segunda-feira, 7 de junho de 2010

CARTA ABERTA À VICAR: STOCK CAR EM RIBEIRÃO PRETO

Saí de São Paulo com destino à Jaboticabal na sexta feira, dia 04. O objetivo do final de semana era encontrar os amigos, dar risada e ir para Ribeirão Preto assistir o "espetáculo da maior e melhor categoria do automobilismo nacional", a Stock Car.

O que seria diversão com os amigos, se transformou em desentendimentos e desinformações a respeito do evento, a começar pela pista e formato das arquibancadas que mudaram 3 vezes. O que vi por lá foram só problemas, a começar pela venda de ingressos e os preços abusivos lá praticados (lembrando que o preço médio das etapas da Stock em São Paulo é de aproximadamente R$ 30,00 e o praticado em Ribeirão Preto, R$ 100,00). Por conta da taxa de administração e até da facilidade de locomoção até o local do evento, os amigos de Jaboticabal foram incumbidos da compra dos ingressos (gastaríamos cerca de R$ 1.200,00), ao chegar no ÚNICO ponto de venda físico, muita desinformação, péssimo atendimento e uma venda restrita dos ingressos. Conclusão, tive que comprar pela internet e pagar, além da taxa de conveniência, uma taxa de retirada do ingresso no local. Como era para ser uma diversão, acabei aceitando, pagando as taxas oferecidas e as passagens de ônibus para assistir a corrida.

Sábado cedo, cumprimos a nossa programação normal e com mais 15 pessoas saímos de Jaboticabal rumo à Ribeirão Preto, distante cerca de 60 minutos do local da pista. Ao chegar lá, encontramos bela sinalização, estacionamento autorizado a preços que se pagam também em Interlagos (com a diferença que lá nós paramos no asfalto e não no barro) e uma barraca indicando a retirada dos ingressos, porém sem uma única alma viva da Tickets For Fun. Na fila de entrada, após truculência dos organizadores, fomos informados que teríamos que ir até o shopping trocar os ingressos (mesma razão do pessoal que comprou o ingresso nos postos Ipiranga). Eram 9h da manhã, chovia fraco e fazia frio. O shopping estava fechado, ou seja, teríamos que esperar até as 10h da manhã, pegar o carro, sair do estacionamento que já havíamos pago, ir até ao shopping, pagar o estacionamento do shopping, ir até o ponto de venda e trocar. Resolvemos ir a pé, mas por conta da pista, não pudemos chegar até o shopping.

Quando voltamos, o número de pessoas insatisfeitas era enorme, cerca de 50 pessoas estavam revoltadas com as condições impostas e com a falta de respeito ao público pagante. Houve muito bate-boca entre o pessoal do Staff e o público prejudicado. O jeito foi recorrer à Polícia para garantir a nossa entrada. Muita conversa depois, ressaltando a conduta maravilhosa e exemplar dos policiais e do comandante da polícia de Ribeirão Preto, fomos aconselhados a esperar pelas providência da organização para que pudessemos entrar. Minutos se passaram até que um representante da Vicar apareceu e liberou as entradas daqueles que tinham os comprovantes da compra do ingresso, mesmo sem efetuar a troca.

Chegamos ao nosso setor (PB2) e vimos que ele se dividia em 3, com acesso controlado por meio de seguranças, algo que poderia ser suprimido pela confecção de pulseiras de identificação, como fora feito na SP Indy 300. A vista da pista era praticamente nula por conta da passarela de acesso e da pista auxiliar que fazia com que a arquibancada ficasse a uns 30 metros da pista, apesar da altura das mesmas. O jeito foi acompanhar os treinos e tentar achar um lugar menos ruim para o domingo.

Como todos os setores ficam sobre a mesma praça, pudemos observar as vistas de cada um, mesmo que no chão e reconhecer o terreno. Apesar dos vários banheiros químicos disponíveis, as opções de comida se restringiam a UMA única barraca de pizza cone, UMA única barraca de sanduíche natural, UMA barraca de batata frita, UMA barraca de refrigerantes e umas 5 barracas que vendiam cervejas e outras tantas moças que ofereciam energético, para as 10 mil pessoas que estavam lá, ou seja, caos e filas maiores que as do GP Brasil de F1. Imagine como seria o domingo...

No domingo, mais um exemplo de como não se tratar o público pagante. Faltou orientação e, como muitos que estavam lá não estão habituados com grandes corridas, faltou explicar melhor os horários de chegada. Resultado: quem chegou às 10:30h ficou de pé ou na grade do último degrau das arquibancadas ou embaixo do setor, gerando reclamação de quem estava sentado nas arquibancadas e insatisfação de quem havia pago o tal valor para ficar de pé, mesmo chegando tarde.

Ah sim, teríamos corrida. E no domingo, a única parte interessante e que dava pra ver alguma coisa, mesmo que de longe, foi tapada por uma placa de publicidade...Era mais fácil falar que a corrida só era para ser transmitida pela TV, não precisando de público.

Esse foi um final de semana para se esquecer em termos de corrida, emoção, ultrapassagens, disputa. Foi um final de semana para se lembrar das risadas com os amigos e para nunca mais voltar a assistir a Stock Car, enquanto ela for gerida pela Vicar.

Esta carta reflete a opinião única, exclusiva e restrita do autor, não sendo a opinião de todos os editores deste Blog.

18 comentários:

Vasconcelos disse...

Gostei do texto, é a mais pura verdade a Stock Car não respeita nada e ninguém. Tem cobertura televisiva péssima e trata o público pagante, não os ganhadores de ingressos frequentadores de HCs, com se fossem um bando, uma manada. Sendo assim o melhor a se fazer é simplesmente esquecer, ignorar a categoria.

Anônimo disse...

Se vc ficou na p2 é pq vc nem teve vontade de prestar atenção onde ela ficava , pq so soubesse não teria comprado. A p2 era o custo de $50,00 vc comprou a mais barata e ainda quer reclamar? Eu paguei $80,00 fiquei na p5 e tive a melhor visão, até mesmo de quem estava nos camarotes, sei disso que alguns dele passar por la e nos falaram.
Para que pagar estacinamento sendo que ao lado do estacinamneto haviam policiais que ficam la o tempo todo.
Da proxima vez para de comodismo e faça a coisa certa ao inves de culpar os outros pelos seus erros.
Eu não tive nenhum problema, me diverti como nunca e fiz novos amigos.
Abraço

ANDRE DE ITU disse...

postar anonimo é facil...

victorveneziano disse...

Cara, vc tem certeza que ficou na PB2? Tem certeza que foi na Stock Car de Ribeirao?

Eu fiquei na PB2, tive uma das melhores visoes da pista, que era parte da reta e inicio da curva, vi ultrapassagens fodas, vi o inicio do acidente do Burti, vi carros rodando, tudo que se espera de emoção em uma corrida.

Quanto a organização? Não tive doque reclamar, tinha segurança, otimas visoes de pista, a passarela nao atrapalhava em nada a visão, parece que fui em um evento diferente do que vc foi...Mas depende da sorte...Espero que seja melhor pra vc na proxima vez...Té +!

Anônimo disse...

Eita pessoal baba ovo da Vicar. OI cara da GGOO reclama com razão, não é porque é barato que tem que aceitar qualquer coisa. É pago, tem que bom, muito bom, e eu também estava lá, foi uma merda. Comodismo do cara? Va a merda! Voce nunca foi a uma merda de GP. Na fila do Setor G tem policiamento, mas se voce se descuidar, as crianças te levam um pertence, agora imagina la, com o carro parado em um lugar qualquer, larga a mão de ser criaça porra. To de saco cheio desse merdas que pensam que a mãe deles é virgim.
Erro dele? Onde? Tinha que buscar o ingresso no shopping?

Tem que reclamar, e muito, foi uma merda essa corrida.

Alfredo Drummond

A. ROQUE disse...

Ao Anônimo que se esconde atrás de uma alcunha:

Se você prestasse atenção um pouco neste modesto blog, acompanhamos passo a passo o dia a dia desta prova em Ribeirão Preto, assim que divulgaram o traçado demos uma volta na pista e filmamos o traçado, quando o mesmo foi modificado, fomos lá e fizemos o mesmo. Ainda nas montagens das arquibancadas e da pista estivemos lá fotografando, acompanhando e divulgando o evento, ou seja, escolhemos uma arquibancada com base naquilo que se propunham originalmente. Inclusive discutimos muito aqui e no orkut, qual deveria ser a "nossa arquibancada". Outra coisa, o setor PB2 não era o mais barato não, custou R$ 100,00 mais 20% de taxa de conveniência e mais R$ 8,00 da retirada do ingresso, onde não havia ninguém.

Em nenhum momento reclamamos da disponibilidade de estacionamento, apenas reclamamos de parar no barro, o que é fato.

E os muito policiais que estavam lá garantiram o nosso direito de entrar e assistir o treino e a corrida, sem eles estaríamos esperando o pessoal da Vicar até agora.

Agora diversão sem dúvida aconteceu, de quem está recebendo toda esta grana e rindo da nossa cara.

Fiz novos amigos, fui de longe para acompanhar uma corrida (e olha que sempre vou à Interlagos para ver da F-1, são 17 anos, a corridas de carros antigos, muitas vezes com menos de 10 pessoas nas arquibancadas), mas não tive corrida e esse foi o comentário geral de quem estava perto de nós e que pudemos comentar.

Enfim, se você como consumidor gosta de ser tratado assim, paciência. Eu não gosto.

A. ROQUE disse...

Victor, tem certeza que você foi ver a Stock e ficou no PB2?

Realmente acho que vimos eventos diferentes. Muito diferentes.

Vi, na nossa arquibancada, gente chorar porque não conseguiu lugar e a galera toda pedir, com "educação" para eles sentarem.

Acredito que você precisa rever seus conceitos de boa organização e boa visão...mas, tudo isso, não depende de sorte e sim de ser bem tratado como consumidor.

Abraços,

Anônimo disse...

Se tivesse dado volta na teria visto q la era ruim, eu comprei o ingresso na sexta feira dia 04/06, não tive problemas para retirar meu ingresso, fui e me diverti.
Ja fui em Sampa e la sim tinha zona. Apesar de ser o interior o Stock Car Ribeirão Preto Foi muito bom.

Fernando disse...

O duro é aguentar meia duzia de pessoas q nao tem o que fazer e fica colocando defeito em tudo. è muito dificil agradar a todos. Condordo que quem comprou pela internet foi prejudicado, concordo que foi muito mla organizado a entrega desses ingressos comprado via internet, pagar conveniencia e tudo mais. Agora nao da p/ um playboy sair da capital querer ter a mesma estrutura no interior. P/ mim o "unico problema grave" foi a intrega de ingressos no dia. Fui na StockCar de Ribeirão Preto, comprei ingresso na pb5, curti muito o evendo, e nao vejo a hr de chegar o ano de 2011 p/ ir novamente, que acredito que vai ser melhor que esse ano. Essas falhas provavelmente serão corrigidas. Não estou aqui p/ ser advogado de ninguem, só acho q teve muito mais pontos positivos do que vcs estão apontando. Vamos ofender menos as pessoas e apenas dar sua opinião no que poderia melhorar. Ficar sentado no sofa, comer sardinha e arrotar salmão é facil....

Igor * disse...

postar anônimo é facil... [2]

victorveneziano disse...

Então cara, Fiquei naquela PB2 que é meio torta sabe? Aquela separada? Fiquei atrás da grade das escadas, e não, não tive problema com visão, pelo contrario, achei um lugar muito bom, melhor até que a PA9, que era uma das mais caras...Realmente, jogaram jornais e copos em que estava em pé...Isso foi tenso...

Talvez eu nao tive problema com a organização pois nao precisei da mesma como voce precisou...Mas oque vi, estava organizado...

Uma das coisas que eu discordei foi o preço, e akela coisa toda de Ribeirao Preto Capital do Automobilismo, sendo que nem um Kartódromo decente nós temos...Mas foi o primeiro ano, vou ano que vem, e espero melhoras, tanto na pista (largura) como nos outros setores...

té +!

Anônimo disse...

Muito enjoado o rapaz.
Na pr´xima vai de camarote meu filho.
Marcelo Cunha

Fernando disse...

Pior que a arquibancada estava muuito melhor que o camarote, se for ver pelo lado da corrida em si. No camarote teve o conforto da sombra, tv, e tudo mais, mas pecimo p/ ver carros, pois ficava na reta e os carros passavam tão rapido q nem dava emoção de nada, nem ultrapassagem teve nessa reta. Eu tinha convite de camarote mesmo assim preferi comprar o ingresso p/ ficar na PB5, que na minha opinião era a melhor p/ ver a abilidade dos pilotos. Mesmo as arquibancadas mais caras nao tinham essa visão. Recomendo para o proximo ano.

Amanda disse...

Olá para vcs..!!!

Bom, cada um tem sua opinião, mas eu não posso reclamar..!!
Qto a localização da PB2, realmente a passarela atrapalhou, mas era só ver o mapa da pista, era evidente que seria uma das piores, eu por exemplo comprei a PA9, maravilhoso.
Qto ao estaconamento, vcs pararam no barro, pq quiseram, pq no site da Stock mesmo, la falava, "unico estacionamento em via pública gratuito", portanto, era só parar na via publica e não pagar os espertinhos q cercaram o gramado.Sem falar q havia mais policiais ali fora do q em qualquer outro evento em Rib's.

A troca de ingresso, ai é coisa da organização...não posso dar minha opinião..!!

Fica a minha opinião....Ribeirão fez de tudo para fazer uma etapa maravilhosa, e fez....ao que compete a cidade..!!

Parabéns aos pilotos e a Ribeirão por trazer a Stock para o interior paulista..!!

Obs: a sua "carta" tem um tom de má organização da cidade...e não foi.
E olha q nem gosto da minha "querida" prefeita..!!

obrigada.

Amanda

Igor * disse...

PONTOS NEGATIVOS (na minha humilde opinião):

- a venda e entrega de ingressos foi amadora, patética, abusiva, desrespeitosa... primeiro pq o ingresso estava sim CARO (sendo ele de R$80, R$100, ou R$120, mais taxas), depois pq se a cidade procura atrair TURISTAS com o evento, esses turistas tem que comprar o ingresso com antecedência pela internet, logo, precisam de uma estrutura decente para atendê-los para a retirada nos dias e local do evento (é cobrada uma taxa para isso), para que os mesmos retornem nos anos seguintes... isso não aconteceu!!! eu presenciei a luta para conseguir o acesso no sábado, ter que apelar para a polícia para que os truculentos representantes da Vicar na "portaria" cumprissem o código de defesa do consumidor é ridículo!!!

- circuitos de rua são tradicionalmente difíceis para ultrapassagens, mas a largura da pista precisa ser aumentada em vários pontos para que os pilotos tenham o mínimo de chance de tentar algo, isso também ajudaria a evitar tantas paralisações nos treinos e corridas!!!

- no sábado a visão na PB2 "meio torta" como o victor disse acima estava bem legal (levando-se em conta que é um circuito de rua), mas ao chegar no domingo, vimos uma enorme placa de publicidade no final da reta (se não me engano, pelo que vi na tv, era da Bosch) que atrapalhava boa parte da visão da curva...

- realmente, faltou mais opções para alimentação lá dentro, as filas estavam enormes!!!

Igor * disse...

PONTOS POSITIVOS (tb na minha humilde opinião):

- apesar de estreita, a estrutura da pista montada não ficou devendo a nenhum dos "autódromos" brasileiros (exceto interlagos e curitiba), principalmente no quesito asfalto!!!

- os vãos entre as arquibancadas da praça liberados para que pudéssemos observar os carros passando bem perto e por outros ângulos, já que a visão era limitada em TODOS os setores!!!

- as arquibancadas lotadas no domingo, foi bonito... tenho certeza que a grande maioria das pessoas nunca tinham assistido uma corrida ao vivo e só puderam ter essa sensação pq o evento foi "perto de casa"... notei isso ao observar a emoção do meu amigo bruno vivendo sua "primeira vez" numa pista de corridas!!!

- o cacá bueno não venceu, isso já é o suficiente pra me alegrar... aliás, será que ele correu em ribeirão??? foi discreto, invisível durante todo o fds...

resta torcer para que a organização (prefeitura / vicar / cba) se empenhe em melhorar os pontos falhos desse primeiro ano!!! sempre lembrando que essa é apenas a minha humilde opinião...

Bruno H. Damião disse...

Faço das minhas as palavras do grande Igor!
Os unicos dois pontos negativos que eu vi ali, foi a problemática troca de ingressos e a placa de publicidade no final da reta da PB2.
Do resto, tudo foi alegria! Sim, sou eu o cara que o Igor cita, e sim, me emocionei, vibrei, fiquei sem palavras ao ver pela primeira vez uma torcida bonita, uma arquibancada lotada e o barulho dos motores que só quem esteve lá pôde sentir.
Procurarei ir no próximo ano sim, esperando e acreditando numa melhora nesses aspectos negativos, para que essa festa possa ser ainda mais bonita! Um grande abraço à todos, e viva a festa do automobilismo!

Marcel V. disse...

Achei que o avento como um todo deixou a desejar. Os estacionamentos próximos cobravam 20,00; a cerveja era vendida a 5,00. Fiquei na arquibancada PA4, por 120,00. Teoricamente era pra ser o melhor local, mas não consegui sentar, mesmo chegando com mais de 1h de antecedência. Aliás, o povo sem educação ficava gritando e xingando aqueles que tentavam se acomodar, chegando a jogar copos e latas, onde até os seguranças tiveram que apartar. No primeiro ano, pode até ter erros, mas, a partir do ano que vem, num dá pra tolerar...