segunda-feira, 4 de agosto de 2008

GP DA HUNGRIA: PARECIA UM SONHO

Parecia um sonho. Depois de um terceiro lugar no grid de largada, nem os mais otimistas poderiam prever o que aconteceria na corrida.

Na largada, um pulo magistral, algo que a muito tempo não se via e de terceiro, pulou para a ponta na primeira curva. Seu papel era agora controlar a diferença para o segundo colocado.

Depois das seções de paradas nos boxes, nada mais poderia lhe deter.

A ansiedade da vitória tomava conta de todos. Rojões já estavam a postos, os adversários diretos, estavam lá atrás. Era a hora e a chance de se recuperar. Tudo estava dando certo.

Mas não era seu dia. E, a três voltas, do fim seu motor explode. Junto com seu motor, explode a desilusão, o choro incontido, a decepção.

Não era o meu momento de retornar a liderança do campeonato.

A vida, enfim, segue. O campeonato continua, porém, cada vez mais difícil.

5 comentários:

Cin disse...

Apesar da infelicidade que assombrou o Massa... sobrou inspiração para o Roque escrever!!!
LINDOOOOO!!!!

Mas nãoooo... eu tenho fé!!! Esse ano é Massa!!! que Hamirto o que...
Nada que uma certa curva de interlagos não de jeito...

Alguém se lembra???

Duff disse...

Campeonato toma cara de Raikkonen novamente. Massa já tá fora.

O importante é eu poder cantar o hino italiano dia 2 de novembro...

- IGOR! - disse...

deu dó!!! mas que isso dê mais força ao massa para descontar a diferença...

Marcos - Blog da GGOO disse...

É só pra dar mais emoção....e adiar um pouquinho mais a decisão.....lá pra freada da reta oposta, ali na curva do lago!!

Rodrigo407 disse...

Hummmm!!! acho que vai sobrar para Interlagos de novo! com chuva ou sol estaremos por lá, novamente!

agora, da série acredite se quiser:
o Massa teve ou não teve um dia de barrichello ?!?!