domingo, 16 de agosto de 2009

COLUNA DO ROQUE: A TAL DA PIZZA DA ANTONIETTA

Como bom paulsitano, uma pizza nas sextas feiras é essencial. Como descendente de italiano, nada melhor do que comer uma pizza em um dos principais redutos italianos da cidade, os Estados Confederados da Mooca.

Apesar de ainda convalescer de uma gripe forte, uma pizza quentinha de 4 queijos, na massa fina, não poderia ser disperdiçada. Ainda mais quando puxávamos pela memória que essa pizza vinha sendo marcada e desmarcada desde Março, seis meses de vontades, tentativas, furos, trabalhos, corridas e nada de pizza. Estes seis meses poderiam ser apenas cinco, se em uma ocasião especial, todos cansados de ser VIPs, deixassem a pizza pra lá, para voltar cada um ao conforto de seus lares (ou ao conforto do ônibus transmunicipal).

Mas, chegou o dia, sexta-feira e, em pleno trânsito louco e parado de São Paulo, saímos da região da Paulista com destino a Mooca, meu. Ao lado da rua Javari, da rua da Mooca e suas fábricas desativadas, da rua dos trilhos e suas casinhas do início do século, lá estava a Antonietta.

Ao chegar lá, enquanto esperávamos os outros membros da GGOO que também estariam presentes, o hostess me entrega uma revista fechada, a Revista do Tatuapé, que tinha na sua matéria de capa uma reportagem sobre o dia dos Pais com o piloto Roberval Andrade e uma pequena matéria sobre a corrida da F-Truck em Interlagos, corrida que ganhou com certa facilidade.

Na reportagem ele falava do filho, de Senna e dos 65 mil expectadores presentes em Interlagos naquele domingo de corrida. Nada mais poderia ser coincidência, um GGOO encontro começando com matérias sobre corridas. Mal deu tempo de terminar a leitura da matéria, lá aparecia o imperador da Mooca, o Rodrigo Moconauta, com sua esposa além do natural sorriso no rosto e o nosso tradicional manto.

O próximo passo era contar as novidades e compartilhar as expectativas. Da pizza pré-GP ao dia em si, mais uma vez novas ideias apareceram. E a conversa foi fluindo, enquanto a pizza era devorada, sobre corridas, sobre Interlagos, sobre aquele fantástico GP Brasil de 2008, sobre os longíncos membros da GGOO e principalmente sobre como vai ser a trilha sonora do megafone neste ano.

Porém, tudo tem um final, e quando nos aproximavamos da meia noite, era hora de voltar para casa, com as boas lembranças da noite e o gostoso sabor da pizza quatro queijos na boca.

2 comentários:

- IGOR! - disse...

bateu uma fome...

Marcos - Blog da GGOO disse...

Bateu uma fome mesmo.
E a foto oficial, não rolou?