sábado, 13 de dezembro de 2008

ENQUANTO ISSO, NA SALA DE JUSTIÇA......

EM REUNIÃO ACONTECIDA ONTEM, FIA APROVA PACOTE DE REDUÇÃO DE CUSTOS.

O Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou o pacote de redução de custos na Fórmula 1 em reunião realizada nesta sexta-feira. Todas as medidas receberam apoio unânime das equipes da categoria, que tiveram um papel importante na elaboração das mesmas.
Entre as mudanças para 2009, as principais são o fim dos testes durante a temporada e a utilização de um motor de menor custo. Já para 2010, os aquecedores de pneus e o reabastecimento de combustível serão banidos.

Veja os principais pontos do pacote aprovado pelo Conselho Mundial:

2009

Motor
Vida útil do motor será dobrada, para que cada piloto use um máximo de oito motores por temporada, mais quatro para testes (um total de 20 por equipe); limite de 18 mil rotações por minuto; custo dos motores para as equipes independentes será aproximadamente 50% mais barato que em 2008; acordo unânime em uma lista de propostas de mudanças para o motor da Renault em 2009; todos os outros motores continuarão sem mudanças e não será necessário um teste comparativo.

Testes
Não serão realizados testes durante a temporada, exceto em fim de semana de corrida, nas datas agendadas.

Desenvolvimento aerodinâmico
Fim do uso de túneis de vento excedendo uma determinada escala a partir de 1º de janeiro de 2009.

Fim de semana de corrida
Número de empregados será reduzido sob algumas condições, como a troca de informações sobre pneus e combustível.

Espetáculo esportivo
Um estudo está sendo desenvolvido para trabalhar com a reação do público em relação às novidades, incluindo algumas mudanças nos treinos classificatórios e uma proposta de mudança do atual sistema de pontuação por um de medalhas. As propostas serão encaminhadas à FIA quando os estudos estiverem concluídos.

2010
Motores estarão disponíveis para as equipes independentes por menos de cinco milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões) por temporada.

fonte: Lancenet

3 comentários:

- IGOR! - disse...

gostei das medidas.. espero que funcionem na prática!!!

em relação aos testes, o certo mesmo é aproveitar os fds de gp's para isso, às sextas ou até nas segundas-feiras...

Augusto Roque disse...

Eu aumentaria os tempos de treino na sexta pela manhã e deixaria o final da tarde para uma qualificação especial.

Imagina o que teria de gente vendo os treinos de sexta e quanto arrecadariam a mais?

Mais do que isso, quanto deixariam de gastar em testes propriamente dito?

Mas ainda sou cético com relação a isso...o jeitinho brasileiro sempre funciona na f-1!

Rodrigo Cabral disse...

Em tempo de crise à porta...

Valorizar o treino de sexta já é uma boa pedida, como Roque mencionou.

Limitar o excessivo investimento em melhorias de aerodinâmica no meio da temporada!

Outras formas de ganhar capital é procurar ir atrás do público fiel a f1, de todas as camadas...brindes são sempre bem vindos..rs..rs..rs..