intelectual e de atitudes. Eles são assim definidos por fazerem carros de outro planeta, enquanto o mundo está na mesmice.

São interpretações diferenciadas, através de um olhar atento ao regulamento vigente, onde é possível desvendar as mais variadas interpretações. Não precisamos nos esforçar para lembrar dos feitos de Chapman, Fittipaldi, Newey, Barnard, Murray e agora Brawn, nomes assim fizeram da Fórmula 1 o sonho de consumo de muitos e muitos apaixonados por carros.

Fizeram marcas se tornarem conhecidas e mais do que isso, fizeram com que fanáticos literalmente vestissem a sua camisa e, de mero telespectador passasse a ser um torcedor, como se fosse o time de futebol do coração, daqueles que vão aos autódromos uniformizados, que gritam, que protestam, que xingam, que aplaudem, que choram e que comemoram. Histórias assim sempre foram muito disseminadas.

Porém tudo isso vai por terra quando se começa a utilizar de recursos excusos para se obter vantagens ilícitas tentando se apoiar no "jeitinho" de se fazer as coisas funcionarem melhor e, consequentemente, conseguir melhores resultados na pista.

Analisando a última década (1998 a 2008), uma equipe se destacou por ser a canalisadora de fatores extra-pista em busca de vantagens extras e, consequentemente, de vitórias, vitórias e até alguns títulos mundiais: a Mclaren!

O histórico começa em 1998, onde o carro "do outro planeta" tinha dois pedais de freio e que eram usados conforme a necessidade e características da pista. As equipes protestaram e a FIA baniu este procedimento. Logo em seguida, o escandaloso caso da cópia dos projetos da Ferrari e da briga entre os companheiros de equipe, ai entra em cena o menino prodígio da equipe, Lewis Hamilton para "embolar o meio de campo" e acentuar ainda mais esta discrepância. Para encerrar, o pedido de desculpas de hoje sobre a mentirinha aos comissários.

Foram vitórias, títulos, carros de outro planeta e a admiração por essa equipe, mas infelizmente, agindo assim esta equipe perderá o reconhecimento daqueles que passaram a admirá-la junto aos feitos de Emerson Fittipaldi a Ayrton Senna.

3 comentários:

Duff disse...

essa da mentirinha foi foda... depois reclamam de 'perseguição' contra McLaren... fala sério...

Marcos - Blog da GGOO disse...

Pow, os caras começaram já na primeira corrida....
É realmente uma pena pro espetáculo, uma equipe desse naipe agir dessa forma.
Lamentável.

- IGOR! - disse...

sifu...